Gostaria de saber se o Centurião de Cafarnaum foi ter com Jesus ou não? Porque no evangelho de Mateus 8,5-8 diz que o centurião encontrou-se com Jesus. Em Lucas 7,1-7 diz que ele não foi, pois não se achava digno, mandou amigos levarem o recado!

Pergunta de Thais Cristina da Silva, União dos Palmares /AL
Resposta de Odalberto Domingos Casonatto, em 07/08/2013


Leia mais sobre Cura

Olá Thais Cristina da Silva de União dos Palmares / AL!

O texto mais antigo em critica textual é o que vale mais. Portanto o que diz Mateus estaria mais perto do fato. O centurião falou com Jesus.

 

Imagem: O centurião romano pede a Jesus que cure seu servo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Outras considerações:

A compreensão da omissão de dados de Lucas que em Mateus foram narrados, passa pela seguinte interpretação. O evangelista Lucas escreve depois de Mateus. Seu evangelho pertence ao grupo dos sinóticos que possuem uma grande semelhança no texto. Lucas com ultimo redator obteve mais informações e colocou no seu evangelho características que lhe são próprias. Lucas tem consciência que esta escrevendo para Comunidades Paulinas (Lucas era secretario de Paulo) espalhadas pelo Império Romano, formadas de pessoas vindas do paganismo. Lucas privilegia textos ou esclarece outros mostrando que a salvação que Jesus Cristo traz é para todos, independente de raça, cor ou nação.

O evangelista Lucas omite o encontro do Centurião (um pagão) com Jesus, como ocorreu em Mateus 8, 5-8. Reservando este fato para o livro dos Atos dos Apóstolos, que ele também é autor e que da continuidade ao evangelho de Lucas. Lucas se utiliza de duas embaixadas, uma primeira formada por anciãos judeus e depois outra dos amigos do centurião. No texto mostra que o oficial conhece os costumes judaicos, pede para Jesus curar a distância. Todo este em torno culmina na ação e palavra de Jesus em curar o servo do centurião. Tudo isto tem um complemento no versículo 9

“Eu vos digo que nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé”(Lucas 7,9) Bíblia de Jerusalém.

Concluindo:

A omissão da informação que Lucas mostra no texto em que o centurião fala diretamente com Jesus, Lucas prefere colocar esta informação mais adiante já nos Atos dos Apóstolos. Mas se analisarmos com um olhar de Lucas isto não diminui o fato do milagre, ele aconteceu e Lucas quer mostrar que Jesus não cura somente os que vivem em Israel e são judeus, mas seu Reino vem para todos. O centurião é merecedor desta graça pedida seu servo foi curado.

5789 visitas

24 comentários

Postar um comentário

  • Marcelo (osasco) - 23/07/2014

    Meus caros, eu não vou entrar em conflitos de idéias, pq antes de ter um encontro sobrenatural com Jesus, eu não sabia nem fazer uma oração, mas a misericórdia de Deus me alcançou. E se ta certo ou , o fato é q esse nome fez e continua salvando e restaurando vidas. Voltemos ao evangelho puro e simples, e q a Graça de Deus nos acompanhe sempre.Amem

  • Ricardo (Rio de Janeiro) - 21/07/2014

    Marcelo (osasco) Olá, O estado de Israel foi criado em 1948, entretanto ao se abrir o velho testamento lá está, está porque alguém colocou, primeiro que o nome não era jacó, e sim Iacó, porque não existia a letra J, aliás esta letra tem apenas um pouco mais de cinco séculos, então estas biblias com a letra "J" foram impressas a partir do seculo 15, nomes que deram para o Salvador: IESU - JESU - JESUS. Agora o mais importante a saber: aonde estão os descendentes de Iacó (jaco-israel)? são esses que criaram o esta...

