Uma janela sobre o mundo bíblico

Se não há autoridade que não tenha sido colocada por Deus, então por que as pessoas se casem duas vezes? Ou, se a pessoa se divorcia, por que ela estaria livre para casar se, ao converter para o evangelho, tudo se faz novo?



  • Pergunta de Juan Marcelo, 35
  • 22483
  • 27/05/2010
Rubens Colli

Leia mais sobre Casamento |


Sim, a Bíblia diz que toda a autoridade que há foi instituída por Deus (Rm. 13. 1-7; Prov. 8.15; Dn. 2.21).

As autoridades das nações fazem as leis de acordo com a necessidade, ou que a situação requer, e nem sempre as leis que são instituídas estão em acordo com a Palavra de Deus, pois, nem sempre os que fazem as leis (legisladores), são seguidores dos preceitos bíblicos.

A pessoa se casa duas vezes ou mais, porque está em acordo com a legislação do país em que vive, pois a lei local lhe concede o direito de desfazer o contrato de casamento através do divórcio, e de efetuar um novo contrato com outra pessoa, em qualquer tempo.

Quanto a tudo se fez novo, o apostolo Paulo está dizendo, que temos uma nova vida em Deus através de Jesus. Jesus fez a reconciliação entre Deus e a humanidade, que estava separada de Deus, veja II Cor. 5.17-21. Como reconciliados com Deus, temos que procurar seguir as suas leis, através da leitura da Bíblia, pois, agora já não estamos mais no mundo, (João 17.14-16).


Tudo isto aconteceu porque houve um Novo Nascimento, nascido para as coisas de Deus, então passamos a ter uma nova mentalidade, procurando seguir as coisas que são do espírito e não satisfazer os desejos da carne, (Rm. 8.12,13). Passamos a seguir as leis que foram instituídas por Deus e enviadas a nós através de pessoas (legisladores) que foram por Ele escolhidos, leis estas que promovem uma paz interior em cada um dos recém nascidos, estas leis modificam a mentalidade do convertido, a ponto de ele entender o que lhe permitido ou não fazer.

Quanto à pessoa que está separada, que se converteu, poder casar novamente, é uma questão difícil de responder, pois envolve a vida da pessoa, ela terá que consultar as pessoas mais próximas dela, (pastores, bispos, anciãos...) examinando o que a Bíblia relata em casos como estes, e consultar principalmente o seu coração, para saber se está seguindo a vontade de Deus. (1ª João 3. 19-22).

Como afirmei é uma questão difícil que eu não poderia definir simplesmente com um sim ou não.

22483 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook