O que é ano A, B e C? Como saber?

Pergunta de Regina Veloso, Rio de Janeiro
Resposta de Odalberto Domingos Casonatto, em 22/08/2012


Olá Regina Veloso do Rio de Janeiro / RJ!

 A resposta à pergunta estaria mais para a Liturgia do que este site abiblia.org. Entretanto como envolve a primeira parte da celebração que é a Palavra de Deus, é bom termos conhecimento do porque dos anos litúrgicos A, B, C, e as leituras Bíblicas que são próprias.

As leituras Bíblicas que ocorrem nas celebrações caracterizam-se com o chamado ano Litúrgico criado para acompanharmos através das leituras dos textos bíblicos (evangelho e outros livros) a vida de Jesus em ordem cronológica do nascimento até a ascensão aos céus. Assim ouvimos nas celebrações textos que falam do anúncio do Messias, da encarnação, de seu ministério público com milagres, do chamado ao discipulado, discursos, parábolas até culminarmos com morte e ressurreição nos preparando para a Parusia, ou seja, do Cristo Rei do Universo no final do ano litúrgico. A ideia desta distribuição de trextos bíblicos ao longo de 3 anos tem como objetivo se ter uma visão e leitura de toda a Bíblia.

 

O significado das letras dos anos litúrgicos A, B e C:

O rito romano, utilizado nas celebrações da Igreja católica possui um conjunto de leituras bíblicas que se repetem a cada três anos perpassando os domingos e as solenidades. A cada ano, a liturgia das celebrações segue uma sequencia de leituras próprias, divididas em anos A, B e C.

- No ano “A” a leitura principal do evangelho na celebração segue o Evangelho de São Mateus;

-No ano “B”, a leitura principal do evangelho segue o Evangelho de São Marcos;

-No ano “C”, a leitura principal do evangelho segue o Evangelho de São Lucas.

Já o Evangelho de São João é reservado para as ocasiões especiais, principalmente as grandes Festas e Solenidades, para este evangelho não existe um ano litúrgico.

 

Como é calculado o ano litúrgico:

Muito simples apenas somando os algarismos do ano. O ano em que a soma dos algarismos for um número múltiplo de 3 é do ciclo C.

2013 = 2+0+1+3= 6. 6 é múltiplo de 3, então 2013, o ano litúrgico será ano C. Assim este ano de 2012 é o ciclo B, e o ano de 2011 foi o ano litúrgico A e 2016 = 2+0+1+6 = 9 múltiplo de 3 será novamente ano C. Não existe erro! É fácil

Mas atenção!! Existe um início antecipado!!!!

O ano litúrgico inicia-se no primeiro domingo do Advento (cerca de quatro semanas antes do Natal) e se encerra com a solenidade de Cristo Rei do Universo do ano seguinte. É bom ficar atento, pois o Advento no mês de dezembro de 2012 já é ano litúrgico "C" e será "C" até o final de novembro de 2013 (2+0+1+3= 6 que é múltiplo de 3, portanto ano “C” quando, no primeiro domingo do advento, se iniciará o ano "A". Não confunda isso. Tenha atenção, pois o ano litúrgico não coincide com o ano civil, tem sempre seu inicio antecipado em quatro semanas antes do Natal.

10683 visitas

2 comentários

Postar um comentário

  • Marcos André (Cornélio Procópio) - 09/04/2014

    Desculpe se estou sendo muito duro, Sr Erivaldo, mas o Sr terá o direito de questionar a Liturgia Romana apenas quando Deus usar a TUA Igreja para compilar a palavra DEle, ou quando Ele manter a igreja que o Senhor segue viva por mais de dois mil anos com a promessa de que as portas do inferno jamais prevaleceram sobre ela (Mateus 16:18), ou quando o Próprio Criador designar a vocês as "chaves do céu e da terra" (Mateus 18:18), ou quando Jesus dizer a sua Igreja que quem ouve a vocês ouve a Ele também (Lucas 10:16)...

  • Erivaldo (Salvador) - 06/03/2014

    Interessante, o CASSONNATO, aqui na sua resposta prova mais uma vez a quem " DEUS " Essa denominaçao segue, incrivel mesmo, que com esse ano liturgico vindo de que CALENDARIO? pois o CRIADOR deu aos JUDEUS ( povo dele na epoca ) um calendario? Que ano liturgico deveremos seguir? o do JUDEUS? Nao seguimos? Mas seguimos o do ROMANO? que salada de fruta essa ai seu CASSONNATO? Que tanta mentira sao essas? Todos sabemos que a LITURGIA FOI ABOLIDA- ONDE? NAQUELA CRUZ? Entao? da onde vira essa outra LITURGIA? OU HERESI...