Pergunta na íntegra:

Gostaria de entender porque em Mateus 11:28 inicia o texto: "Vinde a mim, todos os que estais cansados..." quando se fosse: "Vinde a mim, todos vós que estais cansados..." já que todo o texto está na 3a. pessoa do plural. Será erro de português, de tradução ou eu mesmo tenha fugido da escola. Já perguntei à vários pastores mas não obtive resposta significativa. Desde já agradeço a sua atenção. 


A sua pergunta tem muito mais a ver com a gramática portuguesa do que com o sentido do texto. O sentido dessa frase evidentemente é um convide de Jesus para que se aproxime dele aqueles que estão sobrecarregados, pois nele encontrarão repouso.

A tradução que você propõe é adotada por várias edições, inclusive pela Bíblia de Jerusalém, mas também pela Almeida, em diferentes versões. Ao invés, satisfaz a sua petição a Tradução Pastoral, que traz:

Venham para mim todos vocês que estão cansados de carregar o peso do seu fardo, e eu lhes darei descanso.

Da mesma maneira a Nova Tradução na Linguagem de Hoje, onde encontramos:

Venham a mim, todos vocês que estão cansados de carregar as suas pesadas cargas.

O problema fica evidente comparando as duas propostas mencionadas acima. Trata-se do uso da segunda ou terceira pessoa, como você bem intuiu na pergunta. Tradicionalmente, as traduções da Bíblia usam a segunda pessoa, tu (singular) ou vós (plural). A Bíblia Pastoral e a NTLH, ao invés, optaram por uma posição mais conforme à fala do povo, usando a terceira pessoa (você e vocês). É por isso que ela usa “venham” (3 pessoa do plural) e não “vinde” (2 pessoa do plural).

Em grego, no original, temos “pantes oi kopiŇćntes”. Gramaticalmente, trata-se de um vocativo masculino plural e, literalmente poderíamos dizer assim “ó todos os que estão carregados (com peso em cima)”.

O desafio do tradutor é render na própria língua aquilo que o original diz. Por tradição, no Brasil se usa a segunda pessoa em textos bíblicos e, seguindo esses princípios, a tradução de Mateus 11,29 que você encontra nas versões mais correntes da Bíblia está correta. Uma alternativa, é a Bíblia Pastoral (católica) e a Nova Tradução na Linguagem de Hoje (protestante), igualmente corretas.