Uma janela sobre o mundo bíblico

Qual era a missão de Jeremias? Por que se chamava profeta chorão?



  • Pergunta de Andre Sa , sao paulo
  • 237637
  • 20/06/2008
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Profetas | Jeremias |


O livro de Jeremias é muito gostoso de ler, pois é ambientado numa época importante para o povo de Israel, o exílio em Babilônia e tem imagens que nos surpreendem, apresentando um Deus livre que busca transformar a realidade, sempre permanecendo fiel à aliança. Ao mesmo tempo nos entusiama a própria biografia de Jeremias: um profeta que sofre por causa da sua fidelidade.

Há dois elementos, aparentemente contraditórios, típicos do livro que ajudam a responder as duas questões que você pôs. Por um lado o livro apresenta – e poderíamos dizer que é a missão de Jeremias – a promessa, cheia de esperança, de uma aliança nova, escrita no coração. Ao mesmo tempo são típicas as lamentações do profeta. Inclusive, em espanhol se usa o termo “jeremiada” para descrever uma situação onde existe lamentações contínuas.

O contexto de Jeremias é aquele quando o império assírio foi substituído por Babilônia. Ena Judéia, durante a vida do profeta, tivemos 3 reis (Josias, Joaquin e Sedecias) e um governador (Godolias). Jeremias reagiu contra as contínuas mudanças políticas, partindo da aparente autonomia da Judéia, com Josias, até o surgimento do império babilonês e a consequente destruição de Jerusalém, em 587 antes de Cristo.

O contexto religioso em que viveu o nosso profeta é particular. O povo pensava que a presença de Deus garantisse a própria proteção contra todas as catastrofes. De fato muitos acreditavam que, enquanto Samaria foi destruída, Deus tinha livrado milagrosamente Jerusalem da guerra (2Reis 19,35; Isaias 36,37), pois nela estava o seu templo. Por isso, no tempo de Jeremias, o povo tinha a convicção que a presença de YHWH no seu meio lhe protegeria de seus inimigos. Jeremias anuncia que tal confiança, sem nenhuma atitude pessoal, será a destruição de Jerusalém.

Diante da ameaça de Babilônia, os governantes da Judéia buscam alianças. Jeremias, invés pede a confiança em Deus e anuncia a destruição e o exílio, que são vistos como castigo pelos pecados do povo, dos governantes. Contudo se dá conta que esse fim trágico para o povo não é a última palavra. Diante do exílio e da destruição do templo ele anuncia um novo início, uma nova criação, uma nova aliança.

Em relação à Jeremias “chorão” poderíamos dizer uma palavra sobre o Livro das Lamentaçãos. Durante muito tempo o autor desse livro, que na bíblia hebraica não é um livro profético, mas está entre os históricos (hagiógrafo), foi considerado como sendo Jeremias. Sobretudo por que na bíblia grega e latina o livro aparece como um opúsculo ao livro de Jeremias, com um título que atribuiu a este profeta a sua composição. Contudo hoje existe unanimidade que este livro não pertence a Jeremias, sobratudo por causa das idéias que ali existem, embora o contexto histórico seja o mesmo do profeta.

237637 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook