Uma janela sobre o mundo bíblico

Tudo é permissão de Deus?



  • Pergunta de Diego Souza, Tijucas
  • 12259
  • 19/10/2009
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Comportamento - regras e costumes


Obsolutamente não. A nossa vida é delimitada, no sentido positivo, ao apelo a conformar-se ao modelo que é Cristo. O seu ensinamento deve orientar a nossa vida. Nesse sentido a Lei tem valor para nós ainda hoje. De fato, na concepção hebraica a Lei, a Torah, não significa somente proibições, que às vezes julgamos como absurdas, mas é um verdadeiro caminho que nos conduz a Deus; são como indicações numa estrada, que é a vida, que mostram qual via tomar para identificar a nossa existência com o modo de ser divino.

Recordemos a frase de Santo Agostino, que pode ser considerada um dos princípios da moral cristã. Ele diz: "ama e faz o que queres.” Comentando João, a frase quer exortar à responsabilidade para o bem do próximo e não é simplesmente uma exaltação do sentimento ou do capricho individual. É nesse sentido que, por exemplo, uma mesma ação possa ser bem vista ou mal vista aos olhos de Deus. Depende se na sua base está o amor. Afinal não é verdade que se um pai ‘briga’ com um filho, movido pelo amor que impele à educação, não está cometendo um erro? Invés a mesma ‘briga’, sempre em relação a uma criança, provocada por outro fútil motivo pode ser recriminada e não é de acordo com a vontade de Deus.

12259 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook


Comentários mais antigos

  • Rogério Dias (Petrolina) - 22/10/2015

    Além de todos os registros bíblicos anteriores, é necessário reconhecer que, sim, existem eventos que ocorrem ao acaso, ou são causados por circunstâncias diversas alheias à vontade ou plano de Deus. Existem, por exemplo, eventos que ocorrem naturalmente, como a queda das folhas das árvores. Acreditar que Deus controla, em tempo real, quais folhas nascerão e quais folhas secarão e caírão hoje ou amanhã, chega a ser ridículo, quando sabemos que Deus é esperto o suficiente para determinar um ciclo natural para este t...

  • Rogério Dias (Petrolina) - 22/10/2015

    (I Samuel 15:35) - Outra vez, Deus se arrepende de ter posto Saul rei de Israel. Observe que foi o próprio Deus quem escolheu Saul como rei de Israel, mas não dominava as vontades de Saul, e são os atos e a conduta de Saul que decepcionam a Deus e lhe causam arrependimento. Lembrem-se também que o povo foi quem decidiu que queriam ter um rei como os outros povos tinham, e foi Deus quem resolveu atender a vontade do povo. (Êxodo 32:14) - depois de dizer que destruiria todo o povo e faria de Moisés uma grande nação, ...

  • Rogério Dias (Petrolina) - 22/10/2015

    (Jonas 3:10) Veja que Deus tinha um plano para Nínive: a destruria CASO NÃO SE CONVERTESSE. Mas, por causa de Nínive ter se convertido do seu mau caminho, Deus se arrependeu do que havia dito que faria a ela, e a cidade foi poupada. mais um exemplo de que a interferência de Deus às vezes depende da conduta do homem. Observem agora em (Gênesis 13:13) e em (Gênesis 18:20 e 21) que Deus teve que descer para ver, e constatar, se a maudade dos homens daquela cidade era compatível com o clamor que chegava até Ele, e SE N...

  • Rogério Dias (Petrolina) - 22/10/2015

    (Gênesis 8:21 e 22) Observe neste registro que a soberania de Deus não descarta que ele possa repensar sobre suas própria decisões e seus próprios atos. Logo após, em (Gênesis 9:11 a 17), Deus estabelece uma aliança com toda a carne sobre a terra de que não voltaria a punir a terra com dilúvio.

  • Rogério Dias (Petrolina) - 22/10/2015

    (Gênesis 6:5,6 e 7) - Veja, neste registro bíblico, que o arrependimento de Deus veio por causa da maudade do homem. Observe que Deus não interferiu na conduta do homem, mas resolveu punir o homem por seus atos. Isto NÃO INTERFERE NA SOBERANIA de Deus sobre os homens, só revela que Deus dá espaço para que o homem exerça seu livre arbítrio, e dessa forma, ele pode julgar o homem pelos atos que este pratica por livre vontade.

  • Rogério Dias (Petrolina) - 21/10/2015

    Daniel 10:12,13 e 14. Vejam neste texto que o livre arbítrio do homem dá a ele capacidade até de atrapalhar o plano de Deus. Veja que o mensageiro que Deus enviou para anunciar a visão a Daniel ficou, digamos, impedido de anunciar no tempo que devia, pois o príncipe da Pérsia o resistiu por 21 dias. O tal mensageiro teve que receber ajuda de Miguel para cumprir a tarefa com 21 dias de atraso por causa da resistência do príncipe da Pérsia. Ou seja: Deus não controla tudo (pelo menos, não em absoluto) como também não...

  • Paulo Jefferson (Magé) - 21/10/2015

    Nem tudo é permissão de Deus, eu n creio nisso, se fosse assim Deus seria pior que o Diabo , vou conjectura, imagina se você subi em um prédio pra se matar, isso é oque Seus quer para você ? Ou isso é o seu livre arbítrio ? Aí se algum profeta enviado de Deus entrega que você tem uma obra grande e vai ser um grande Pastor, aí derretendo você passa em algum lugar acontece uma troca de tiro , você é acertado e morre, essa era a permissão de Deus ? Claro que n, porque Deus nao é Homem que se confunda e que minta, entã...

  • dchelbert (Juiz de Fora) - 12/04/2010

    Mais detalhes sobre o assunto no meu é blog: dchelbert.blogspot.com (ou simplesmente digite no google: dc helbert)

  • dc helbert (Juiz de Fora) - 12/04/2010

    Além do que ja disse ha alguns meses atrás (se encontra logo abaixo) recomendo um excelente livro: Eleitos de Deus - R.C.Sproul , onde o doutor faz uma abordagem bíblico-teológica e filosófica sobre o assunto. Ou Deus determina todas as coisas ou Ele não é soberano. A providencia divina nao cancela a liberdade humana. O que nao pode coexistir com a Soberania Divina é a autonomia humana. O homem é livre (dentro do campo da soberania), mas não é autonomo, pois ele em tudo que faz sobre alguma influencia, só Deus tem...

  • levita-yerudiktus (Rio de Janeiro) - 08/03/2010

    Olá, O que nós, entendemos como permissão? A dúvida do internauta, parece situar-se, no campo(semântico) do verbo(permitir)Podem existir duas coisas distintas aqui.São elas;A permissão e a Obediência.Partindo, do princípio temos no Estater de Adão e Eva,a proposição destes dois paradigmas.Porquê??; O Criador disse "Não toques..Não comas.."Porque se, isto acontecer..Tú morrerás.O Criador poderia agir para que (Ambos) não o, fizessem. Nós, entretanto não podemos nos esquecer, que a questão da Permissão, de todas a...

  • Diéric Leite (Fortaleza) - 26/02/2010

    Acredito que é parecido como um jogo, você cria ele e apartir dele você faz suas regras aí você coloca alguém pra jogar o seu jogo e se cconsiguir passar todas as fases ou comprir as regras você ganha. Não importa o modo que ele passa o importate é não intervir nas regras básicas e assim ele vence. Não queria fazer esse tipo de abordagem mas é simples e de fácil entendimento.

  • Dc. Helbert Vinícius (Juiz de Fora) - 13/11/2009

    O grande problema da resposta foi o: "absolutamente nao." Pois o contexto bíblico geral, e, muitas das vezes até o imediato responte que: ABSOLUTAMENTE SIM. Todas as coisas são permissao de Deus, e na Doutrina da Providencia o termo é até mais rude aos olhos dos que enaltece a liberdade humana em detrimento da soberania divina: "todas as coisas são determinadas por Deus". Se creio que uma só coisa acontece sem a "permissão" de Deus, então naquele momento que aquela coisa aconteceu sem Deus permitir (determinar)...

  • Kurt Hilbert (Gramado-RS) - 12/11/2009

    A pergunta do tópico não foi respondida por completo. Se nem tudo é permissão de Deus, onde começa e onde termina essa permissão? Essa é uma dúvida que persiste. Pessoalmente, creio que o indivíduo cria sua vida de acordo com suas escolhas, conscientes e inconscientes, ações e suas consequências. O que Deus faz é auxiliar naquilo que pedimos, pois ele não interfere na nossa vontade. Quando lhe pedimos, Ele ajuda, desde que nossos pedidos sejam baseados no amor.

  • Pb Elis gonçalves (Rio de janeiro) - 01/11/2009

    Tudo que acontece é com a permissao de Deus. O Senhor nos deu o direito de escolha, é claro que quando falo de desta maneira ressalto que tem uma diferença: tem provaçoes que passamos que é permitida por Deus que serve para nos aproximar Dele;mas tem aquelas que Ele nos avisa porem nao o ouvimos e acabamos sofrendo as consequencias. Nada debaixo do ceu acontece sem a permissao Dele.