Uma janela sobre o mundo bíblico

Quantas pessoas saíram do Egito para Terra Prometida?



  • Pergunta de Camila, Ivaté / PR
  • 22888
  • 9
  • 16/11/2013
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Êxodo


Olá Camila de Ivaté / PR!

Vamos responder a pergunta utilizando duas fontes de pesquisa. A bilbia Sagrada o que ela nos diz.

E em segundo lugar o que os estudiosos nos dizem a respeito do números de pessoas.

 

O que a Bíblia nos revela, quanto ao número de israelitas que saíram do Egito.

A partida de Israel, narrada na Bíblia de Jerusalém em Êxodo 13,37:

“Os filhos de Israel partiram de Ramsés em direção a Sucot, cerca de seiscentos mil homens a pé – somente homens, sem contar suas famílias (mulheres e crianças)” (Êxodo 12,37) Bíblia de Jerusalém.

Alguns querem afirmaram que chegariam a um número entre 2 milhões a 3 milhões de Israelitas.

O livro dos Números fala de um recenseamento de Israel, que confere com os números apresentados no livro dos Êxodo. Vejamos Nm 1,46; Nm 26,51:

“O total de recenseados foi de seiscentos e três mil e quinhentos e cinquenta.” (Nm 1,46) Bíblia de Jerusalém.

E também no livro dos números 26,51:

“Os filhos de Israel eram, portanto, seiscentos e um mil, setecentos e trinta recenseados.” (Nm 26,51) Bíblia de Jerusalém.

Alguns autores comentam esta passagem que se refere ao número de israelitas que saíram do Egito e ponderam:

Não se pode atestar que todos os antepassados de Israel tenham participado do Êxodo. O fato bíblico é narrado no livro do Êxodo e no livro dos Números que Israel estava com um contingente de seiscentos mil homens em idade militar, o que significa uma quantia de dois a três milhões ao todo, contando as mulheres e as crianças. Parece-nos que este número está exagerado se referindo ao período do Êxodo. É difícil imaginar que 70 homens se tivessem multiplicado desta forma. Se estivessem em fila ultrapassariam a distância entre o Sinai e o Egito ida e volta. Com tal número de pessoas não haveria necessidade de temer os Egípcios. Portanto chegasse a uma conclusão que os números nunca se devam ser interpretados em forma literal. Poderíamos continuar com as especulações, mas o que foi comentado é suficiente para podermos ter uma ideia do número de israelitas que saíram do Egito. (conf. Bright, 170)

Fonte:

BRIGHT, J., História de Israel, Nova Coleção Bíblica, n°7, 2 edição, Paulinas, São Paulo 1981, pág.170-174.

22888 visitas



9 comentários

Postar um comentário

  • RUBEN FRANÇA ZVOLANEK (CAMPINAS) - 14/04/2015

    Não importa o numero de pessoas que saíram do Egito. O que importa é que Deus libertou seu povo da escravidão e cumpriu Sua promessa e Seu Nome foi glorificado.Denunciar comentário ofensivo

  • ermineu (rj) - 27/01/2015

    esse DEUS e demais por isso nois estamos respirando amem;;;;;; Denunciar comentário ofensivo

  • Azoreano (Açores - Portugal) - 25/08/2014

    Mais de dois milhões de pessoas, e mesmo numero de animais num local por 40 anos, e nem um único vestígio ? Por favor ... a não ser que "recebas" ....Denunciar comentário ofensivo

  • fernando (curitiba) - 03/08/2014

    Jamais devemos duvidar da palavra de Deus ela é muito fiel em afirmar suas verdades, devemos nos preparar pra breve volta de Jesus Cristo..!!! Denunciar comentário ofensivo

  • Ricardo (Rio de Janeiro) - 22/04/2014

    Não foram Israelitas que sairam do Egito, Israel foi colocado na biblia pelos gentios para confundir as pessoas, Israel foi fundado em 1948. Quem saiu do Egito foram os Hebreus Semitas, e quanto aos numeros deles corretos não sabemos.Denunciar comentário ofensivo

  • Cláudio Muniz (Apucarana, PR) - 22/04/2014

    Podemos acreditar sim nos numeros bíblicos, por maior que sejam esse numeros imaginem que poderiam ser muito maior em comparação com a quantidade de egípcios. Porém se deve levar em consideração, que os israelitas eram escravos, introvertidos, sem nenhuma auto-estima e até na maioria covardes; pois eram dominados e tratados de forma sub-humana. Tanto que depois que atravessaram o mar, pouco mais de um ano depois, Moisés mandou 12 espiões para reconhecer os povos do oriente do Jordão, e somente Josué e Caleb voltara... Denunciar comentário ofensivo

  • Cláudio Muniz (Apucarana, PR) - 22/04/2014

    Podemos acreditar sim nos numeros bíblicos, por maior que sejam esse numeros imaginem que poderiam ser muito maior em comparação com a quantidade de egípcios. Porém se deve levar em consideração, que os israelitas eram escravos, introvertidos, sem nenhuma auto-estima e até na maioria covardes; pois eram dominados e tratados de forma sub-humana. Tanto que depois que atravessaram o mar, pouco mais de uma depois, Moisés mandou 12 espiãos para reconhecer os povos do oriente do Jordão, e somente Josué e Caleb voltaram e... Denunciar comentário ofensivo

  • Denis Junior (Macapá ) - 18/04/2014

    Não dá pra confiar nesses autores que querem por o texto bíblico à prova, até onde eu sei, nenhuma aparente contradição bíblica foi provada de forma irrefutável. O que temos é que crer 100% ou duvidar 100%, não dá pra ficar "em cima do muro".Denunciar comentário ofensivo

  • Manoel (São Paulo) - 17/11/2013

    Concordo com o texto acima: não dá para confiar nos números informados nos textos bíblicos. Além da improbabilidade histórica em alguns casos, há as conhecidas contradições bíblicas em vários outros. Por exemplo: Quantos descendentes de Azgade voltaram da Babilônia? 1.222 [Ed 2:12] ou 2.322 [Ne 7:17]. Denunciar comentário ofensivo