Qual o homem que se alimentava de gafanhoto e mel?

Pergunta de José Lucas, João Pessoa
Resposta de Odalberto Domingos Casonatto, em 31/08/2012


Leia mais sobre Gafanhotos João Batista Marcos

Olá José Lucas de João Pessoa !

 A pergunta não deixa de ser interessante e já foi formulada de outra maneira. Na pergunta anterior esta a resposta para esta outra, assim podemos aproveitar a resposta dela para responder esta que foi enviada. A pergunta foi assim formulada: “Qual o tipo de gafanhoto que João comia no deserto?”. Vale a pena conferir!

Para uma resposta curta e simples podemos encontrar no texto bíblico de Marcos 1,6:

 

“João se vestia de pelos de camelo e se alimentava de gafanhotos e mel silvestre.” (Marcos 1,6) Biblia de Jerusalém.

 

Provavelmente o gafanhoto Locustra que devorava as plantações foi o tipo de gafanhoto que João se alimentou no deserto. Estes gafanhotos devoradores, que apareciam em nuvens e atacavam as poucas plantações da Palestina foi à espécie que João encontrou no deserto e serviu de alimento para saciar a sua fome. O texto de Joel 1,4 narra à presença desta praga em Israel:

 

“4 O que o gazam deixou, o gafanhoto o devorou! O que o gafanhoto deixou o yeleq o devorou! O que o Yeleq deixou, o hasil o devorou” (Joel 1,4) Bíblia de Jerusalém.

 

A forma de preparação da “locustra ou gafanhoto” no cardápio dos antigos:

 

Eram cortadas as cabeças e pernas desses insetos, que depois de secados ao sol era salgado e servido com uma espécie de "manteiga" (naturalmente não é a manteiga que usamos hoje), mas era uma espécie de gordura vinda do leite). Hoje temos o conhecimento, pelo dizer dos nutricionistas que este alimento é muito rico em proteínas, cerca de 75% são proteínas. Não sabemos se o sabor era apetitoso, mas o sustento do organismo humano como alimento era muito grande ao comer gafanhotos.

 

Concluindo:podemos conhecer os segredos da vida nos hábitos de João Batista. Vivendo uma vida simples, sem desperdício de alimentos nos aproximamos dos caminhos de Deus. Com facilidade abriremos nossos olhos para observar, viver, conhecer e praticar a Palavra de Deus que esta no coração.

1380 visitas

Nenhum comentário

Postar o primeiro comentário