Se no início existiam somente Adão e Eva, como Caim casou-se? Qual a interpretação de vocês?

Pergunta de Glauber Campos, Manaus
Resposta de Luiz da Rosa, em 11/09/2012


Leia mais sobre Criação Caim

Nessa sua pergunta existe uma preocupação que perturba muitos leitores da Bíblia. Se tudo começou como conta a Bíblia, os nossos ancestrais teriam se casado entre si, pais com filhos e irmãs com irmãos. E isso urta os nossos princípios morais, pois caracterizaria um incesto, que não podemos aceitar, sobretudo como um episódio bíblico. Por outro lado fomos ensinados que nada do que está escrito na Bíblia é falso, que tudo nela é verdadeiro. Por isso, para nós cristãos - e também para os judeus - é difícil aceitar a tese segundo a qual o ser humano não foi criado como contado na Bíblia, que tenha vindo, através de um processo de evolução, como diz a teoria evolucionista, do macaco.

A dificuldade deriva da nossa atitude fundamentalista diante da leitura bíblica, que não é culpa nossa, mas de quem nos formou na fé. Não é errado pensar na inerrância da Bíblia. Todavia, a verdade Bíblia não é limitadamente uma verdade histórica. De fato a Bíblia não se limita a uma narração histórica da vida humana na terra. Se a lermos sob essa ótica, erramos completamente a sua interpretação. A verdade da Bíblia consiste na revelação da vontade divina, que se desenvolve até chegar na iluminação plena em Cristo. E tudo isso Deus realiza, como um pedagogo, por meio do povo de Israel. A revelação da verdade para o povo escolhido cresce, na medida em que a história caminha até chegar em Jesus. No início, por exemplo, a fé em um único Deus, pode não ter sido um elemento constante na vida do povo. Mais tarde descobriu-se que o Deus verdadeiro é somente Yahweh e fora dele não tem outro deus.

Com esse excursus quero dizer que não erramos se pensarmos que a história do início da humanidade não foi, historicamente, como contada na Bíblia. Já repetimos aqui no site (veja outras respostas sobre esse argumento) que a descrição da criação contada na Bíblia não é uma narração histórica. É uma narração antiga que tenta interpretar, graças aos instrumentos disponíveis na época do autor e à inspiração divina, como surgiu a vida na terra, sublinhando que tudo provem de Deus. Quando a Bíblia fala que Caim conheceu sua mulher (Gênesis 4,17), da qual nasceu Henoc, não significa que na história desse homem existiam somente seus pais. Caim (assim como Adão e Eva) não é histórico, no sentido moderno, mas um símbolo: construtor da primeira cidade, pai dos pastores, dos músicos, dos ferreiros e das prostitutas, expressões da comodidade urbana e, talvez por isso, amaldiçoado.

2580 visitas

54 comentários

Postar um comentário

  • Pedro (São joaquim) - 02/09/2014

    Lembre-se se tudo o que aconteceu fosse escrito, a biblia seria maior que todos os livros do mundo

  • DBonfim (Jaguarari) - 24/07/2013

    2. Assim, deparando-se com o texto que trata de Caim “conhecendo” sua mulher e gerando Henoc, como originalmente o texto não foi construído partindo-se do pressuposto de um mundo quase desabitado (já que a relação da história do jardim com essa é apenas aparente, como se um evento sucedesse ao outro) mas até ali nada se fala de outros habitantes, a tendência é fazer conjecturas do tipo: era uma irmã dele, uma sobrinha ou outra parenta, quando o texto, ao fala de “conhecer sua mulher” está suavizando a referência ao...

  • DBonfim (Jaguarari) - 24/07/2013

    1. Obrigado, Sr. Paulo. É raro deparar-se com freqüentadores desse blog que reconheçam que ler esses textos como biografias é erro que gera todo tipo de confusão (sobretudo em relação ao saber cientifico – que o texto não enfoca nem tem por propósito contestar, mas gera em muitos cristãos um sentimento de oposição ao saber científico). Fato é que o que se sabe de Bíblia ainda se deve muito a leituras fundamentalistas que desconhecendo a popularidade de textos dessa natureza nas sociedades antigas, acabam estimuland...

  • Paulo Favero (PontaGrossa) - 23/07/2013

    Mais uma vez Dbonfim lhe parabenizo pelo seu comentário coerente e sensato. Não creio em leitura certa ou errado, creio na leitura da fé na qual não se buscam respostas técnicas ou explicações terrenas para o que é divino. Também não me acho em condições de dizer que somente eu sei a verdade. Isto seria uma uma característica digna de um fariseu. Não me importo se alguém de leitura fundamentalista critique a minha leitura teológica. Acho estranho que fundamentalista leem o Gênesis como se fosse um relato histórico...

  • DBonfim (Jaguarari) - 23/07/2013

    3. De fato, há dois tipos de leitura de Gn: o falso, que trata esse livro como História(cheia de incongruências). Mas há um segundo tipo: o sensato, que o trata como recurso para descrever uma realidade que não pode ser vista como à descrição de um tempo que fosse quem fosse o autor do livro, não tinha a mínima condição de descrever diálogos, acontecimentos e situações que ele não presenciou, e que certamente não conheceu por um “telão” que projetava o passado, enquanto atentamente assistia como espectador tudo o q...

  • DBonfim (Jaguarari) - 23/07/2013

    2. Por que, então, não se aceita a naturalidade com que o texto trata isso? Por que prefere-se a leitura que preserve uma visão que o texto nega, mas mantém intacta a insistência por achar que Gn é biografia de Adão, Eva, Abel, Caim e quem mais aparecer nas genealogias cuja finalidade é partir do todo para contar especificamente a história em perspectiva RELIGIOSA de Israel (que confunde-se à história profana), num tempo em que não havendo a história como ciência, e preenche-se as lacunas com narrativas didáticas q...

  • DBonfim (Jaguarari) - 23/07/2013

    1. Desenvolvimento da narrativa de Gênesis: Gn 2 (em parte) e Gn 3 (completamente) dedica-se à história do casal desobediente. A partir de Gn 4, a história dá lugar à relação nada fraterna entre os dois irmãos. SUPONDO que esse seja realmente um registro de fatos históricos, infere-se haver até o que descreve o inicio do Cap. 4 de Gn, Adão, Eva, Caim e Abel, antes do fratricídio (o texto não dá outra possibilidade). Ainda no cap. 4 de Gn descreve-se a morte de Abel. Mas nada se fala sobre Adão e Eva, quanto a outro...

  • ad (aracruz) - 23/07/2013

    existem duas leituras bíblicas: a verdadeira e a falsa. A verdadeira é que Caim é filho de Adão e Eva; Adão e Eva tiveram filhos e filhas; Caim casou-se com uma irmã, sobrinha, prima, sei lá; A falsa é o que fugir disso.

  • Paulo Favero (PontaGrossa) - 23/07/2013

    Continuação - A formação destes compostos orgânicos não podem ter surgido do nada, daí, a teoria do criacionismo-evolutivo. Leiam com atenção a criação do mundo e comparem com a ciência e verão que a formação bíblica do mundo corresponde com a evolução da ciência. O primeiro e segundo dia biblico não podem ser de 24 horas, simplesmente porque a lua e o sol foi criado no terceiro dia. Neste mesmo site já fiz comentários comparando a evolução do homem descrito pela ciência e a evolução do homem descrito pela bíblia, ...

  • Paulo Favero (PontaGrossa) - 23/07/2013

    Sempre insisto em dizer que existem duas leituras biblicas. A fundamentalista e a teológica. Ambas do ponto de vista espiritual estão corretas. Entretanto a leitura fundamentalista se contrapõem à ciência e a teoria evolucionista ganha força. Comentários à presente questão geram comentários muito estranhos. Neste mesmo site li um comentário de uma pessoa que se identificou como pastor dizendo que antigamente que incesto não era pecado e que agora é. Onde, em sã consciência, isto está escrito, quem criou esta nova l...

  • DBonfim (Jaguarari) - 22/07/2013

    2. Predomina no meio cristão uma leitura muito fundamentalista das primeiras páginas de Gn, porque tendemos a pensar o texto como leitores ocidentais, habituados a ler verdades de fé como verdades necessariamente históricas (e aí as lacunas tornam-se inevitáveis, e sentimos a necessidade de preenchê-las, sem aceitar a naturalidade com que se escreveu o texto numa categoria de pensamento ORIENTAL, onde o simbolismo é mais forte do que a linguagem objetiva (própria do Ocidente) e verdade de fé não necessariamente exi...

  • DBonfim (Jaguarari) - 22/07/2013

    A questão é que o texto não usa o termo “conhecer”, aplicado a Caim e a sua mulher, com o sentido de encontrar alguém com quem passou a flertar. “Conhecer”, no texto, indica ato sexual, pelo qual a esposa de Caim lhe dá um filho, Henoc. Mas quando, inadvertidamente, atribuímos ao termo “conhecer” um sentido próprio do ocidente, o texto torna-se confuso, porque Caim, de fato, pelos dados oferecidos pelo texto, até lai, não teria a quem conhecer. Porém, a história de Caim originalmente é distinta da história do Jard...

  • Sâmia (Brasília) - 22/07/2013

    A pergunta foi sobre a como Caim se casou e os comentários viraram uma questão de "Partos" brincadeira ler esses comentários a última coisa que se imagina e que são comentários de pessoas cristãs. A essência do estudo se perdeu no meio de tantos comentários inúteis e sem sabedoria alguma.

  • Pedro (Porto Alegre) - 07/07/2013

    Dúvidas... Durante a idade antiga(4000 a.C.), existiram vários deuses, pois os povos Egípcios, Gregos e Romanos criaram esses deuses e acreditavam que os mesmos os protegeriam das intempéries do mundo, e com passar do tempo esses deuses "morreram" e, hoje fazem parte da mitologia.Será que o deus judaico-cristão não é apenas mais uma invenção da humanidade? Será que não houve influências dos outros povos sobre os hebreus e, portanto criaram um novo deus? Um exemplo é a Epopeia de Gilg...

  • Charles (Porto Alegre) - 03/07/2013

    Eu não acredito na teoria criacionista,pois a teoria da evolução é plausível.Mas quem disse que o homem surgiu a partir do macaco? O autor do texto está equivocado. De acordo com a teoria da evolução, o homem e o macaco têm o mesmo ANCESTRAL de uns 6 milhões de anos... Então Podemos ser considerados primos dos macacos...Isso mostra que não somos criaturas de um ser sobrenatural.

  • Charles (Porto Alegre) - 03/07/2013

    Eu não acredito na teoria criacionista,pois a teoria da evolução é plausível.Mas quem disse que o homem surgiu a partir do macaco? O autor do texto está equivocado. De acordo com a teoria da evolução, o homem e o macaco têm o mesmo ANCESTRAL de uns 6 milhões de anos... Então Podemos ser considerados primos dos macacos...Isso mostra que não somos criaturas de ser sobrenatural.

  • Bel (Brasília) - 19/04/2013

    Pois é, Marlene, que Deus se arrepende não é novidade, daí que pode ser essa uma explicação. Fato é que, graças aos avanços da ciência médica, cada vez menos dor se sentirá. Imagine se estivéssemos seguindo os procedimentos prescritos no Levítico!!!

  • Erivaldo (Salvador) - 19/04/2013

    Esses comentários malucos é ainda porque voce não conhece o evangelho e nem o poder de DEUS que irá lhe transformar (em vida) para voce pregar a sua palavra, voce vai ver o que vai acontecer com voce, isso aconteceu comigo há muito tempo, um colega meu chamado (Rubenson Apostolo) pregou para mim há 28 anos atrás, e agora eu já estou com dois anos no caminho do SENHOR JESUS CRISTO, assim será com voce, com uma diferença, eu cuspia na cara dele, e rasguei a biblia dele, más Deus é misericordioso e me salvou atraves d...

  • Erivaldo (Salvador) - 19/04/2013

    Voce será uma grande evangelista, Deus a quer para pregar o evangelho, estou com bastante fé que voce irá se converter em seus comentários, O Espirito Santo vai com certeza lhe ungir com o ensino, a unção do ensino, vai te ensinar que só há um caminho para Deus, e Deus deseja que voce esteja nele. Deus te abençoe

  • marlene (cruz machado-parana) - 18/04/2013

    SOU CRISTÂ e acredito que Deus é amor e se arrepende das coisas que ele faz quando esta irado e depois muda. Foi por isso que ele deixou os humanos inventarem o analgésico, porem já tive dois partos normais e um foi cesárea, mas quando não tive dor na hora do parto tive depois na recuperação da cesárea. A ANESTESIA DIMINUI A DOR, MAS, NAO HA ILIMINA. E ela só foi me aplicada no momento do parto, já haviam se passado varias horas de dor muito intensa. E depois há tanta coisa no antigo testamento que se for segui...

  • Maria (Rio) - 17/04/2013

    Dor no parto? É cada vez mais coisa do passado! Se Deus está satisfeito com isso? Não sei. A mulherada esta! Já avançamos muito desde o uso do éter lá no século 19. Com a descoberta de receptores opióides na medula espinhal foi possível um grande avanço das técnicas de analgesia de boa qualidade sem as desvantagens até então imputadas aos efeitos indesejáveis presentes em algumas das técnicas de analgesia utilizadas no passado. O que precisa melhorar são questões político sociais para a universalização do acesso à ...

  • Bel (Brasília) - 16/04/2013

    Mas seria bom ouvirmos as opiniões das mulheres, principalmente das cristãs que já pariram. Será que ela preferiram não desmoralizar a condenação de Deus e se submeteram aos partos com dores?

  • Luis (Macapá) - 16/04/2013

    Não acredito que a mulher cristã, para não desmoralizar o Deus todo poderoso, iria preferir um parto com dores aumentadas. Ao contrário, o Deus saíra desmoralizado, porque ela preferirá não sentir as dores do parto! Pelo menos na prática, parece ser isso que acontece.

  • Erivaldo (Salvador) - 16/04/2013

    Bel, Bel, não acredita em nada mesmo, eu te amo, por isso é que estou lhe avisando de que; não devemos fazer isso que voce está fazendo, duvidar de DEUS, não faça isso Bel, Deus é; leia ISAIAS 40 todo. Bel leia a Biblia más não com a previa intenção de desmoralizar o NOSSO DEUS TODO PODEROSO, não faça isso pois eu amo voce para não te querer nada de mal. Acreditar em Deus Bel, crer em seu filho Jesus Cristo, é a verdade Bel. Satanás é que poê duvidas nos nossos corações.

  • Bel (Brasília) - 16/04/2013

    Não creio que, na hora do parto, as cristãs vão se lembrar que Deus impôs à mulher a penitência 'parirás com dor'. Imagino que elas nem pensem nisso! O "castigo" imposto por Deus vai sendo eliminado pelo engenho humano.

  • Erivaldo (Salvador) - 16/04/2013

    Vejo aqui um problema; Não ha explicação biblica que faça sentido para voces, voces desacreditam em tudo que se diz sobre DEUS, nada os satisfazem, não entendo o que voces acreditam. Desafiam todas as interpretações, porque? Coloquem aqui algo vindo dos seus EGOS humanos, são ridiculos, estão utilizando esses espaços para colocarem as suas frustações ideologicas, desabafem mesmo. É bom para voces, nenhum texto biblico tem sentido para voces, desacreditam neste livro, expressam verdadeira abominação das palavras da ...

  • Erivaldo (Salvador) - 16/04/2013

    Porque fazem paródias com a Palavra de DEUS? Não acham que estão errados ao fazerem essas coisas? Duvidando da Biblia, dos escritos Biblicos? Finalmente o que voce querem com isso?? Desacreditar os TEXTOS BIBLICOS? Qual é o objetivo de voces nisso? Ezeq.28;13? Voces não compreendem? Gen.2;8? Não compreendem? Gen.3;24? O Eden está LÁ OCULTO. Apoc.21;27. Lamentável é que a maioria de nós, não entendemos que Deus, que DEUS pode parar o UNIVERSO Josué.10;12,13 RETROCEDER O UNIVERSO-2ª Reis.20;1-11- E se Deus pode até f...

  • Luis (Macapá) - 16/04/2013

    E as parturientes cristãs, ele têm preferido os partos com dor, submetendo à condenação de Deus, ou têm preferido o parto sem dor, contrariando a vontade de Deus?

  • Bel (Brasilia) - 16/04/2013

    Agora é curioso como as mulheres cristãs descumprem a vontade de Deus. Gênesis 3:16 " E à mulher disse: Multiplicarei grandemente a dor da tua conceição; em dor darás à luz filhos...". Desde o século 19, quando o médico escocês James Simpson começou a usar a anestesia com éter para aliviar a dor das mães, a punição que Deus deu à Eva e suas descendentes, parece estar perdendo o efeito!

  • Bel (Basília) - 15/04/2013

    Eva já havia parido antes da queda e continuou parindo depois. O mais plausível é que Eva, tenha parido fêmeas também!

  • Luis (Macapá) - 15/04/2013

    Já se foi o tempo do \"acredite e não questione\"! Hoje, isso não funciona mais: queremos saber o COMO e o POR QUÊ. E se a bíblia não responder, começaremos a desconfiar. Somente os alienados da consciência e da inteligência acreditam sem questionar! Se a história de Adão e Eva não fizer sentido, também Deus não fará sentido. Por isso é necessário encontrar uma interpretação que faça sentido.

  • simone (sorocaba) - 15/04/2013

    vc já ouviu dizer...mistério da fé ?,pois é vc ñ vê DEUS,mas acredita que Ele existe.Enrão ñ importa saber da onde surgiu a mulher de Caim,apenas acredite,pois é o único livro onde as histórias são extremamente verdadeiras.

  • Alex (Manaus) - 19/02/2013

    Claro, podem considerar Adão como símbolo, seja lá do que quer que seja! Agora só não esqueçam de mudar a interpretação no restante da bíblia. Paulo, nos Romanos 5, considera Adão com um homem: "19 - Porque, como, pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim, pela obediência de um, muitos serão feitos justos. Lembrem-se, Paulo está relacionando Adão ao Cristo: cuidado para considerarem também o Cristo apenas como um símbolo, não histórico. Lembrem-se também que essa "coisa" simbolizada p...

  • Valmir de Souza (Rio de Janeiro) - 03/10/2012

    Caro Clauber, lendo a sua pergunta, vendo que foi uma pergunta muito inteligente vou tentar responde-la, pôs sou novo convertido . Se você multiplicar 0x7=0, então você não conssegue multiplicar o zero. No capítulo 3:16 de gênesis Deus disse a mulher: Multiplicarei grandemente a dor da tua conceição com dor terás filhos. A bíblia não diz quantos anos anos Adão e Eva tinha e não diz que Caim e Abel foi os primeiros filhos. Diz que foi após ser lançado fora do Jardim do Edem.

  • DBonfim (Jaguarari) - 17/09/2012

    Caro Samuel, antes de discutir propriamente esse tema, esclareço que o fato de eu entender que a narrativa da criação não é relato de caráter histórico isso não é indicio de que aderi à teoria da evolução. Uma coisa não implica outra, embora o senhor tenha sido educado a pensar assim. Quando discuto a questão de Gn, discuto Gn, não a teoria da evolução. / Depois, dificuldade de entender a Bíblia, qualquer um que achar que entender seu conteúdo é mera questão de leitura de texto, certamente a terá. E mesmo os que...

  • Samuel Zoffin (Rio de Janeiro) - 17/09/2012

    Amado, só existem dois senhores neste mundo. "Quem comigo não ajunta, espalha". Quanto a ressurreição, é com prazer que desenvolverei meu conceito sobre esse assunto. Quanto a Caim, acho que está se focando em algo irrelevante , porem posso também falar algo, na verdade já adianto que você tem dificuldade em entender a bíblia pois caiu no conto da sereia do evolucionismo, teoria não provada pela ciência. A proposito, encontrou a origem da semana de 7 dias fora da bíblia?

  • DBonfim (Jaguarari) - 17/09/2012

    De qualquer forma, sua argumentação considerou aspectos básicos do que expus: conceitos de eternidade e imortalidade, além do caráter histórico ou não da narrativa de Gn. Outrossim, quando o senhor insiste na classificação de “satânica” a uma doutrina divergente de seu ponto de vista, não reponde só a Paulo, mas às minhas colocações que divergem dessa visão mais extrema. / Ainda assim, fica minha contribuição para a reflexão e gratidão por sua resposta, alem de registrado desejo de que o senhor e/ou outros desenvol...

  • Samuel Zoffin (Rio de Janeiro) - 17/09/2012

    Seu Bonfim, esta minha resposta não foi ao Senhor, mas ao tal do apostolo. Quando falei de doutrina satânica, já estava me antecipando a qualquer reclamação.

  • DBonfim (Jaguarari) - 17/09/2012

    Samuel, primeiramente destaco ser interessante sua abordagem numa perspectiva mais filosófica, acerca do ser e existir, embora entenda que o judaísmo não aborda essa questão em linha filosófica, nem fale de Deus em termos filosóficos. Sendo o famoso “Ehyeh asher ehyer” (o “ego eimi hó on”, da septuaginta), uma espécie de negativa de se auto-identificar. Deus é quem é, ou mostra ser, o que abre uma bonita perspectiva para que o povo do êxodo descubra não na reflexão filosófica, mas no agir de Deus, que dirá quem ele...

  • Samuel Zoffin (Rio de Janeiro) - 16/09/2012

    Não gosto de escrever muito, mas oportunidade exige. As Imortalidades condicional ou incondicional estão ligadas diretamente com EXISTIR ou SER. Deus existe? Não. DEUS NÃO EXISTE. DEUS É. Homem é? Não, o homem não é, O HOMEM EXISTE. O homem pode ser. Qual a diferença entre ser e existir? A existência está ligada diretamente ao tempo, seja ele cronológico ou não, tipo: Um carro existe somente depois de ser fabricado. Uma pessoa somente existe depois que nasce. Depois que o carro é fabricado ou que uma pessoa nasce, ...

  • DBonfim (Jaguarari) - 16/09/2012

    Samuel Zoffin, devidamente falando, Deus é eterno (não teve princípio nem terá fim). Imortalidade é a impossibilidade de morrer, ainda que tenha havido um começo para a existência. O homem (carnal) não é eterno nem imortal. / Essa ideia de que o homem foi criado para não morrer é pura fantasia, que nem a história de Gênesis contempla (Gn 3,22). O homem morre porque é carne (Gn 6,3). / “Só terá acesso a árvore da vida aquele que não peca”. Então ninguém terá acesso à vida não sujeita ao fim, porque todo homem ...

  • Samuel Zoffin (Rio de Janeiro) - 16/09/2012

    Já que o texto não é histórico e Deus não criou a Terra em 7 dias, sim pois a evolução NECESSITA DE MILHÕES DE ANOS para ser fazer viável( porém já digo que não é), por favor me explique: Porque houve uma divisão de dias em 7 formando a semana? Qual a origem da semana?

  • Samuel Zoffin (Rio de Janeiro) - 16/09/2012

    Só terá acesso a árvore da vida aquele que não peca, isto aconteceu com Adão e Eva antes de pecar e acontecerá com aqueles que forem salvos. Imortalidade incondicional da alma é doutrina antibíblica, satânica, difundida pelo dualismo grego e sistematizada e aperfeiçoada por Leon Denizard. Todos aqueles que acreditam em alma fora do corpo e imortalidade incondicional da alma é ESPÍRITA.

  • Samuel Zoffin (Rio de Janeiro) - 16/09/2012

    Amados, só Deus tem a imortalidade(1 Tm 6:16). Porque só Deus neste universo não foi criado, quem foi ou for criado não tem imortalidade. A "imortalidade" por exemplo de que fala Paulo em 1 Co 15:53-54 está condicionada ao acesso a " Árvore da Vida".

  • DBonfim (Jaguarari) - 15/09/2012

    A explicação mais viável é que Deus criou o homem imortal?! / Há uma facilidade muito grande de a maioria dos leitores da Bíblia transferirem para sua compreensão do texto o que eles pensam ser viável e levarem para a análise do texto mais a emoção do que a razão. / O que temos de concreto, segundo o texto de Gn é que o homem NÃO ERA ETERNO. Tanto que Deus, na narrativa, impediu que ele (o ser humano) tivesse acesso à árvore da vida, para que esse não comesse de seu fruto e mesmo pecando, vivesse eternamente....

  • paulo apóstolo (são paulo) - 15/09/2012

    Caro Glauber, a explicação mais viavel, é que Deus criou o homem imortal ou seja eterno. O homem não foi criado para Morrer. Vindo ele a pecar passou a ter dia e hora para morrer. Pois bem, a idade de Adão só é contada na biblia depois do dia que ele pecou portanto, não sabemos quantos anos Adão viveu antes do pecado, sendo que, como ele foi criado para ser eterno não contaria dia nem ano da sua vida.por isso não se sabe se Adão antes do pecado teve outros filhos ou não, provavelmente sim, porque Caim se casou com ...

  • DBonfim (Jaguarari) - 15/09/2012

    Respondendo rapidamente às suas questões, Samuel Zeffin. Quando o senhor parte da premissa de que a história do primeiro casal e de seus filhos é real, sua relação com o texto exige mera COMPREENSÃO, isto é, saber responder “o que aconteceu”, “como aconteceu” e “por que aconteceu”, segundo a narrativa. / Noutras palavras sua leitura não exige interpretação, que é algo diferente de compreensão. Ler a Bíblia exige apenas compreensão textual; mas ESTUDAR a Bíblia exige algo maior: INTERPRETAÇÃO, o que não se limita...

  • DBonfim (Jaguarari) - 14/09/2012

    Caro Samuel, é como eu disse, aceitar a verdade bíblica não implica dizer que tudo tem que ser história propriamente dita (o que alias é também o entendimento de Luiz da Rosa, autor do artigo que ora comentamos). / A Bíblia usa de vários gêneros literários para transmitir sua mensagem. Muitos de nós é que ainda lemos a Bíblia com a mesma postura que adotamos para ler um jornal ou uma revista, como se o objetivo da Bíblia fosse INFORMAR, não FORMAR ou levar a uma reflexão da história humana, não de pessoas isolada...

  • Samuel Zoffin (Rio de Janeiro) - 14/09/2012

    amado irmão. Já que você não acredita no relato como histórico, esqueça a bíblia e dê a sua versão, pois aí poderemos comparar. De antemão, já coloco algumas questões que você pode responder na sua versão: Como surgiu o primeiro homem? Como surgiu o pecado( você acredita em pecado)? Como surgiu a primeira morte? Porque morremos? Por que existe o mal?

  • DBonfim (Jaguarari) - 14/09/2012

    Fato é que quando assumimos essa narrativa como histórica, nos deparamos com uma série dificuldades, a exemplo do incesto, que não é considerado no texto. Isto é, essa questão de incesto só é levantada porque na narrativa de Adão e Eva fala-se de um casal que inicialmente tem dois filhos (Caim e Abel), sendo que um deles mata o outro. Do texto mesmo não se chega a outra conclusão: Caim não teria com quem se casar, a não ser com uma futura irmã, nem haveria quem o matasse, a não ser um futuro irmão, dado que dos el...

  • Paulo Favero (PONTA GROSSA) - 14/09/2012

    Em que parte da Bíblia está escrito que naquele tempo o incesto não era pecado?

  • Samuel Zoffin (Rio de Janeiro) - 13/09/2012

    O mais importante é que aqueles que não acreditam no que diz a bíblia não dão uma alternativa viável para a história do homem na terra.

  • marcele (charqueada sp) - 11/09/2012

    e conheceu adãoa eva sua mulher e consebeu e teve cain ou seja ele era filho deles gÊneses 4:1

  • ad (aracruz) - 11/09/2012

    Caim casou com uma de suas irmãs e isso não tem problema nenhum, pois não havia lei de incesto na época, porém já era pecado matar, furtar, adulterar, profanar o sábado, etc...Contrariando os que tornam em fábulas a narrativa bíblica, lemos:

    E Cainã de Enos, e Enos de Sete, e Sete de Adão, e Adão de Deus.
    Se Adão não existiu como ele aparece em genealogias?? Nem conseguir escolher palavra para caracterizar esta negação da Bíblia...aiai