Uma janela sobre o mundo bíblico

Gostaria de saber por que os padres fazem adoração aos santos sendo que eles sabem que as imagens nao podem interceder por nós pois Jesus disse: ninguém vai ao Pai senão por mim?



  • Pergunta de Elton Tonetto, Governador Lindenberg
  • 57387
  • 03/10/2010
Paulo Roberto Favero

Leia mais sobre Imagens |


Sou católico, mas não sacerdote, apenas leigo. Posso afirmar categoricamente que padres e fiéis católicos bem preparados não fazem adoração a santos ou imagens. Infelizmente esta acusação vem de longa data, mas, lhe afirmo mais uma vez, não é verdadeira. A Igreja Católica possui um importante documento que é o catecismo. O Catecismo da Igreja Catolica é uma exposição da fé católica e da doutrina da Igreja Católica, fiel e iluminado pela Sagrada Escritura, pela Tradição apostólica e pelo Magistério da Igreja.

Neste documento lemos:
2131. Com base no mistério do Verbo encarnado, o sétimo Concílio ecumênico, de Nicéia (ano de 787) justificou, contra os iconoclastas, o culto dos ícones: dos de Cristo, e também dos da Mãe de Deus, dos anjos e de todos os santos. Encarnando, o Filho de Deus inaugurou uma nova «economia» das imagens.
2132. O culto cristão das imagens não é contrário ao primeiro mandamento, que proíbe os ídolos. Com efeito, «a honra prestada a uma imagem remonta (63) ao modelo original» e «quem venera uma imagem venera nela a pessoa representada» (64). A honra prestada às santas imagens é uma «veneração respeitosa», e não uma adoração, que só a Deus se deve:
«O culto da religião não se dirige às imagens em si mesmas como realidades, mas olha-as sob o seu aspecto próprio de imagens que nos conduzem ao Deus encarnado. Ora, o movimento que se dirige à imagem enquanto tal não se detém nela, mas orienta-se para a realidade de que ela é imagem» (65).”
(Catecismo da Igreja Católica, 2131-2132).

Sendo assim a própria Igreja Católica condena a idolatria. Porém, mais importante que o Catecismo, são as Sagradas Escrituras. Os que acusam os católicos de idólatras utilizam principalmente o seguinte trecho bíblico:

Ex. 20, 4: Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima nos céus, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra.
E, param de recitar o versículo nesse ponto. Entretanto, a Biblia deve ser lida de um modo completo, dentro de todo o contexto cristão. Portanto o correto é ler juntamente com o versículo 5, que diz:
Não as adorarás, nem lhes darás culto; porque eu sou o SENHOR, teu Deus, Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até à terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem

A mesma situação ocorre em Lv. 26,1
Não fareis para vós outros ídolos, nem vos levantareis imagem de escultura, nem coluna, nem poreis pedra com figuras na vossa terra,

O completo correto é:
para vos inclinardes a ela; porque eu sou o SENHOR vosso Deus.

Outra passagem muito usada é Dt. 7, 25
As imagens de escultura de seus deuses queimarás; a prata e o ouro que estão sobre elas não cobiçarás, nem os tomarás para ti, para que não te enlaces neles; pois abominação é ao SENHOR teu Deus.

Observe com atenção que não existe uma proibição quanto à confecção de imagens. Se assim o fosse não deveríamos ter televisão nem máquina fotográfica, nem fotografia de nossos entes queridos. Há especificamente a proibição em adorar um deus, em criar uma imagem e reverenciá-la como se fosse um deus ou até usá-la como uma amuleto. Em outras passagens bíblicas a confecção de imagens é estimulada como em

Ex 25,18-20
(18) Farás dois querubins de ouro; de ouro batido os farás, nas duas extremidades do propiciatório, (19)um querubim na extremidade de uma parte, e o outro na extremidade da outra parte; de uma só peça com o propiciatório, fareis os querubins nas duas extremidades dele.
(20) Os querubins estenderão as asas por cima, cobrindo com elas o propiciatório; estarão eles de faces voltadas uma para a outra; olhando para o propiciatório.


Nm. 21,8-9
(8) E disse o SENHOR a Moisés: Faze uma serpente abrasadora, e põe-na sobre uma haste; e será que todo o que todo mordido que a mirar viverá. (9) Fez Moisés uma serpente de bronze e a pôs sobre uma haste; sendo alguém mordido por alguma serpente, se olhava para a de bronze, sarava.
1Rs 6,23-29.32
23 No Santo dos Santos, fez dois querubins de madeira de oliveira, cada um da altura de dez côvados.

2Cr 3,7
Cobriu tabém de ouro a sala, as traves, os umbrais, as paredes e as portas; e lavrou querubins nas paredes.

1 Rs 7, 25
Assentava-se o mar sobre doze bois, dos quais três olhavam para o norte, três para o ocidente, três para o sul e três para o oriente. O mar apoiava-se sobre eles, cujas partes posteriores convergiam para dentro.

1 Rs 7, 29
Nos quais havia leões, bois e querubins, nas molduras de cima e de baixo dos leões e dos bois havia festões pendentes.

Existem ainda muitas passagens onde Deus convida o seu povo ou uso de imagens decorativas. O pecado está em prostrar-se diante delas como se você o próprio deus como os Hebreus fizeram no deserto diante do bezerro de ouro.

O Catecismo da Igreja Católica proíbe a idolatria baseado nas escrituras. Não foi a imagem da serpente que Moisés ergueu no deserto que curou os mordidos pelas cobras, mas sim a fé em Deus. Aquela imagem era apenas um instrumento pedagógico para lembrar o povo da maldade que haviam cometido. Os católicos também usam imagens como uma pedagogia para lembrar aos fiéis exemplos de vida deixados pelos consideramos santos. Igualmente professores usam imagens em uma aula. Essas imagens são materiais didáticos. Quase a totalidade das pessoas possuem fotografias dos entes queridos, alguns já falecidos,tudo para preservar a memória, pois como diz o ditado uma imagem vale por mil palavras. Com certeza você encontrará católicos que usando imagens, medalhas ou escapulários não como símbolo de sua fé, mas como amuletos. E também haverá protestantes insistindo na tese de idolatria. Trata-se do livre arbítrio.

As citação acima são da Bíblia de Estudo Almeida (1999) – Sociedade Bíblica do Brasil.

57387 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook