Uma janela sobre o mundo bíblico

Mês da Bíblia 2016: Seguindo o profeta Miquéias.



  • Estudo
  • 4131
  • 14/08/2016
Odalberto Domingos Casonatto

 Mês da Bíblia 2016: Seguindo o profeta Miquéias.

Praticar a justiça, amar a misericórdia e caminhar com Deus - cf. Mq 6,8

No mês da Bíblia dedicamos ao estudo de um livro ou tema da Bíblia Sagrada. Neste ano o personagem bíblico é o Profeta Miquéias. Ligados a proposta da Campanha da Fraternidade 2016, do cuidado da natureza ou da Casa Comum que tem como tema: “para que n´Ele nossos povos tenham vida” e o lema: “praticar a justiça, amar a misericórdia e caminhar com Deus”. Portanto somos convidados conforme o método de leitura orante da palavra de Deus buscar e concretizar o anuncio profético da proposta da construção da Justiça anunciada por Miquéias.

CINCO CHAVES DE LEITURA PARA ENTENDER A MENSAGEM DO PROFETA MIQUÉIAS

Seguindo o método da leitura Orante da palavra de Deus propomos a leitura de textos importantes que poderão ser trabalhados seguindo os cinco passos da leitura orante. Os textos deverão ser lidos, meditados, rezados transformados em compromisso com esta palavra divina anunciada por Miquéias.

PRIMEIRA CHAVE DE LEITURA: Os poderosos violentam a vida dos pobres.

Miquéias denuncia as autoridades civis e religiosas:

“Ouvi, pois, chefes da casa de Jacó e magistrados da casa de Israel, vocês que detestais o direito que torceis o que é reto, vos quem edificais Sião com sangue e Jerusalém com injustiça. Seus chefes julgam por um suborno seus sacerdotes ensinam por um salário e seus profetas vaticinam por dinheiro” e eles se apoiam em Iahweh, dizendo: Não está Iahweh em nosso meio? Não virá sobre nós a desgraça” (Miquéias 3,9-11)

O profeta com anuncio veemente acusa a pratica da injustiça e a corrupção social enraizada nas autoridades, atingindo a vida do povo. Neste mês da Bíblia a denúncia de Miquéias nos impele a sermos profetas numa sociedade que está distante de Deus e destrói sua própria casa e a natureza na ânsia de acumular riquezas.

SEGUNDA CHAVE DE LEITURA: Roubo e violência contra os camponeses.

“Ai daqueles que, que planejam iniquidade e que tramam o mal em seus leitos. Ao amanhecer, eles o praticam, porque está no poder de sua mão”. (Miquéias 2,1).

Os poderosos planejam na calada da noite e executam seus planos pela manhã de expropriação de terras contra camponesas. Isto que o profeta cumpre de denunciar os desvios, nos leva a entender quanto é importante apoiar os clamores dos empobrecidos hoje, com seus direitos roubados.

TERCEIRA CHAVE DE LEITURA: Uso da religião para alienar as pessoas.

“Assim disse Iahweh aos profetas que seduzem meu povo: Aqueles que tem algo para morder em seus dentes, proclamam: “Paz”. Mas a quem não lhes põe nada na boca, eles declaram a guerra! Por isso a noite será para vós sem visão; e as trevas para vós sem oráculo. Pôr-se-á o sol para os profetas, e o dia obscurer-se-á para eles. Os videntes se envergonharão os adivinhos serão confundidos e cobrirão todos a barba, porque não há resposta de Deus”.(Miquéias 3,5-7).

Quem são os profetas de hoje que mesmo correndo risco de morte, defendem a casa comum como lugar digno e são capazes de erguer suas vozes contra as realidades de morte numa natureza desrespeitada?

QUARTA CHAVE DE LEITURA: Praticar o direito, amar a misericórdia e caminhar com Deus.

“Foi-te anunciado” ó homem, o que é bom, e o que Iahweh exige de ti: nada mais do que praticar o direito, gostar do amor e caminhar humildemente com o teu Deus!” (Miquéias 6,8)

Miquéias anuncia o que realmente Deus quer! Que o culto do templo de Jerusalém não seja separado da vida. Deus não quer uma religião baseada em práticas legalistas, mas uma vivência que nos impulsione para o compromisso com a transformação social.

QUINTA CHAVE DE LEITURA: Reavivando a esperança do povo.

“...Eles forjarão de suas espadas arados, e de suas lanças, podadeiras. Uma nação não levantará a espada contra outra nação e não se prepararão para a guerra”. (Miquéias 4,3)

Miquéias anuncia uma sociedade em que Javé, reina como Deus de misericórdia, sem dominação, opressões e guerras. Ao invés de armas de guerras, instrumentos de trabalho, organização e cuidado com a natureza para produzir alimentos saudáveis para a vida. Guerra jamais!

Concluindo:

Neste mês bíblico aprendemos com a comunidade do profeta Miquéias a “praticar a justiça, amar a misericórdia e caminhar com Deus”. Inspirados na ação profética pedimos que o Senhor da Vida desperte em nosso coração o desejo de ser profetisas e profetas da justiça, do direito restaurador e da misericórdia. Que a vida e participação em nossa comunidade possa continuar a missão de Jesus e unir nossas forças na construção do Reino de Deus.

O mês bíblico nos convida a novas experiências:

- Onde exista homens e mulheres corajosos vivendo a justiça e a misericórdia Divina.

- Onde se valorize a palavra profética de Miquéias, ouvindo-a com humildade e respondendo com fidelidade.

 - Onde se lute para que a voz de Deus ocupe um lugar central na vida da sociedade.

 

O nosso compromisso, para o mês Bíblico, é a Leitura do livro do Profeta Miquéias escrito em sete capítulos e em sete páginas.

Prof. Odalberto Domingos Casonatto

 

 

4131 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook