Uma janela sobre o mundo bíblico

O que quer dizer "ele é o verbo, o verbo estava com ele desde do princípio"?



  • Pergunta de Marcelo, Juiz de fora
  • 232598
  • 05/05/2011
Silvia Togneri

Marcelo em resposta a sua pergunta: O que quer dizer ele é o Verbo, o Verbo estava com Ele desde o princípio.

O evangelista João é quem assim apresenta Jesus, como o Verbo de Deus.

Esta forma de identificar Jesus como o VERBO é encontrada no evangelho segundo João, cap. 1,1.10.14; e na Primeira Carta de João cap.1,1. Foi a teologia que a comunidade joanina desenvolveu depois de muita reflexão sobre Jesus de Nazaré, o Filho de Deus. Este texto é escrito pelos anos 90 a 100 EC (da Era Comum ou depois de Cristo), ou seja, no final do primeiro século de nossa era cristã.

João é o único evangelista que identifica Jesus diretamente ligado e originado a Deus desde o início de tudo: “No princípio era o VERBO, e o VERBO estava com Deus, e o VERBO era Deus”(Jo 1,1). Onde no grego -> o lógos – a Palavra é designada como o Verbo de Deus.

O VERBO é  palavra que faz acontecer, é ação, como na criação onde segundo Gn 1,3 é a Palavra de Deus, o VERBO, que tudo cria: “Disse Deus: Haja luz; e houve luz”. Por isso Jesus está presente desde o princípio de tudo.

Jesus é o VERBO, esta é sua identidade. O VERBO de Deus, significa que Jesus é a Palavra de Deus, que toma a forma da carne humana e revela plenamente a face de Deus (confira em Jo 14,9 = onde Jesus declara: “que quem o vê, também vê o Pai”) . A vontade e a comunicação de Deus acontece agora por meio de Jesus de Nazaré, o Filho amado de Deus, a Palavra plena de amor do Pai. Ele é o Verbo, a Palavra de Deus plena que vem ao mundo.

O evangelista perecebendo as dificuldades da época em que o texto é escrito, em aceitar Jesus como o Filho de Deus, e por isso, sua origem divina, no cap.1,10 está uma constatação e uma acusação ao mesmo tempo, pois o Verbo de Deus, Jesus, estava no mundo e o mundo não o conheceu. Mais adiante no versículo 14, está a identificação clara de Jesus de Nazaré: “E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai” (Jo 1,14).

Também esta forma de se referir a Jesus de Nazaré aparece na 1 carta de  Jo1,1, onde o mesmo escritor declara que o que ele escreve e testemunha é a partir do que ele ouviu, viu e contemplou e que suas mãos apalparam do Verbo da vida, de Jesus de Nazaré.

Para estudo mais aprofundado sobre o tema veja neste site o artigo: E o Verbo se fez carne. De Steeven Tavares Diane postado em 24?08/2008.

Espero que todos nós saibamos acolher com alegria e amor o Verbo de Deus, Jesus, em nossas vidas e viver plenamente a sua mensagem.

232598 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook