Siga-nos no FaceBook




Lugares bíblicos

Qual o nome dos dois discípulos a caminho de Emaús?

Pergunta de Oberico, Ipatinga / MG
Resposta de Odalberto Domingos Casonatto, em 17/10/2012


Olá Oberico de Ipatinga / MG!  A história dos discípulos de Emaús sempre nos atrai para leitura e a busca da compreensão do texto. Este episódio não quer determinar para nós com exatidão o nome dos dois discípulos que retornam para suas casas depois dos acontecimentos de Jerusalém. O texto quer nos mostrar que Jesus está vivo, ressuscitou e eles foram lentos na compreensão, caminharam com Jesus reconhecendo Jesus na maneira de abençoar o pão e reparti-lo.

 O nome do primeiro discípulo de Emaús!
O nome de um dos discípulos aparece no texto de Lucas 24, 18 (Bíblia de Jerusalém):

“Um deles, Cléopas, lhe perguntou. Tu és o único forasteiro em Jerusalém que ignora os fatos que nela aconteceram nestes dias?” (evangelho de Lucas 24,18).

Qual seria o nome do segundo discípulo: Seria Jairo, onde está escrito o nome dele?

O nome do segundo discípulo de Emaús!
Este nome não aparece no episódio dos discípulos de Emaús, o que se segue agora são comentários de estudiosos e conjunturas, não são verdades de fé.

Uma das conjunturas curiosas diz que se tratava de uma mulher, Maria, esposa de Cléopas, que caminhava junto de volta porque juntos tinham ido comemorar a Páscoa em Jerusalém. Qual era o nome da mulher de Cléopas? Simplesmente Maria de Cléopas. Este nome encontramos no evangelho de João e ali está escrito, em João 19,25 que junto a cruz de Jesus estava Maria sua mãe, e Maria de Cléopas. Quem era Cléopas, e este discípulo de Emaús que Lucas fala?. Este é o único lugar da Bíblia que fala-se de Cléopas, isto é Maria de Cléopas, que vinha ser a tia de Jesus, possivelmente irmã de Nossa Senhora.

5611 visitas

4 comentários

Postar um comentário

  • MARIA DE FÁTIMA DA SILVA (Redenção da Serra) - 17/06/2014

    Aceito o ensinamento de que realmente se tratava do casal Cléofas e sua esposa Maria, irmã de Nossa Senhora, portanto tia de Jesus. Aceito também que os dois discípulos remetem a nós mesmos. Isto quando estamos andando, como que com um cabresto, sem ver os lados e, então, perceber que, mesmo em estado de tribulação, Jesus caminha conosco. Que cada um de nós possa se ver nos DISCÍPULOS DE EMAÚS e buscar aprender com eles a não demorar para reconhecer Jesus ao nosso lado. Aprender mais ainda: não deixá-lo entrar em ...

  • João Amado (Aracaju) - 05/05/2014

    E mais: Jesus não falou de si e do Evangelho. Falou das Escrituras que lhe faziam referência. Até então todos eram judeus e não havia o cristianismo que surgiu depois, quando os Apóstolos começaram a pregar a Boa Nova. O Evangelho é a Torah oral dos cristãos. Embora esteja inserido na Bíblia, ele não é as Escrituras propriamente dita. O Evangelho sem o Antigo Testamento (Escrituras e os Profetas) é como uma árvore sem raízes. Não se pode estudar e compreende-lo sem o conhecimento da cultura, dos costumes e tradiçõe...

  • João Amado (Aracaju) - 05/05/2014

    Na historinha dos discípulos de Emaús, Jesus não explica as Escrituras. Ele "abre" ou seja, interpreta as passagens das Escrituras que falam e dão testemunho do Messias. Os discípulos, embora sendo judeus, conhecedores da Torah e dos Profetas, demoraram a entender e somente em casa, após reflexões profundas, compreenderam que tiveram durante todo tempo o Messias em Israel e que aquele Jesus, morto e ressuscitado era o Cristo. Saber o nome dos discípulos é secundário. O que interessa saber é que Jesus morreu e ressu...

  • edilaine cristina (dourados) - 29/03/2014

    quais os nomes dos dois discipulos no caminho de emaus