Uma janela sobre o mundo bíblico

Quero saber mais sobre a vida de Balaão. Quem ele foi? Quantos anos viveu?



  • Pergunta de Ferrnanda, Rio de Janeiro
  • 59170
  • 21
  • 20/04/2012
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Balaão


Olá Fernanda do Rio de Janeiro / RJ!

 

Balaão, um profeta pagão ou um profeta de Deus?

Balaão é uma figura misteriosa (Nm 22-24), as informações que temos dele é a aquilo que o texto bíblico nos apresenta. Para responder a pergunta, Fernanda, vamos examinar o texto bíblico.

Sabemos que Balão era um Profeta de Deus. Mas a leitura dos textos nos sugere como era a ligação entre Deus e o profeta Balaão. Lendo os capítulos 22-24 do livro dos Números temos uma certeza que o Espírito do Deus veio sobre ele, e ele profetizou sobre o futuro do povo de Deus e a vinda do Messias (Nm 24,1-9, 17-19). Embora Balac, rei de Moab, pediu que Balaão amaldiçoasse o povo de Israel, ele possuía uma certeza de que este povo era protegido e abençoado por Deus. Deus já tinha entrado em contato com Balaão e revelou Seu plano e ação de profeta.

Aos mensageiros de Balac o profeta Balaão disse:

“Mesmo que Balac me desse o seu palácio cheio de prata e de ouro, eu não poderia fazer coisa alguma, grande ou pequena, que vá além da ordem do Senhor, o meu Deus” (Nm 22,18).

Nesta passagem bíblica temos o conhecimento que Balaão se convertido para Deus, o Deus de Israel, e O adorava plenamente, sem restrições. Não temos conhecimento, quando e como isto aconteceu , mas sabemos que Balaão se tornou um profeta de Deus.

 

Por dois motivos Balãao é misterioso e enigmático.

- primeiro ele estava a serviço de um Rei Balac que queria que ele amaldiçoasse Israel, o povo do Senhor

- segundo lugar, ele mistura o serviço profética ao Deus de Israel com suas antigas práticas pagãs. Estava Balaão combinando a adoração à Deus verdadeiro com práticas rituais pagãs de outros deuses.

 

Qual o ensinamento desta História.

Descobriremos que a importância desta história não é saber mais de Balaão, mas descobrir sua finalidade dentro do livro de Números. Três considerações vem até nós:

Primeira, a narrativa mostra que não há outro Deus como o Deus de Israel. Balaão era convicto que Javé é o único e que a bruxaria é ineficaz com ele. Balaão se convenceu que unicamente poderia dizer o que Deus colocará em sua boca, e que ele era incapaz de falar o que Balac solicitara. Em seu terceiro oráculo Balaão se colocou à disposição de Deus. Foi este momento em que o Espírito desceu sobre ele.

Em segundo lugar, a história narrada no livro dos números demonstra que o povo de Deus é invencível. As forças do mal nada podem contra aqueles que são abençoados pelo Senhor. Deus revela-se como o líder militar do seu povo de um exército vitorioso marchando em direção a Canaã.

Em terceiro lugar, através da narrativa, Deus dá a conhecer aos pagãos o seu plano para com seu povo Israel. O profeta Balaão indica o momento em que, Israel seria vitorioso sobre todos os seus inimigos e ser capaz de viver em paz (Nm 24,8, 9). Balão a época da exaltação do reinado de Israel (versículos 8, 17-19).

Em resumo esta história ensina para o povo de Deus que vive hoje, que a força de Deus esta com eles reafirmando a confiança no Salvador e Senhor. A visão de Balaão torna claro o ensinamento que com o poder e a força de Deus, Israel seria vitorioso sobre os inimigos e seria capaz de viver pacificamente (Nm 24,8-9). Balaão previu uma época em que o Rei de Israel e o seu reino seria exaltado (Nm 8, 17-19). Concluindo podemos afirmar que a mensagem desta história se aplica com igual força para povo de Deus hoje, que é fiel a sua palavra e reafirma a confiança em nosso Salvador e Senhor.

 

Nota: Conforme o periódico Biblical Archaeology Review (setembro/outubro de 1985), foi encontrado nas escavações no Tel Deir Alla uma notável confirmação de que Balaão realmente existiu. “Segundo testes, as inscrições encontradas datam de cerca de 800 a.C.

O texto bíblico fala como Balaão foi morto a fio da espada e não consta a sua idade.

“Quanto a Balaão filho  de Beor, advinho, os filhos de Israel o passaram a fio de espada juntamente com aqueles que o haviam matado”(Nm 13, 23).

