Siga-nos no FaceBook




Lugares bíblicos

Quantas vezes aparece a palavra Deus na no Antigo Testamento?

Pergunta de Brunna, Maurilândia
Resposta de Luiz da Rosa, em 10/09/2009


Leia mais sobre Estatísticas bíblicas

Brunna, a sua é uma pergunta cuja resposta é complexa. Se busca a palavra “Deus” na Bíblia Almeida (Antigo e Novo Testamento) o resultado é 4446. Na Bíblia Pastoral o resultado é 4799. Na Nova Tradução da Linguagem de Hoje temos 7677. E, se fôssemos adiante, teríamos números diversos para cada tradução, para cada edição da Bíblia em português.

Por quê existe toda essa diferença nos números? A razão básica está no fato que sobretudo o texto hebraico, o Antigo Testamento, usa diversos nomes em referência a Deus e cada tradução tem seu próprio critério para tranformá-lo em português.

No Antigo Testamento há três designações mais freqüentes para Deus: El e os seus derivados, Elohim e YHWH (o tetragrama, normalmente traduzido como Javé ou Jeová).

YHWH é o nome próprio do Deus de Israel. Aparece 6828 vezes no Antigo Testamento . Creio que esta poderia ser a resposta a sua pergunta. De fato, com este nome o Deus de Israel se destingue dos outros deuses. Sabemos da dificuldade da pronúncia deste tetragrama. No mundo judeu o nome divino, por causa da sua santidade, não é pronunciado e por isso não sabemos como deve ser pronunciado. No lugar do nome eram utilizados termos como Adonay (o Senhor), Elohim e, em época rabínica, hassem (“o nome”). Os massoretas acrescentaram às consoantes YHWH as vogais de Adonay. Com isso indicavam aos leitores do texto sagrado que no lugar do tetragrama devia ser pronunciado um dos vocábulos alternativos. Isso levou alguns cristãos a lerem erroneamente Jeová.

El aparece 238 vezes no Antigo Testamento. É uma designação de Deus, um simples apelativo. Na Bíblia é muito usado nos textos poéticos. Nos textos que contam as histórias dos patriarcas tal vocábulo é muito usado para denominações de Deus em composição com outras palavras, tais como El Olam (Deus da Eternidade), El Betel (Deus de Betel), El Shaday (Deus todo-poderoso – talvez “Deus da montanha”).

Elohim aparece 2600 vezes no AT. É utilizado exclusivamente com o significado de Deus. Originalmente, e morfologicamente, significa “deuses”, mas adquiriu o caráter de substantivo abstrato e tem, na maior parte dos casos, o valor de singular.

1679 visitas

2 comentários

Postar um comentário

  • Pastor Alessandro peixoto (Paivas - Portugal) - 31/07/2010

    Olá, que a Paz do Senhor nosso Deus seja com todos! Sem dúvidas alguma o nome de Deus precisa, e deve, ser temido e respeitado, inclusive em sua pronuncia (Ex 20.7). Todavia temos uma passagem bíblica no mínimo muito interessante no assunto em questão. O texto de Filipenses 2.5-11, que trata da Kenosis de Cristo Jesus (uma prova clara da sua existência divina pré-encarnada), nos afirma que Deus (v.9) lhe deu um nome (JESUS conf. vv.10-11) que está ACIMA de todo nome, quer seja na TERRA, no CÉU ou DEBAIXO da terra....

  • davi (taubate) - 03/11/2009

    O fato aqui, é q o nome divino: JEOVÁ, éra amplamente usado pelo seu povo no passado, sendo até mesmo conhecido por seus inimigos. Outro fato, é q escribas, logo nos primeiros séculos da éra cristã, ao traduzir as escrituras sagradas, passaram a trocar o nome de Deus, pelos títulos: Senhor, Deus, etc... . Isso, com o falso pretexto de q o nome divíno éra santo demais p/ ser pronunciado. Porém, se fosse assim, porque o Autor da bíblia, inspiraría homens a assentar por escrito seu próprio nome nos originais, umas 7.0...