Uma janela sobre o mundo bíblico

Resumo da Parábola do Mordomo infiel



  • Pergunta de Carlos, São Paulo /SP
  • 24124
  • 27/04/2012
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Parábolas | Lucas


Um resumo como resposta a pergunta da Parábola do Mordomo Infiel. (Lc 16,1-9)

Dentre tantas Parábolas que encontramos no Novo Testamento contadas por Jesus em seu ensinamento aqui está a Parábola do “O Mordomo Infiel”, que indica verdadeiramente o que os filhos da luz devem fazer nesta vida. Como a esperteza poderá ajudar-nos a construirmos este reino que é de Deus.

 

A Parábola mostra um exemplo de filantropia consequente e planejada. Lendo a parábola a primeira impressão que temos é que o senhor elogiou o mordomo por seu ato desonesto. Cristo utilizou a Parábola em seu ensinamento com o objetivo muito claro. Ele queria que ao ouvir a Parábola fossemos obrigados a analisar e entender o sentido mais profundo. O mordomo aparece na Parábola numa situação desesperadora e irreparável, aparentemente em uma situação sem saída, mas foi neste momento que manifestou uma genial inventividade começou buscar protetores, e que estes fossem uma garantia no futuro quando ele não tivesse um lugar nem para ser enterrado.

 

A Parábola mostra muito bem que os incrédulos em sua maioria são capazes de tomar qualquer iniciativa para promover os seus interesses próprios, a preocupação são os bens materiais e não os celestiais. A atitude do Mordomo não é exemplo para ninguém, pois na ameaça do seu senhor, resolveu prejudicá-lo nas contas de pagamento dos devedores para que no infortúnio e desespero pudesse encontrar alguém para recorrer.

 

Jesus quer através da parábola nos dizer que as riquezas do mundo e a ganância pelo dinheiro colocam os homens a perder. Nós cristãos devemos estar livres do culto e do amor ao dinheiro e saber com o utilizá-lo na comunidade e com o próximo sabendo que estaremos recebendo em dobro do nosso Deus em bens.

 

Concluindo poderíamos dizer que o Senhor elogia a esperteza do Mordomo, que agiu com muita rapidez diante dos acontecimentos que se apresentavam a êle. O mesmo Jesus na Parábola é que diz: “os filhos de Deus precisam aprender com os filhos do dinheiro”....Deverão ser espertos para Deus.

24124 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook