Siga-nos no FaceBook




Lugares bíblicos

Por que em Mateus 27,46 Jesus diz "Eli, Eli, lama sabactâni" e em Marcos 15,34 ele diz "Eloi,Eloi"? E por que ele fala para Deus "porque me desamparastes"?

Pergunta de Jaime Antonio Dias, São Paulo
Resposta de Odalberto Domingos Casonatto, em 02/01/2013


Leia mais sobre Jesus

Olá Jaime Antonio Dias, São Paulo / SP!
Na verdade são duas perguntas uma mais na questão literal do texto, como está escrito e a segunda pelo significado de “desamparastes”.

Para responder a primeira pergunta o porquê em Mateus aparece “Eli, Eli”e em Marcos aparece “Eloi, Eloi”, nos voltemos para o texto original. Sabemos que Mateus, escreve o seu evangelho em Jerusalém, para Judeus muito ligados às tradições do Templo de Jerusalém, em seu texto tem muitas frases “encaixadas” do Antigo Testamento, e Marcos escreve em Roma e sabemos que o seu primeiro escrito foi o Evangelho de Marcos escrito em aramaico, um dialeto do hebraico o melhor, o hebraico que o povo falava.

Assim a citação do livro do Salmos 22,2 utilizada por Mateus em seu texto aparece transcrito como “Eli, Eli, lama sabactáni?” Isto é “Deus meu, Deus meu, por que me abandonaste” é tal e qual como esta escrito no livro dos Salmos em hebraico, de uso sagrado, para leitura  no Templo de Jerusalém.

O Texto original assim se apresenta Salmo 22,2;

àÅìÄé àÅìÄé, ìÈîÈä òÂæÇáÀúÌÈðÄé-

Na sentença “encaixada”Eli, Eli, lama sabactáni?

A forma aramaica para “meu Deus” seria “Elahi”, mas que provavelmente foi transcrita como Eloi, (relacionada a fonte hebraica). Acima já afirmamos que Eli, que encontramos no texto de Mateus é escrita hebraica. Consultando o Salmo 22,2 entendemos melhor.

Seria a abreviação de Elohim + o Pronome Pessoal hebraico “´”meu .

Parece que esta explicação tem lógica.

Respondendo a segunda pergunta:
Para o significado de “abandonaste”, podemos entender como fato acontecido na morte vitoriosa de Jesus.

Aparecem neste texto dois gritos de Jesus:

O primeiro grito de Jesus:
Ele demonstra um aparente desespero, as pessoas e soldados que estão no local neste momento, imaginam um Jesus pedindo socorro, e no vinagre que colocam na boca de Jesus, transparece mais um gesto de desprezo e de ódio. Outros presentes, começam a zombar de Jesus: Se o profeta Elias não intervir em seu socorro é porque ele não pertence ao grupo dos justos.

O segundo grito de Jesus:
Este grito simboliza a vitória de Jesus. No momento ele morre, mas na entrega de seu Espírito, recebido na ocasião do batismo, Espírito este que esteve presente em toda a sua vida pública. Nas pregações, nos milagres de cura etc...

Neste grito ele revela para seus discípulos o caminho a ser seguido na luta pela justiça em que ele por primeiro testemunhou com sua própria vida. Todo o que quiser ser seu discípulo, do mesmo modo terá posse deste Espírito, que o transformará em novo agente de amor e justiça verdadeira. Em Jesus e nos seus discípulos está a força do Espírito que fará o homem triunfar de todas as forças fabricantes de escravidão, injustiça e morte.

5319 visitas

5 comentários

Postar um comentário

  • kevin (são Paulo) - 14/07/2014

    "A coisa que Deus mas odeia e o pecado, no caso o pecador nunca percebe que está pecando, mas como Cristo levou nossos pecados, por esse motivo Deus desamparou Jesus pq o lado humano dele não viu o pecado nele.

  • Erivaldo (Salvador) - 06/06/2014

    Interessante, o MESSIAS foi sacrificado, voltou aos CEUS, e voces ainda estao a procura dele? Nos TEMPLOS, EM IGREJAS? Vem o CONSOLADOR que nos ensinara "" TODAS AS COISAS " e voces assim como eu que ja fiz parte disso, vamos ao TEMPLO pedir ao PASTOR para nos ensinar um MONTE DE MENTIRAS, nao entendo como fiquei tanto TEMPO dentro desses antros chefiado por LADROES PASTORES. O MESSIAS somente disse para PREGAR AS BOAS NOVAS e os CRAPULAS fundaram TEMPLO-IGREJAS e colocaram as suas DIUTRINAS para roubar-matar e des...

  • Anderson da Silva Soares (São Paulo) - 06/06/2014

    Naquele monento há ausênca total de Deus; pois está escrito, \" ELE é Deus de vivos e não de mortos\". Deus não tem parte com a morte. Jesus é o exemplo, como dito: \" EU sou o Caminho e a Luz,aquele que crê em mim, mesmo que morra, tornará a viver \"

  • Jéferson (Pelotas/RS) - 26/04/2014

    Jesus disse no monte antes de ser crucificado: O espírito esta pronto, mas a carne é fraca. Isso demonstra que Jesus foi Deus e foi homem também, e passou pelas mesmas dificuldades que nós enfrentamos, Ele foi puro e morreu pra nos salvar. As palavras em questão demonstram que Jesus pode sim ter sentido fraqueza na carne na hora de entregar o seu espírito que, particularmente, eu vejo como uma invocação a Deus associada à dor do momento, lembro que Jesus não tinha pecado e ao terceiro dia ressuscitou, subiu aos céu...

  • ad (aracruz) - 17/01/2013

    Jesus simplesmente expressou o que sentia, ao perceber que, por algum motivo, Deus não estava presente no momento em algum aspecto. Jesus sabia de sua missão. O desamparo citado não era porque Ele estava no cruz, mas porque nos últimos momento JEsus sentiu falta de Deus em algum aspecto. E não há nada de pecaminoso nessa situação.