Uma janela sobre o mundo bíblico

Gostaria de saber quanto tempo durou as pragas do Egito, entre uma e outra?



  • Pergunta de Costa, Rio de Janeiro
  • 45236
  • 16
  • 13/02/2009
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Pragas do Egito


O tema das pragas do Egito desperta muita curiosidade. A saga do povo hebreu, escravo no Egito, que busca a libertação é uma narração clássica, que foi representada de diversos modos, seja na arte que nas interpretações exegéticas.

O livro do Êxodo (capítulos 7 - 12) conta que Moisés, enviado por Deus para libertar o povo, tentava convencer o Faraó a deixar partir o povo hebreu de volta para a sua terra, a Palestina. Por boca de Araão, Moisés anunciou ao Faraó possíveis castigos divinos para convencê-lo a libertar o povo. O Faraó não acreditou nas ameaças de Moisés e o castigo chegou, através das famosas 10 pragas do Egito:
1. toda a água se transformou em sangue;
2. invasão das rãs;
3. invasão dos mosquitos;
4. invasão das moscas
5. animais ficam doentes com peste;
6. tumores em animais e nos homens;
7. campos devastados pela chuva de pedra;
8. campos devastados pelos gafanhotos;
9. Egito coberto durante 3 dias pelas trevas;
10. morte dos primogênitos.

Depois de cada castigo o Faraó prometia libertá-los, mas os hebreus não conseguiram a liberdade senão depois da última praga, que trouxe a morte dos primogênitos egípcios, poupando aquele dos hebreus. O Faraó convocou o povo escravo e permitiu que partissem. Depois se arrepende e persegue Moisés até o Mar Vermelho, onde é derrotado pelo mar que se fecha depois da passagem dos hebreus.

A nossa mentalidade positivista não pode deixar de se perguntar: Essa história contada pelo Êxodo é verdade ou foi inventada. Dentro desta interrogação está a sua preocupação em saber quanto tempo houve entre uma praga e outra.

Lendo a história parece que as pragas aconteceram uma depois da outra, em questão de poucos dias; esse é o tempo da narração. Contudo, se olhamos, por exemplo, as pragas 7 e 8 vemos que se a história é verdadeira, não foi bem assim: como podem os campos serem destruídos pela chuva de pedra e logo depois pelos gafanhotos? Entre uma praga e outra, nesse caso, naturalmente precisamos de um tempo considerável.

Contudo, em relação às pragas, a nossa reflexão precisa trasncender nossas concepções históricas. A Bíblia não é um livro histórico, no sentido hodierno de ‘história’. A Bíblia é uma leitura dos acontecimentos protagonizados pelo povo escolhido por Deus, o povo de Israel. Tudo é lido sob essa ótica. Se colocamos um óculos com lentes amarelas, toda a realidade se trasforma em amarelo. Os autores sagrados usam um ‘óculos’ especial e tudo, contado por eles, ganha uma cor coerente com as suas lentes.

Históricamente não sabemos nada sobre as pragas narradas em Êxodo. Há quem sugira o contexto da grande explosão de um vulcão que destruiu a ilha de Thera Santorini, no Mar Ageu. Mas isso teria acontecido por volta de 1500 antes de Cristo, há 300 anos antes da data convencional do êxodo do povo de Israel.

Pode ser que na memória coletiva do povo houvesse a recordação de eventos naturais, catástrofes, que posteriormente foram lidas sob a ótica da fé, como interventos divinos em favor do povo eleito.

45236 visitas



16 comentários

Postar um comentário

  • Reinaldo Nascimento Lima (Brasília - DF) - 09/03/2016

    Eu creio na Bíblia e ela diz - em I Reis 6:1 - que a saída dos israelitas do Egito aconteceu 480 anos antes do início da construção do templo, no quarto ano do reinado de Salomão (970-930 a.C), ou seja, no ano 966 a.C., que somados aos 480 anos passados resulta no ano de 1.446 a.C. para a data do êxodo. Diante desta revelação bíblica, não consigo entender a datação de 1200 a.C. para o êxodo. Onde arrumaram essa data? A informação de a erupção do vulcão Santorini ocorreu em cerca de 1500 a.C., como escrito no tex...

  • cleide (maceio) - 12/02/2016

    A biblia diz que os gafanhotos devoraram o que sobrou da chuva de pedra. êxodo 10:5

  • luiz carlos (rio de janeiro) - 19/01/2016

    O pouco que o homem conhece da ciência é o suficiente para contestar muitas passagens bíblicas, mas a questão não é esta, a questão é: - Se você acredita, que cultive sua fé dentro de você mesmo, não precisa tentar me convencer, nem me agredir verbalmente me associando a um demônio, um crápula, um ignorante, só porque não compartilho da mesma crença...Da mesma forma que não uso a ciência para tentar convencer aos crentes que, no meu ponto de vista, pelas minhas analises e estudo, a bíblia é apenas uma fábula na mai...

  • Jessé Silveira dos Santos (SAO PAULO) - 15/11/2015

    Eu quero deixar aqui relatos milagrosos que aconteceram em minha vida. 1º - quando criança eu era dependente de remédios fortes com tarja preta como gardenal e fenitoina, mas através de muita oração fui liberto dessas drogas e não necessitei mais tomar. 2º - Na fase adulta fui atropelado, tive fraturas pelo corpr e traumatismo craniano, ficando com sequelas ou seja convulsões contínuas, novamente tive que tomar Fenitoina (Idantal) para controlar as crises, buscamos a Deus pelaminha libertação desse mal, enfim fui...

  • Maryse (Sp) - 01/11/2015

    No passado ninguém tinha acesso a bíblia ,ninguém questionava nada! Era isso e pronto,ninguém tinha como contestar.Mas hj com tantas informações disponíveis, só um crentino pra acreditar nessas fábulas!!

  • DULCE VIEIRA MASCARENHAS FELIPE (CAMPO GRANDE) - 01/11/2015

    Lamentável! Quando uma pessoa se coloca á frente para falar sobre um assunto tão maravilhoso,deveria no mínimo ter estudado a bíblia e a história secular antes de dizer asneiras e sobretudo duvidar do poder de Deus

  • Emerson (Sao Paulo) - 14/10/2015

    Tudo papagaiada.... como outras ....

  • Marta (Curitiba) - 25/09/2015

    Acho de extremo mal gosto uma pagina que tem conteúdos bíblicos, que posta vários ensinamentos e esclarece duvidas da mesma colocar em duvida se o que esta escrito la foi realmente verdadeiro. Totalmente desnecessário esse post de vocês, se for pra colocar a prova os ensinamentos e a crença das pessoas mude o nome do site, comece a postar outras coisas, as pessoas chegam a esse site com a intenção de esclarecer duvidas e saber um pouco mais e não pra ler esse tipo de coisa. A bíblia só é entendida por aqueles que ...

  • istvan farkas (Rio deJjaneiro) - 05/09/2015

    Me causa estranheza, que estudiosos e teólogos, que estabeleceram com precisão idades e períodos de fatos ocorridos com mais de 1500 A.C., como a idade de Moisés, quando fugiu e o tempo que ficou fora do Egito, o tempo que levou o Êxodo, do Egito à Terra Prometida, e por uma conveniências inexplicável não consigam determinar um período de fatos tão relevantes, que configura a importância de Moisés, para o contexto Bíblico e do Cristianismo, como a duração das pragas e o tempo que Moisés, permaneceu no Egito, após...

  • beto bb (36) - 01/04/2015

    A respeito da chuva de pedras que destruiu as plantas a palavra e bem clara e diz que os campos de trigo não foram afetados e portanto posteriormente foram consumidos pelos gafanhotos. É a maior verdadeé que como não se consegue provar se é verdade ou não os fatos narrados aqui . É mais verdade ainda que muito menos não se prova ao contrário pq a ciência do homem e limitada como crer em algo q tem limites e que se reinventa a cada novo estudo ou pesquisa? Apenas creia pois o mundo gira em torna da fé em alguma co...

  • Jairo Duarte (São Paulo) - 25/12/2014

    Agradeço pelo Leitor que postou exatamente a resposta a pergunta inicial, e gostaria de pedir aos outros que sempre que participarem de uma discussão se atenham aos fatos e dados apresentados sem fugirem da questão central, e a Sra. Daiana que não escreva em maiúscula pois isso é mal educado, pois significa estar gritando.

  • Jaime Dias (Curitiba Pr.) - 21/08/2014

    Olá a todos! Se me permitem, a questão é: Quanto tempo durou as pragas do Egito? portanto, especulações se restaram erva verde ou animais depois de determinadas pragas, não é o foco do assunto. O fator principal para se saber o tempo aproximado das dez pragas, está baseado na diferença de tempo, entre: A idade em que Moisés tinha, quando foi falar ao Faraó (80 anos. Exo. 7:7); e na idade que ele tinha quando morreu (120 anos) nos limites da terra prometida (Dt. 34:7). Entre essas duas idades, os Hebreus peregrinara...

  • Ricardo (Rio de Janeiro) - 12/04/2014

    Êxodo 9:4-6. E Yahu fará separação entre o gado dos hebreus e o gado dos egípcios, para que nada morra de tudo o que for dos hebreus. E Yahu assinalou certo tempo, dizendo: Amanhã fará Yahu esta coisa na terra. E Yahu fez isso no dia seguinte, e todo o gado dos egípcios morreu; porém do gado dos filhos dos hebreus não morreu nenhum.

  • andres (são paulo) - 12/04/2014

    Pr. realmente esta era minha duvida, achei estranho qdo li e vi que primeiro Deus manda a peste e mata todos os animais e logo depois qdo vai mandar a chuva de pedras manda que recolham os animais no campo para que não morram, como se todos já morreram?

  • Pr. Anderson (Presidente Prudente) - 08/11/2010

    Só para deixar a Daiana mais tranquila, a Bíblia diz:I Coríntios 2:14"Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.", e , "pelo contrário, Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes;" I Coríntios 1:27,vamos ficar firmes na Palavra de Deus, pois a Bíblia diz que a erva que chuva de pedra não destruiu os gafanhotos comeram,Êx...

  • DAIANA (JAPERI) - 15/05/2010

    COMO VC PODE COLOCAR EM DÚVIDA OS RELATOS BÍBLICOS? SE VC NÃO CRER QUE ESSES FATOS REALMENTE ACONTECERAM, PELO MENOS NÃO PONHA DÚVIDA NA MENTE DE QUEM ACREDITA E TEM FÉ EM DEUS, E EM TUDO QUE O PROFETA MOISÉIS, HOMEM DE DEUS ESCREVEU