O ente israeliano encarregado das antiguidades de Israel (Antiquities Authority) exp√Ķe, desde o dia 11 de novembro, as descobertas arqueol√≥gicas encontradas ultimamente no Monte do Templo. A maioria dos objetos s√£o moedas antigas, mas a mostra inclue tamb√©m um sarc√≥fago de 2000 anos. Os objetos est√£o sendo mostrados ao p√ļblico no Davidson Center e no Jerusalem Archaeological Garden, nas proximidades do Monte do Templo. Muitos desses objetos s√£o apresentados pela primeira vez ao p√ļblico.

A tampa do sarc√≥fago em exposi√ß√£o tem uma escrita muito interessante: ‚??Ben HaCohen HaGadol‚?Ě (Filho do Sumo Sacerdote). Trata-se de uma insri√ß√£o com car√°cteres quadrados, t√≠picas do per√≠odo do Segundo Templo, aquele constru√≠do depois do Ex√≠lio em Babil√īnia e destru√≠do pelos romanos. Provavelmente o sumo sacerdote √© algu√©m que realizou o seu of√≠cio entre os anos 30 e 70 depois de Cristo.

Além da sessão que mostra o sarcófago, existem outras duas: Jerusalém na época do Segundo Templo e Objetos do tempo da destruição do Segundo Templo.

Os objetos arqueol√≥gicos vem das escava√ß√Ķes realizadas na d√©cada de 70 pelo Prof. Binyamin Mazar e na d√©cada de 90 pelo Prof. Roni Reich.

Quanto √†s moedas, a maioria tem 2000 mil anos de idade e est√£o marcadas pelo fogo provavelmente de um inc√™ndio da √©poca da Grande Revolta, depois que o Templo foi destru√≠do. A cole√ß√£o apresenta v√°rias moedas cunhadas em Jerusal√©m naquela √©poca, junto com outras vindas de todas as partes do mundo trazidas a Jerusal√©m pelos visitantes. As moedas, vindas seja da P√©rsia como da Fran√ßa, testemunham a import√Ęncia de Jerusal√©m como centro religioso para os judeus daquele tempo. √? n√≠tida a diferen√ßa entre as moedas dos judeus e aquelas pag√£s: conforme a Torah, n√£o aparece nas moedas judaicas nenhuma imagem humana.