Uma janela sobre o mundo bíblico

Em Gênesis Deus amaldiçoa a serpente dizendo "sobre seu ventre andará". Quer dizer que ela tinha pernas?



  • Pergunta de Ualas Porto, Porto Seguro
  • 55904
  • 30/06/2010
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Criação | Gênesis


Olha não podemos querer responder a sua pergunta ao pé da letra. As narrativas do livro do Genesis mostram o pecado como negação ao Projeto de Deus, da promessa e da lei. A maneira de interpretar este livro passa pela utilização de imagens, símbolos e elementos míticos da cultura, tradição antiga do povo de Deus, e de outros povos que viviam no seu redor. A sua pergunta com respeito a serpente se ela tinha pernas antes da maldição, deve ser entendida da mesma forma. De imediato não podemos dizer que antes da maldição a serpente teria patas e se locomovesse caminhando, e depois da condenação de Deus ela teve que rastejar. Esta interpretação seria muito banal e não completaria a visão que o livro do Genesis quer nos dar das origens do Universo e da Criação.

Assim o capítulo 3 no livro do Gênesis narra o primeiro pecado do homem. Ele conta a tentação da serpente, conta o erro de Eva, conta o erro de Adão e narra o momento em que Deus conversa com ambos. Neste momento podemos perceber o pensamento divino e sua estratégia:

“Porque fizeste isso, serás maldita entre todos os animais e feras dos campos; andarás de rastos sobre o teu ventre e comerás o pó todos os dias de tua vida. Porei ódio entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta te ferirá a cabeça, e tu ferirás o calcanhar.” (Gn 3,14-15)

Não podemos querer interpretar este texto imaginando que sem o pecado, a mulher daria a luz sem nenhuma dor, ou que o homem trabalharia sem sofrimento e sem suor. Se interpretássemos assim forçaríamos a interpretação do v.14, objeto desta pergunta (então as serpentes teriam pernas para se locomover) concluindo antes do pecado as serpentes teriam patas.

O grande castigo que aparece neste texto será a perda da familiaridade com Deus “E Iahweh Deus o expulsou do jardim do Éden para cultivar o solo de onde fora tirado” (Gn 3,23). São as chamadas penas hereditárias. Em que Paulo na carta aos Romanos 5 traça um paralelo entre a solidariedade de todos em Cristo e a solidariedade de todos em Adão pecador. Neste momento é anunciada a salvação. Esta narrativa recebe o nome de proto-evangelho (do grego proto significa primeiro evangelho). O versículo 15 do Genesis contém a primeira promessa de Cristo e da redenção através dele. Sem dúvidas podemos compreender o restante da Bíblia como uma progressiva exposição deste versículo.

Complementando a interpretação do versículo 14:

Serpente = Diabo ou satanás. A ela, cabe como toda serpente, arrastar-se pelo chão e sorrateiramente, ferir o calcanhar da mulher. A serpente será inimiga da mulher por toda vida. Não podemos deixar de salientar que esta narrativa do pecado original é de interpretação muito difícil. Só o símbolo da serpente na história da interpretação deste texto teve mais de 200 interpretações diferentes. Isto nos mostra que nenhuma delas é a definitiva, ou que contém toda a explicação. Portanto toda a interpretação que utilizarmos para entender o texto é apenas um auxílio para que a palavra de Deus possa transformar a vida da pessoa que lêem o texto.

Mulher = A mulher será inimiga da serpente. E ela (sua descendência) esmagará a cabeça da serpente.

Descendência da serpente = Os demônios que junto com Lúcifer foram banidos dos céus.

Descendência da Mulher = Aqui está à grande novidade. A descendência da mulher será o Messias, o Salvador. Será essa descendência que realmente vai proclamar a vitória de Deus sobre satanás. Essa descendência é Jesus Cristo.

O profeta Isaías antecipa a chegada do Messias com seu anuncio profético: “Por isso, o próprio Senhor vos dará um sinal: uma virgem conceberá e dará à luz um filho, e o chamará Deus Conosco” (Is 7,14)

Espero que a compreensão do texto não permaneça na interpretação ao pé da letra da questão que envolve a serpente. Valorizando as indagações que surgem das dúvidas da imagem da serpente: se tinha patas ou não. Mas que consigas ver a beleza do conjunto narrativo que este capítulo 3 apresenta no relato do pecado original. Em toda a Bíblia encontramos a personificação da serpente como símbolo do mal e da maldade da humanidade, mas no livro do Genesis desponta quem poderá nos ajudar a vencer o mal. A mulher vencerá a serpente e nos trará o salvador Jesus Cristo. Ele vencerá o pecado e o mal, que prejudicam o desenvolvimento do plano divino.

55904 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook