Por que em Mateus 27,46 Jesus diz "Eli, Eli, lama sabactâni" e em Marcos 15,34 ele diz "Eloi,Eloi"? E por que ele fala para Deus "porque me desamparastes"?

Pergunta de Jaime Antonio Dias, São Paulo
Resposta de Odalberto Domingos Casonatto, em 02/01/2013


Leia mais sobre Jesus

Olá Jaime Antonio Dias, São Paulo / SP!
Na verdade são duas perguntas uma mais na questão literal do texto, como está escrito e a segunda pelo significado de “desamparastes”.

Para responder a primeira pergunta o porquê em Mateus aparece “Eli, Eli”e em Marcos aparece “Eloi, Eloi”, nos voltemos para o texto original. Sabemos que Mateus, escreve o seu evangelho em Jerusalém, para Judeus muito ligados às tradições do Templo de Jerusalém, em seu texto tem muitas frases “encaixadas” do Antigo Testamento, e Marcos escreve em Roma e sabemos que o seu primeiro escrito foi o Evangelho de Marcos escrito em aramaico, um dialeto do hebraico o melhor, o hebraico que o povo falava.

Assim a citação do livro do Salmos 22,2 utilizada por Mateus em seu texto aparece transcrito como “Eli, Eli, lama sabactáni?” Isto é “Deus meu, Deus meu, por que me abandonaste” é tal e qual como esta escrito no livro dos Salmos em hebraico, de uso sagrado, para leitura  no Templo de Jerusalém.

O Texto original assim se apresenta Salmo 22,2;

àÅìÄé àÅìÄé, ìÈîÈä òÂæÇáÀúÌÈðÄé-

Na sentença “encaixada”Eli, Eli, lama sabactáni?

A forma aramaica para “meu Deus” seria “Elahi”, mas que provavelmente foi transcrita como Eloi, (relacionada a fonte hebraica). Acima já afirmamos que Eli, que encontramos no texto de Mateus é escrita hebraica. Consultando o Salmo 22,2 entendemos melhor.

Seria a abreviação de Elohim + o Pronome Pessoal hebraico “´”meu .

Parece que esta explicação tem lógica.

Respondendo a segunda pergunta:
Para o significado de “abandonaste”, podemos entender como fato acontecido na morte vitoriosa de Jesus.

Aparecem neste texto dois gritos de Jesus:

O primeiro grito de Jesus:
Ele demonstra um aparente desespero, as pessoas e soldados que estão no local neste momento, imaginam um Jesus pedindo socorro, e no vinagre que colocam na boca de Jesus, transparece mais um gesto de desprezo e de ódio. Outros presentes, começam a zombar de Jesus: Se o profeta Elias não intervir em seu socorro é porque ele não pertence ao grupo dos justos.

O segundo grito de Jesus:
Este grito simboliza a vitória de Jesus. No momento ele morre, mas na entrega de seu Espírito, recebido na ocasião do batismo, Espírito este que esteve presente em toda a sua vida pública. Nas pregações, nos milagres de cura etc...

Neste grito ele revela para seus discípulos o caminho a ser seguido na luta pela justiça em que ele por primeiro testemunhou com sua própria vida. Todo o que quiser ser seu discípulo, do mesmo modo terá posse deste Espírito, que o transformará em novo agente de amor e justiça verdadeira. Em Jesus e nos seus discípulos está a força do Espírito que fará o homem triunfar de todas as forças fabricantes de escravidão, injustiça e morte.

2797 visitas

1 comentário

Postar um comentário

  • ad (aracruz) - 17/01/2013

    Jesus simplesmente expressou o que sentia, ao perceber que, por algum motivo, Deus não estava presente no momento em algum aspecto. Jesus sabia de sua missão. O desamparo citado não era porque Ele estava no cruz, mas porque nos últimos momento JEsus sentiu falta de Deus em algum aspecto. E não há nada de pecaminoso nessa situação.