Siga-nos no FaceBook




Lugares bíblicos

O que Jesus fez dos 14 aos 30 anos?

Pergunta de Adilson, São Paulo
Resposta de Odalberto Domingos Casonatto, em 10/10/2010


Leia mais sobre Infância de Jesus

Este tempo da vida de Jesus que os Evangelhos não narram sempre despertou em nós muita curiosidade. Deste período nos Evangelhos encontramos apenas a passagem de Jesus no Templo aos 12 anos de idade, discutindo com os doutores da lei. Depois disto um grande silêncio que vai até o início da vida pública de Jesus.

Se buscarmos explicações os proprios evangelhos nos fornecem. Inicialmente constatamos que os 4 evangelhos oficiais, escritos pelos evangelistas, em locais diferentes do Império Romano confirmam Comunidades de origem heterogêneas e com dificuldades próprias. Os evangelistas colocaram por escrito aquilo que oralmente as comuniddes lembravam a respeito da vida de Jesus e que serviam de testemunho e força para a comunidade vencer as adversidades. É de se considerar que os fatos a respeito da vida de Jesus que marcavam as comunidades eram os acontecimentos da vida pública de Jesus e pouco importância foi dada para a sua vida privada no recanto da casa de Nazaré com Maria e José.

Mas por outro lado os textos que aparecem sobre Jesus deste período poderão nos ajudar a reconstruir elementos da sua vida oculta em Nazaré.

Os anos esquecidos de Jesus em Nazaré com Maria e José

Um episódio único deste período encontramos nos evangelhos. Jesus contava com 12 anos e numa Festa da Páscoa como era tradição Judaica, festa de preceito com peregrinação a Jerusalém, ele com sua familia foram para a cidade de Jerusalém segundo a narrativa de Lucas. Jesus se perdeu em Jerusalém durante a festa da Páscoa e como Maria e José o encontram no Templo, sentado em meio aos doutores, ouvindo-os e interrogando-os e todos os que o ouviam ficavam extasiados com sua inteligência e com suas respostas (Lc 2,46-47), A narrativa de Lucas nos conta que a sagrada família retornou para Nazaré e nada mais encontramos por escrito da vida de Jesus até os 30 anos.

A ausência de textos nos evangelhos para nos contar da vida de Jesus neste período alimentou a imaginação dos escritores que passaram a contar fatos inusitados da vida de Jesus. As afirmações são desde que Jesus esteve, na India com os Budas que o ensinaram a ler e a escrever, que esteve no Egito, conhecendo os segredos dos Faraós, que esteve na Inglaterra com José de Arimatéia e entrou em contato com a religião dos Celtas. Alguns escritores andaram dizendo que esteve na América onde entrou em contato com a sabedoria dos antigos peles vermelhas.

A leitura atenta dos Evangelhos como primeira fonte

O leitor desatento dos evangelhos poderá chegar a conclusão que existe um grande vazio de conhecimento dos 12 anos de Jesus até os 30 anos. Mas será isto verdade. No evangelho de Lucas encontramos pistas importantes para esclarecer os fatos. Lucas no início do Evangelho narra que Jesus uma vez apresentado no Templo segundo a prescrição judaica e as ofertas rituais segundo a Lei, “voltou para Galiléia, para Nazaré, sua cidade. E o menino crescia, tornava-se robusto, enchia-se de sabedoria, e a graça de Deus estava com êle” (Lc,39-40). Assim podemos dizer que Jesus passou dos 12 anos até os 30 anos na cidade de Nazaré. Ele era um adolescente comum, de sua época, crescendo fisicamente e intelectualmente e ajudava seu pai adotivo José na carpintaria e na vida agrícola, pois a cidade não comportava o trabalho único e exclusivo da profissão de carpinteiro durante todo o tempo.

Encontramos nos evangelhos um segundo texto: Lucas 2,51-52. Este texto confirma o pensamento do primeiro narrando a perda de Jesus em Jerusalém com 12 anos de idade.

Jesus era um jovem como qualquer outro de sua terra

O evangelista Lucas simplesmente narra que depois do acontecimento da perda no Templo Jesus voltou para Nazaré. Podemos então concluir que Jesus permaneceu em seu círculo familiar, era submisso a José e Maria. Jesus estudou e trabalhou como qualquer Jovem Judeu de sua época.

Marcos confirma este dado, quando descreve que Jesus pregou pela primeira vez na sinagoga de Nazaré e todos os presente neste acontecimento se assombraram e disseram: “De onde lhe vem tudo isto? E que sabedoria é esta que lhe foi dada ? E como se fazem tais milagres por sua mãos? Não é este o filho do carpinteiro, o filho de Maria, irmão de Tiago, Joset, Judas e Simão?” (Mc 6,2–3). A vida de Jesus transcorreu, no pacato vilarejo de Nazaré e no dia que se apresentou na sinagoga de Nazaré causou surpresa a todos os conterrâneos. Mas afinal como conseguiu Jesus toda esta sabedoria, se êle é filho de pessoas conhecidas, José o carpinteiro e Maria. Se Jesus tivesse a oportunidade de estudar em Jerusalém ou ter viajado conforme os fatos que citamos anteriormente, este espanto não teria acontecido.

Entretanto, as indagações continuam, como poderemos encontrar fatos a respeito de Jesus durante este período? Como podemos ter informações a respeito de Jesus além de sua idas a Jerusalém nos períodos de peregrinações da religião Judaica a Jerusalém, ou de alguma viagem as cidades vizinhas de Nazaré. Hoje contamos com as narrativas literárias da época e das descobertas arqueológicas que muito nos ajudam.

Jesus um nome muito comum da época?

Conforme ordenava o livro do Genesis 17,12, os pais escolhiam o nome da criança e apresentavam ao sacerdote do templo fazendo uma oferta de sacrifício conforme a prescrição da lei judaica. Assim o nome escolhido por José e Maria foi foi Yehoshua, que em hebraico significa Josué, na região da Galileia, onde se falava de um modo diferente do resto do país, abreviava-se o nome e pronunciava-se Yeshu. Os primeiros cristãos de origem grega traduziram por Jesus.

O nome de Yeshua, era dos nomes mais comuns e ordinários da época, muitas familias davam este nome aos filhos. O escritor Flávio Josefo, que descreveu a história Judaica de sua época menciona mais de 20 pessoas que se chamavam Jesus das quais, pelo menos 10 são do tempo de Jesus de Nazaré.

Em hebraico, Jesus (ou Josué) significa “Deus salva”. E segundo o evangelista Mateus, um anjo disse a José: “dar-lhe-ás o nome de Jesus, porque Ele salvará o seu povo dos seus pecados”(Mt 1,21).

Jesus sabia ler e escrever?

Podemos citar três episódios que afirmam esta verdade:
O primeiro é aquele da mulher surprendida em adultério. Jesus responde a pergunta dos fareiseus escrevendo na areia “Jesus, inclinando-se para o chão, pôs-se a escrever com o dedo na terra” (Jo 8,6).

O segundo acontecido na sinagoga de Nazaré em que foi retirado pelos fariseus e era para ser jogado no principício, “segundo o seu costume, entrou em dia de sábado na sinagoga e levantou-se para ler e lhe entregaram o livro do profeta Isaías…” (Lc 4,16-17).

O terceiro é aquele em que os judeus, ao ouvi-lo pregar em Jerusalém, se perguntaram maravilhados: “Como é que este é letrado, se não estudou?” (Jo 7,15).

Embora estes três textos podem ser contestados, pois o primeiro pode mos dizer que Jesus só traçou riscos na areia, no segundo são textos salteados de Isaías (isto é: Is 61,1; 58,6; e 61,2) e o terceiro se pode dizer que Jesus sabia os textos de cor, como era comum na época. Apesar de todas estas considerações olhando o contexto da época podemos acreditar que Jesus era um menino comum, vivendo em Nazaré e percorreu os caminhos das crianças da época, aprendeu a ler e a escrever.

A necessidade de aprender a ler e a escrever de toda a criança judaica

Olhando a literatura Judaica da época de Jesus vemos que toda a criança judaica, por motivos religiosos necessitava aprender ler e a escrever. Jesus não fugiu esta regra do judaísmo. Percorreu todos os caminhos que uma criança deveria percorrer.

Não temos, pois, nos Evangelhos provas seguras de que Jesus soubesse ler e escrever. Entretanto podemos saber por outras vias.

Durante o tempo de infância de Jesus existia em Nazaré, uma pequena escola, aonde se reuniam os meninos a partir dos 5 anos. O local por motivos religiosos estava anexo à sinagoga, e o programa escolar constava de dois ciclos básicos fundamentais.

O primeiro ciclo durava cinco anos. Se iniciava com o alfabeto hebraico, logo que se dominava a leitura se estudava a Bíblia ao ponto de decorar textos e junto com isto se ampliava os conhecimentos em outras areas como geografia, história e gramatica hebraica.

Terminada esta primeira etapa, os meninos passavam para o segundo ciclo, que durava dois anos. Neles, aplicavam-se ao conhecimento da “Lei Oral” judaica (chamada Mishná), isto é, às interpretações e complementos que os doutores da Lei faziam das leis bíblicas.

Ao chegar aos 12 anos, os meninos terminavam os seus estudos. Se algum era particularmente brilhante, então podia cursar estudos mais avançados; para isso tinha de ir para Jerusalém ou outra cidade importante do país, e inscrever-se nas escolas dirigidas pelos mais célebres doutores da Lei. Mas isso era privilégio de uns poucos; a maioria dos jovens reintegrava-se na sua família, onde começava a aprender com seu pai uma profissão para ganhar a vida.

Sem dúvida, Jesus, durante a sua infância, assistiu como todos os meninos da sua época nos dois ciclos básicos escolares na sinagoga de Nazaré, onde aprendeu a ler e a escrever. Mas não parece ter recebido o ensino superior próprio dos centros urbanos como Jerusalém. O comentário que dele faziam os judeus dizendo: “Como é que este é letrado, se não estudou?” – confirma-o.

Jesus era carpinteiro?

Qual foi a profissão que Jesus praticou na casa de seus pais? Pela literatura Judaica sabemos que era uma obrigação do Pai encontrar um profissão para o filho. Como vimos, São Marcos diz que quando Jesus pregou na sinagoga de Nazaré, os seus conterrâneos comentaram: “Não é este o carpinteiro?” (Mc 6,3). Daí se ter pensado sempre que ele foi carpinteiro.
Com o tempo alguns estudiosos colocaram duvidas sobre esta profissão de Jesus: Afirmam que outros evangelhos como Marcos e Lucas preferem ocultar esta profissão alegando ser ela não bem vista na sociedade. Outros alegam que a Galiléia por ser uma região fertil todos se dedicavam a agricultura. As Parábolas de Jesus sempre se utilizava de elementos vindos do campo (o semeador, a semente, a cizânia, a vinha, a figueira, o grão de mostarda, etc.), e não do ambiente da carpintaria…

O aludir tanto à agricultura nas suas Parábolas, em especial as do Reino de Deus, deve-se ao fato do auditório estar formado, por agricultores e que Jesus trabalhou tambem como agricultor, pois José não sobreviveria so da carpintaria, assim Jesus usou muito bem um recurso do discurso da literatura Judaica as Parábolas e procurou adaptar sua linguagem aos ouvintes. Podemos, pois, concluir que Jesus, durante os 30 anos da sua vida oculta, trabalhou como carpinteiro.

Como rezava Jesus?

Jesus aprendeu a rezar, pois qualquer criança israelita, depois dos 13 anos, deveria rezar três vezes por dia: de manhã, ao meio-dia e à noite segundo instruções dos livros biblicos (Sl 55,18; Dn 6,11; Act 10,9).

Um judeu devia recitar por dia duas orações a partir da adolescência. A primeira chamava-se “Shemá” (em hebraico, “Escuta”). E a segunda era a chamada “Shemoné Esre” (em hebraico, “Dezoito”)

Foi neste clima de oração que Jesus cresceu e que o marcou profundamente seu tempo de vida oculta.

A sinagoga de Nazaré nos sábados?

Desde a infância, aos sábados Jesus frequentava à sinagoga de Nazaré acompanhado pelos seus pais José e Maria. Com o andar dos anos, ele foi aprendendo todas as orações e os ritos, até se lhe tornarem fáceis e familiares.

Além da frequência na sinagoga, Jesus aprendeu que no sábado devia práticar o descanso total. Assim, desde Sexta-feira à tarde ajudava a mãe nos preparativos do sábado, participava dos rituais de abertura do sábado na família e da refeição no sábado na volta do serviço religioso na sinagoga.

Concluindo

A vida oculta de Jesus, como podemos constatar não teve nada de extraordinário , como a pintam as absurdas histórias e lendas sobre este período da vida de Jesus. Foi nesta atmosfera simples e familiar, própria das aldeias da Galileia, que o menino Jesus cresceu, amadureceu e descobriu a vida em uma familia simples, igual a tanta outras das aldeias da Galileia. Fazia parte do coro dos meninos na escola, que recitavam textos da Biblia, ouvia o monótono golpear do martelo de seu Pai José na carpintaria, ou o grito repetido da mãe, Maria chamando-o para casa tirando-o da rua. Este foi o clima que Jesus viveu e assimilou durante 30 anos.

E quando chegou o tempo previsto em que o Pai do céu lhe pediu que deixasse tudo e fosse anunciar a mensagem de salvação aos seus irmãos humanos, nunca se arrependeu dos anos passados na pequena vila de Nazaré, na Galiléia, na sua casa, dos seus anos ocultos e silenciosos; do seu trabalho na oficina de carpintaria. Nunca considerou esse tempo como “perdido”, pois viveu cada dia e cada época como a melhor que tinha.

11117 visitas

41 comentários

Postar um comentário

  • Cleo Rolim (São Luís) - 23/07/2014

    O que Jesus fez durante sua infância e adultidade até receber seu Chamado e o batismo de João, está relatado pelo pesquisador português SOHAM Jñana num livro editado no Brasil intitulado "Da concepção ao batismo" disponível, assim como toda a informação sobre a obra e o autor, no site www.jesusatrilogia.com

  • TATIANE REIS (São Paulo) - 14/07/2014

    Há muitos comentários sobre o que não está escrito e acredito que a maldade humana remete a pensar sempre que o que não está escrito poderia se referir a um "aprontar" de Jesus. Falta às pessoas pensar que o que é comum não tem necessidade de ser escrito, não desperta atenção e se Jesus viveu uma vida simples ninguém o percebia. Contudo, quando começou seu ministério fez o que ninguém fez na vida e isso despertou a atenção e desperta até hoje. Como era no passado assim permanece hoje, sempre tem os fariseus criando...

  • Regina Helena (Barbacena) - 10/07/2014

    Que Deus continue lhes incentivando a trazer estes sábios estudos para nós. Pois deu-me certeza do que aprendi. A paz do Senhor!

  • thiago oliveira (Ji-Paraná RO) - 02/06/2014

    TENHO UMA COMIDA PARA COMER QUE VOS NÃO CONHECEIS QUE É FAZER A VONTADE DE MEU PAI. BIBLIA = PALAVRA ,, VONTADE DE DEUS

  • Ricardo (Rio) - 01/06/2014

    O que Jesus fez dos 14 aos 30 anos? Nada que merecesse registro! Levou uma vidinha medíocre!

  • Luis (João Pessoa) - 01/06/2014

    Não é crível que Jesus se tenha dedicado dos 12 aos 30 anos a fazer cadeiras e armários na carpintaria de José. Na verdade é até bastante improvável, sem lógica, e sem qualquer apoio biblico. vejamos: 1- nessa altura se casavam cedo, e o facto de um Homem feito com 30 anos morar na casa de seus pais até essa idade, sem constituir familia seria uma situação impossivel, escandalosa e sem paralelo. 2- aos 12 anos ( ultimo relato na Biblia, Lc, 2 -46) Jesus pregava na sinagoga e era foco de admiração.- Que...

  • Pr Leandro de Jesus. (araruama/rj) - 28/02/2014

    Abençoado este estudo com certeza vou utiliza-lo, obrigado por ter compartilhado seu conhecimento conosco. Apesar de vermos muitas pessoas postando suas opiniões podemos perceber que muitas delas é só pra contrariar o nosso ato de fé; possamos ficar intercedendo por essas vidas para que venham a conhecer esse DEUS maravilhoso e esse Cristo Redentor, que mudou as nossas vidas e pode mudar a de todos que confessa-lo como salvador.

  • Carlos (BH) - 27/12/2013

    Nesse período Jesus deve ter feito muita bobagem! Do contrário, por que os autores bíblicos iriam esconder as informações desses anos?

  • Anderson Paranah (Santa Cruz de la Sierra) - 27/12/2013

    Jesus estudou no Egito e por ai ficou longos anos. Estudou e fez parte da escola mística de iniciação da época. Jesus vinha de uma linhagem nobre e adquiriu este direito pelos seus antepassados também iniciados. Fonte: Documentos milenares da maçonaria

  • Ana Maria (São Paulo) - 15/10/2013

    Sei não... como em Mateus diz que Jesus uma vez "ficou fora de si" (o que levou os seus a o prenderem), pode ser que esses "surtos" tenham acontecido outras vezes, e vai que nas outras vezes deixaram ele solto e ele aprontou. Se precisava prendê-lo é porque a coisa era feia! Então, acho que o fato dele ter ficado escondido a quase totalidade do tempo que esteve encarnado é algo no mínimo intrigante.

  • Juracy (Salvador) - 15/10/2013

    A questão não é "O que não está escrito não interessa", por que se não interessasse, não haveria a pergunta!!! Mas por que não interessa? Creio que, no caso, há duas possibilidades: ele não fez nada de importante nesse período (e aí pergunta-se: por que um Deus ficou tanto tempo na terra fazendo nada?); ou o que ele andou fazendo não podia ser divulgado.

  • Junior (Ariquemes (rondonia)) - 15/10/2013

    Eu condordo plenamente com a ideia do Pr. Rangel ele disse: - O que não está escrito não interessa. Pense no que está registrado. Não seja curioso, seja crente, concordo contigo pastor que as pessoas possam agradecer a Jesus Cristo todos os dias pela sua morte na cruz do calvario, para salvar a humanidade, pois a palavra diz: PORQUE DEUS AMOU O MUNDO DE TAL MANEIRA QUE DEU SEU FILHO UNIGENITO PARA QUE TODO AQUELE QUE NELE CRER NAO PERECE MAIS TENHA A VIDA ETERNA. Pensem nisso meu amados e nao fiquem duvidando do po...

  • Fagner (Eunápolis) - 17/07/2013

    Talves,o que deixar ai aduvidade,desse tempo de (JESUS). Não comentado,pela razão,da sua feissão,que seria inútio,alponto,de ninguem-o dezejar ser ele,pois, como diz,em ( isaias¬53-1) que tinha ali,a sua face,e o seu corpo ,desfigurado.e porisor muitos si mantinha,a destancia,daquele homem,que si chama (JESUS). Porissor,seja arazão,dele si reecuar,ater que chegasse,o tempo,que,seria ele chamado por (DEUS) para comprir,com sua missão, Pela qual,foi revelada pelos profetas. Vale lembrar,que (JESUS) .foi a seito ...

  • Celso (São Paulo) - 20/05/2013

    Nada! De 0 aos 30 só uma ocorrência digna de registro: discussão com os "doutores" da lei, aos 12. Fora isso, nada!

  • Pb. Prof.Psicopedagogo Manoel Pacheco da Rosa (Imbituba - SC) - 20/05/2013

    Gostei da explicação. Usarei em meus ensinamentos. Obrigado.

  • Souza (São Paulo) - 19/05/2013

    Que lindo: "a meiga figura de Jesus junto de seus pais ao entardecer em casa, conversando sobre as maravilhas do Reino de Seu Pai Celestial!" Lindo... e inútil! Jesus teria ficado 30 anos "junto de seus pais ao entardecer em casa, conversando sobre as maravilhas do Reino de Seu Pai Celestial????

  • Carlos Loures Pires (Cajati) - 18/05/2013

    Maravilhoso o seu texto e, obviamente, grande sua pesquisa. Adorei o fato de poder visualizar a meiga figura de Jesus junto de seus pais ao entardecer em casa, conversando sobre as maravilhas do Reino de Seu Pai Celestial!

  • Alex (Manaus) - 12/04/2013
  • Bel (Brasilia) - 11/04/2013

    Então, se só os magos do oriente vieram ver o nascimento do menino, então foram eles que contaram a história que está na Bíblia?

  • ad (aracruz) - 11/04/2013

    alex, as pessoas não deram crédito. Não leste na Bìblia que somente os magos do oriente vieram ver o nascimento de Cristo? Assim como hoje, 99% das pessoas não dava crédito as profecias. Os que conheciam, assim como hoje, deturpam para o engrandecimento próprio. A Bìblia diz que Jesus crescia em estatura e conhecimento. Ele teve que aprender, estudar. Não estava se fingindo de mortal. E é por isso que Ele tem o nome acima de todos os outros. É Deus por natureza e por mérito.

  • Alex (Manaus) - 11/04/2013

    Como assim, ad, "Jesus aprendia, trabalhava, brincava como um ser humano normal"?. Quando ele nasceu as pessoas não ficaram sabendo quem ele era?

  • Luis (Macapá) - 11/04/2013

    Sim, Eulalio, mas se ele não ficou fazendo porra nenhuma, afinal o que ele ficou fazendo no seu "tempo livre" aqui nas terra? Por que você acha que a Bíblia esconde esse período da história dele aqui na terra? Você acha que ele fez alguma coisa de útil nesse período? O que?

  • eulalio (maceió) - 11/04/2013

    Luiz de macapá, você é um monstro, como é que você diz um absurdo destes como nosso senhor jesus cristo, um dia tu te arrependerá do que tu dissestes, mas amigo com certeza jesus o perdoará, pois ele é o infinito amor, misericórdia e compreensão e perdão, aliás ele já o perdoou antes mesmo que tu nascestes, quando ele disse pai eles não sabem o que fazem e isto amigo se estende a você, um dia precisarás de jesus e ele estará ao seu lado e não o abandonará.

  • Luis (Macapá) - 11/04/2013

    Ou seja, o cara passou a maior parte do seu tempo divino fazendo porra nenhuma que fosse digna de um deus?! Pode até ter sido assim, como afirma, smj, o ad. Mas que é estranho é!

  • Bel (Brasilia) - 11/04/2013

    E de onde você tirou essa ideia? Como você sabe disso?

  • ad (aracruz) - 10/04/2013

    Jesus aprendia, trabalhava, brincava, como um ser humano normal, até que chegou a hora de começar Seu ministério.

  • Bel (Brasília) - 10/04/2013

    Resposta muito longa para fugir do óbvio: Não se sabe onde se enfiou Jesus nesse período! Agora se é para imaginar o que ele andou fazendo, aí não há limites! Agora não é perfeitamente justificada a curiosidade, até para se crer! Sempre dizem que a Bíblia registra o que é relevante. Então vá lá: entre 80 e 90% do tempo de Deus esteve encarnado ele fez nada de relevante? Sei não?! Será que Jesus andou fazendo coisas não condizentes com a condição de Cristo e isso foi omitido da Bíblia? De qualquer forma, parece muit...

  • Fabio (São Paulo) - 10/04/2013

    Desculpe a minha ignorância, mas li e reli e simplesmente não obtive explicações claras... é mais fácil parar de pensar e simplesmente falar, não importa é só crer. Mas não vou fazer isso. Boa leitura a todos.

  • Pr. Rangel (Brasília) - 22/09/2012

    O que não está escrito não interessa. Pense no que está registrado. Não seja curioso, seja crente

  • alexandre (Recife) - 08/09/2012

    meus amigos deem uma lida em Isaias 53 do verso 1 ao 7 talvez isso os esclareças

  • erivaldo jose santos (caraguatatuba) - 09/04/2012

    como é incrivél tudo isso! realmente, precisamos estudar mesmo!! o que importa é que realmente jesus sofreu muito, para mostrar o poder de Deus sobre todas as coisa; obrigado Deus, por nos enviar nosso salvador! tudo isso para sua honra e glória!

  • Geraldo Figueiredo (Mandaguari) - 03/03/2012

    O incrível e que com este texto,fui pra casa de minha mãe onde tem se um ponto de oração,na qual reune várias pessoas que querem ouvir a palavra de "DEUS".Fiquei muito feliz pois todos gostaram da pregação,obrigado fique com Deus e Deus abençoe a todos.

  • ad (colatina) - 19/01/2012

    ele se preparou ora...estudou as escrituras, trabalhou, cuidou da família, brincou quando criança,...

  • gerinaldo (maruim se) - 19/01/2012

    ele ficou aguardando a hora do pai todo pod.ja que a tenpo para tudo

  • Maria Leão (Leiria) - 09/11/2011

    Seja qual tiver sido a vida de Jesus dos 13 aos 30 anos, nada muda! Se ele foi um normalíssimo rapaz em Nazaré, tudo bem. Mas se ele estudou na Índia, onde teria aprendido a meditar profundamente e yoga, tubo bem também. JESUS É E SERÁ O MAIOR MESTRE DE TODOS OS TEMPOS E DE TODOS OS LUGARES, acima de todos esses acontecimentos que, no meu ponto de vista, são pormenores. Eu Te peço JESUS ilumina-nos com o Amor e Compaixão que trouxeste a esta Terra. Obrigada

  • jamilton silva barreto (valença) - 17/10/2011

    foi de grande avalia para os meus estudos fica na Paz do Senhor

  • Ana maria rosa (juiz de fora) - 02/10/2011

    A ajuda foi de grande valor. Porque eu tinha muitas dúvidas a resperito do tema. muito obrigado. Paz seja com todos.

  • Manoel Ataides de Souza (Guaraniaçu PR) - 17/06/2011

    Oportunas e lógicas, as idéias desenvolvidas; São excelente auxílio aos que buscam a Jerusalém Celeste. Paz e Luz a todos!

  • PAULO TALIANI (SÃO PAULO) - 13/05/2011

    Obrigado pelo esclarecimento, vou pesquisar mais.

  • pastor Carlos (campinas) - 15/10/2010

    esclarecimentos fundamentais para os cristãos

  • Marcio (RJ) - 15/10/2010

    Agradeço por este esclarecimento.