  • Marcelo (osasco) - 21/07/2014

    senhor erivaldo eu não sei de onde vc tirou essas idéias, pq no antigo testamento ja se falava no nome de Israel, por causa de Jaco nao da nem pra citar de tantos versiculos q tem, desde de genesis, vou citar so um ja com povo na terra prometida 1samuel 7.15, Jesus era judeu sim, belem era na judeia. Q Deus abençoe, Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade.joao 17.17

  • Erivaldo (Salvador) - 28/03/2014

    Primeiro, o MESSIAS nao diz essa PALAVRA ISRAEL? "" TAMANHA FE EM ISRAEL?? Mas ISRAEL essa palavrinha so veio a EXISTIR a COMO ESTADO EM 1948 se nao estiver errado? Me esplica como o MESSIAS diz "" ISRAEL?? " MEUS AMADOS ESTAMOS SENDO ENGANADOS O TEMPO TODO OU NAO? NAQUELA EPOCA A PALAVRA ISRAEL? NUNCA. na verdade hoje eu nao creio em tudo escrito nessa VULGATA. O MESSIAS NAO SENDO UM JUDEU E NEM OS SEUS 11 DISCIPULOS ERAM JUDEUS, SOMENTE O "" TRAIDOR ERA UM JUDEU, PORTANTO O IDIOMA DELES ERA O ARAMAICO, COMO PODE ...

  • daniel serrazina (rio de janeiro) - 27/03/2014

    a palavra de DEUS nunca se contradiz, a questão e que lucas esta direcionando seu discurso para o povo gentio, enfatizando a boa convivencia entre oe ancioes judeus e um cidadão romano, ja mateus esta direcionando seu discurso para os judeus, enfatizando a fé da quele homen, a palavra de DEUS e e sempre sera verdadeira

  • Marcela (São Paulo) - 17/11/2013

    A afirmação "O “x” da questão é a omissão de fatos em uma e outra e apresentado em uma e outra narrativa" É apenas uma conjectura, uma opinião. Nada mais que isso!

  • Cesar (Sorocaba) - 16/11/2013

    Procurei ser bem claro na exposição de minha opinião sob lógica matemática, Renato seu comentário seria interessante se a matemática fosse como você pensa, comparando com a matemática elementar e ignorando a matemática aplicada a qual me referi no comentário, o exemplo da matemática é bem lógico, pois quando se fala de matemática vem a mente números, ignorando-se por completo a soma de fatos omitidos em uma narrativa e expostos em outra, pois não recorri a fatos omitidos nas duas narrativas, menos ainda a conjectur...

  • CLOVIS GUERRA (BELO HORIZONTE) - 16/11/2013

    DEUS quando usou estes homens,, DEUS usou com muita graça e misericordia sabendo que estes homens eram limitados e falhos. Até mesmo sendo falha ou erro na tradução! veja que essa possivel falha não tira a essencia e o ensinamento do texto que nos ensina sobre fé e a Misericordia de DEUS e o seu compadecimento para com os homens. (veja que essa ``possivel´´ falha descutida aqui é insignificante ) Para um ensinamento eterno que É VINDA DA GRAÇA DE DEUS para com homens. DEUS ABENÇÕE

  • CLOVIS GUERRA (BELO HORIZONTE) - 16/11/2013

    olha meus irmaos estamos aqui para aprender uns com outross,, mas falar que a inspiração errou é dizer que o ESPIRITO DE DEUS ERROU, é correto dizer que tanto lucas ou mateus errarão e não a INSPIRAÇÃO.Porque homens são falhos o ESPIRITO DE DEUS NÃO. DEUS ABENCÕE.

  • Renato (Rio) - 16/11/2013

    Talvez, na matemática, a lógica seja suficiente para resolver determinada questão! Como não se está a falar de uma questão matemática, não se resolve as dúvidas apenas com imaginação lógica: falta, às conjeturas formuladas, suporte em fatos historicamente comprováveis. Os narrativas se contradizem - é fato - e talvez nem seja relevante, para a eventual mensagem que tal passagem queria expressar, saber se o tal centurião foi ou não ter com Jesus.

  • Cesar (Sorocaba) - 16/11/2013

    Há um x na questão! O "x" é uma incógnita na matemática cujo valor desconhecido pode variar de acordo com a equação. E esse "x" esta para nós nesta passagem sobre o centurião romano de Cafarnaum, tal qual aparece nos problemas matemáticos, necessita uma lógica para encontrar o “x”. O que vou expor é minha opinião e minha posição sobre o assunto, que é complexo, mas tem uma solução, conforme afirma Pedro: (2 Pedro 3:16) – “que há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as ...

  • luiz (rio de janeiro) - 25/10/2013

    No jornalismo pode haver interesses escusos , não vamos comparar os discípulos com jornalistas .

  • Pedro Silva (Salvador) - 25/10/2013

    Bem, o que entendo é a que as duas opiniões são complexas, mas a biblia é as escrituras sagradas, ela tem que ser por fé e obediencia, se existe ao nossos ollhos contradição, pois uma narrativa que lemos na biblia são acontecimentos muito mais que apenas 3 linhas escritas, pois um fato pode ser narrado por um, e informações mais detalhadas pode ser dada a outros, veja que no jornalismo é assim, vc esta no local, viu o cadaver, mas não sabe quem o matou, mas vem uma testemunha que conta a mesma versão que a sua, mas...

  • Júlio (Rio) - 22/10/2013

    Concordo com o Luiz Carlos é NORMAL, isto é, é norma encontrar contradições nos textos bíblicos. Também concordo com o Manoel, não é por não ser um livro de história que os textos podem apresentar afirmações divergentes: afinal são textos "divinamente inspirados"!

  • LUIZ CARLOS RODRIGUES (RIO DE JANEIRO) - 22/10/2013

    O centurião pode ter enviado os anciões , os amigos , e ter decidido ele mesmo encontra com Jesus . Pode ter ocorrido a omissão de uma parte por um e a outra parte por outro para resumir , normal .

  • Márcia (Belo Horizonte) - 04/10/2013

    Os textos bíblicos se contradizem e não se saberá a versão correta! Agora, não é por não ser um livro de história que a bíblia pode comportar contradições. Sabemos que os autores dos textos, não presenciaram o fato, apenas ouviram falar... Mas onde fica a inspiração divina que não fez esses ajustes?

  • Marcelo (osasco) - 04/10/2013

    Paz do Senhor! irmãos, eu acredito q Mateus,resumiu,pq o foco aqui é a fé do centurião, e o centurião como era um homem justo não quis expor Jesus,pq os fariseus sempre buscava algo para incriminar Jesus, Conforme era costume,eles poderiam acusar Jesus. E disse-lhes: Vós bem sabeis que não é lícito a um homem judeu ajuntar-se ou chegar-se a estrangeiros; mas Deus mostrou-me que a nenhum homem chame comum ou imundo.\" At 10:28

  • Manoel (Rio) - 12/08/2013

    Cada um escolhe o ponto central que lhe convém. Na minha opinião, se o fato envolvendo o Centurião não fosse relevante não teria sido incluído na narrativa, muito menos em dois textos de autores diferentes! Agora, já que foi incluído, deveria haver coerência entre os dois textos. Dizer que a bíblia não é um livro de história não justifica, no meu entendimento, tais erros. Há uma contradição entre os autores! Mesmo que o conteúdo da contradição seja considerado irrelevante, isso não quer dizer que a existência da c...

  • Adailton (São José) - 12/08/2013

    Para começar, a Bíblia não é um "livro de História"!
    Se o centurião falou diretamente com Jesus, ou falou por 'intérpretes', isso pouco acrescenta ao contexto. Se Jesus entrou ou não na casa também pouco acrescenta!
    O ponto "central", já dito acima, é "Eu vos digo que nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé"
    Será que Ele poderia dizer o mesmo de nós?

  • Márcia (São Paulo) - 12/08/2013

    Qual dos dois, se Mateus ou Lucas, narra a verdade me parece irrelevante. A questão é que uma das informações é falsa e ambas estão na Bíblia. Logo, a Bíblia traz uma informação falsa! Ou o Centurião foi ou não foi estar com Jesus e a bíblia afirma as duas coisas.

  • André (São Paulo) - 11/08/2013

    Então não deve-se dar crédito a Lucas: ele apenas ouviu dizer, é fonte de segunda mão! Por que está na Bíblia?

  • Valdir Almeida (São Paulo) - 11/08/2013

    A inspiração é uma influência recebida pelo autor, por tanto, Lucas e Mateus não mentiram a respeito do assunto e sim foram influenciado a escrever, e temos que analisar que Mateus foi discípulo de Jesus, já Lucas não, se converteu após a morte de Cristo. Então os dois contaram um fato, visto que Lucas não estava presente, somente ouviu falar do acontecimento.

  • Andraws (São Paulo) - 09/08/2013

    Se se o Centurião de Cafarnaum foi ter com Jesus, Mateus está correto e Lucas mente. Se o ele não foi, pois não se achava digno, Lucas está correto e Mateus mente! Logo, a inspiração divina falhou, para um ou para o outro.

  • manuel messias (rio largo) - 09/08/2013

    ABIBLIA E A PALAVRA DE DEUS LEIA CONCUIDADO