59170 visitas



21 comentários

Postar um comentário

  • joliane (Maranhão) - 30/11/2015

    Reconhecer que Deus é poderoso, nem sempre é sinônimo de conversão. Nos capítulos 22 e 23 do livro Número, há evidências de que ele conhecia o Deus todo Poderoso de Jacó, provavelmente os Moabitas também conhecessem, pois eram descendentes de Ló, sobrinho de Abraão (lembrem que a família de Ló hospedou anjos e testemunharam a destruição de Sodoma doa e Gomorra). Além do mais, naquela região Deus já havia se manifestado muitíssimo, para confirmarmos isso, basta lermos as histórias dos patriarcas, sem contar nos de...

  • Maryse (Sp) - 27/11/2015

    Eu gostaria de saber quantos anos Balaão tinha quando conversou com uma jumenta!!! Kkkkk a jumenta entendia bem o hebraico.

  • Patrick (Rio de Janeiro) - 27/11/2015

    Números, 23:23 - Contra Jacó, pois, não há encantamento, nem adivinhação contra Israel. Agora se dirá de Jacó e de Israel: Que coisas Deus tem feito! Números, 23:21 - Não se observa iniqüidade em Jacó, nem se vê maldade em Israel; o senhor seu Deus é com ele, no meio dele se ouve a aclamação dum rei; O encantamento de Balaão não pegou em Israel, pois não havia iniquidade, com certeza eles tinham falhas involuntárias, contudo uma pessoa em que não há iniqüidade se caracteriza que por intermédio da graça se es...

  • Patrick (Rio de Janeiro) - 27/11/2015

    3 verdade: Balaão vai está entre os que diz o texto : “No dia do Juízo muitos me dirão: ‘Senhor, Senhor, não profetizamos a seu respeito, e usamos o seu nome para expulsar demônios e para fazer muitos milagres?’ 23. Mas eu responderei: ‘Vocês nunca foram meus. Vão embora, porque as suas obras são más’. (Mateus, 7) #Os dons não vão valer de nada em relação a salvação, mais sim a santificação do homem para com Deus, fazendo a sua vontade ao invés da nossa. #Deus usou até mesmo a Ciro que era adorador de falsos d...

  • Patrick (Rio de Janeiro) - 27/11/2015

    2 verdade: Balaão estava pedindo (no monte) ao Deus Verdadeiro permissão para lançar um encantamento no povo de Israel, mas contra Jacó não vale encantamento! : Números, 24:1 - Vendo Balaão que parecia bem aos olhos do Senhor que abençoasse a Israel, não foi, como era costume, ao encontro dos encantamentos, mas voltou o rosto para o deserto.

  • Patrick (Rio de Janeiro) - 27/11/2015

    1 verdade: Balaão mexia com encantamento, e cobrava pelo seu trabalho, ele também era conhecido da população de sua época como aquele que através do encantamento ele tinha capacidade de amaldiçoar, confira o texto de respaudo: Números, 22:7 - Foram-se, pois, os anciãos de Moabe e os anciãos de Midiã, com o preço dos encantamentos nas mãos e, chegando a Balaão, referiram-lhe as palavras de Balaque.

  • Cleones (Itapuranga) - 04/09/2015

    Amados quero vos dizer que Balaão foi levado pela cobiça, e a cobiça tem derrubado muita gente, por isso está escrito não cobiçaras (Gen 20 v 17; Tiago 1 v13-15), quando alguém for tentado jamais devera dizer, "estou sendo tentado por Deus", porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo a ninguém tenta, mas ao contrario, cada um é tentado pela sua própria cobiça,quando está o atraí e o seduz. Então, a cobiça, depois de haver concebido, dá á luz o pecado, e o pecado, uma vez consumado, gera a morte. Ba...

  • Pierre Eloy (João Pessoa) - 24/08/2015

    Balaão era filho de Beor, que era algum tipo de autoridade na cidade de Petor, localizada junto ao rio Eufrates. Sem dúvidas, mesmo não sendo israelita, ele era profeta do Senhor. Como descrito em Nm 22:18, onde se recusa a receber ouro e prata, de modo a desagradar aquele que fez questão de chamar de "O Senhor, meu Deus". Certamente, a usura deve ter tomado conta de seu coração, podendo ter sucumbido ao ouro e a prata, para aconselhar as filhas dos midianitas a seduzirem os filhos de Israel, conforme descritas em ...

  • Peter (Maceió) - 10/04/2015

    Existe um grave equívoco nesse texto. Balaão pode ter sido usado por Deus, mas nunca se converteu. Em Números 25:1-8, há o relato de como os israelitas se envolveram no culto a divindades da fertilidade em Peor. Em Números 25 não se alude a Balaão. Mas, por outros textos, somos informados que ele esteve em Peor, dando \"conselhos\" às mulheres para atrair os israelitas ao culto dos deuses da fertilidade (Números 31:16). Segundo Apocalipse 2:14, ele sugeriu a Balac para atrair os israelitas com o auxílio das filhas ...

  • Ana Rosa (Sao Vicente Ferrer) - 12/03/2015

    Eu acredito que Balaão era convertido mas deixou ser levado pelo prêmio da impiedade e que esta pratica dele,sirva para todos quantos serve ao Senhor

  • Paulo Sérgio Gonçalves (Niteroi) - 05/03/2015

    Pelo pouco que eu li em um estudo Descobri que Balaao era filho de Beor Ele se orgulhava em falar o nome de seu Pai No entanto ele conhecia liturgicamente ao Senhor e também sua lei e poder,ou seja balaao era Príncipe sem nação nem reino,não se sabe muito dele,ele poderia já que conhece ao Senhor,ser um Rei,com Um pouco de conhecimento celestial virou pedra de tropeço para Israel,e quem desobedece mesmo conhece ndo ao Senhor e seu poder,tornasse um Feiyticeiro,foi oque ele foi,um feiticeiro covarde.oportunistas...

  • Jean Patricio (Ibicuitinga) - 20/02/2015

    Muitas vezes Deus usa até os que não andam em retidão com ele, para que se cumpra os seus propósitos. Creio eu que isso aconteceu nessa ocasião com Balaão. Outro exemplo é o citado abaixo. E Caifás, um deles que era sumo sacerdote naquele ano, lhes disse: Vós nada sabeis, Nem considerais que nos convém que um homem morra pelo povo, e que não pereça toda a nação. Ora ele não disse isto de si mesmo, mas, sendo o sumo sacerdote naquele ano, profetizou que Jesus devia morrer pela nação. E não somente pela nação, ...

  • carlos (cascavel) - 14/12/2014

    Muito bom texto, significado adivinho:s.m. Pessoa que se supõe dotada da faculdade sobrenatural de descobrir segredos, de predizer o futuro. Ou seja é errado dizer que era adivinho pois se prestar atenção Deus visita ele mandava recados atraves dele e falou para ele nao amaldiçoar o povo de Israel, levando a entender que Deus deu esse poder de abençoar ou amaldiçoar pois do contrario porque Deus teria o trabalho de ir ate ele para instrui-lo a não fazer tal ato??

  • paulo cristo (BETIM MG) - 19/10/2014

    O texto nos relata que um homem de Deus, se desviar da verdade e se corromper pode ser usado pelo inimigo. Nos mostra o que nós não devemos fazer. Ou seja seguir a doutrina de Balaao. Um abraço a todos . Que DEUS nos de muita sabedoria.. O texto de referência é Nm 31.

  • Filipe Carvalho (Itaborai) - 19/09/2014

    Balaão era simplesmente um feiticeiro, muita gente se apega a esta palavra Deus não é homen para que minta e nem filho do homen para que se arrependa bla bla bla. ai vai la em genesis e puxa e se arrependeu Deus de ter feito o Homen. quem colocou as primeiras palavras simplesmente um feiticero não devemos da creditos a isso texto sem contexto = eresia

  • NEYLANE (ITUPEVA) - 14/07/2014

    jonatas de salvador leia II PEDRO 2:15-16

  • VALDECINO JAIME DA SILVA (PAVUNA- RJ) - 24/06/2014

    !! EU GOSTEI, DESTA INTERPLETAÇÃO.!!! CONCORDO COM OQUE FOI EXPOSTO LEVAME CRER QUE GUALQUER UM PODE SER USADO . BASTA SER CONVERDTDO. BOM DIA!!!!

  • darcio lima araujo (taboao da serra) - 18/06/2014

    gostei da interpletação , balao era prefeta de Deus , e nao falço profeta mas se deixou levar pelos premios de balac(judas ,verc11), o povo de Deus é guardado mesmo quando eles nao sabem,Deus permanece fiél para os guardar

  • Jonathas cruz Sales (Salvador ) - 31/05/2014

    Olá quero deixar claro que Balaão não era profeta e sim um adivinho. O objetivo da palavra é mostrar como um falso religioso provoca estragos na obra de Deus.

  • Giancarlo (Belo Horizonte) - 19/05/2014

    Bom estudo, mas a referência de Números 13 esta errada.

  • Paulo Heleodoro de Araújo Júnior (Mesquita RJ) - 06/05/2014

    O estudo mostrado é coerente e Biblicamente correto. G&p.