Uma janela sobre o mundo bíblico

Moisés morreu ou foi arrebatado? E quais os nomes dos profetas arrebatados e como foram arrebatados?



  • Pergunta de Ana da Silva, Natal
  • 142994
  • 14/04/2012
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Arrebatamento | Moisés |


Ana, Moisés morreu antes de entrar na Terra Prometida, no Monte Nebo. O Monte Nebo fica na atual Jordânia e de lá, onde atualmente existe um santuário, podemos ter uma vista espetacular da planície do Jordão e também da cidade de Jericó. A morte de Moisés, segundo Deuteronômio 32, é um castigo, pois, diz Yahweh:

"Fostes infiéis a mim no meio dos israelitas, junto às águas de Meriba-Cades, não reconhecendo a minha santidade no meio dos isarelitas. Por isso contemplarás a terra à tua frente, mas não poderás entrar nela" (Deuteronômio 32,51-52).

A morte de Moisés é contada em Deuteronômio 34,5-7: Assim diz o texto:

E Moisés, servo de Yahweh, morreu ali, na terra de Moab, conforme a palavra de Yahweh . E ele o sepultou no vale, na terra de Moab, defronte a Bet-Fegor; e até hoje ninguém sabe onde é a sua sepultura. Moisés tinha cento e vinte anos quando morreu; sua vista não havia enfraquecido e seu vigor não se esgotara.

 

Apesar dessa narração sobre a sua morte, há alguns elementos que criaram, nos séculos, suposições e chegam a influenciae também alguns de nós hoje. No próprio texto trascrito acima, há dois elementos, digamos, estranhos.

  1.  "até hoje ninguém sabe onde é a sua sepultura". Os povos antigos tinham uma grande estima pela sepultura. A memória é um elemento de suma importância e a sepultura faz com que a memória se torne algo material. Abraão, por exemplo, tem sua sepultura em Hebrão. Não saber onde é a sepultura de Moisés é algo lamentável e pode ter feito alguns pensarem que ele não tenha morrido. No deserto de Judá, em Israel, existe um local que a os muçulmanos veneram como o túmulo de Moisés, mas não tem fundamentação histórica.
  2. "E ele o sepultou no vale". Ele aqui significaria Yahweh. Embora alguns manuscritos tragam, invés "eles o sepultaram", o texto que temos dá margens a idéias diversas.

Além desses dois pontos, temos presente também o encontro de Moisés, junto com Elias, com Jesus, sobre o monte Tabor, na transfiguração de Cristo (Marcos 9,3-5). Como veremos abaixo, Elias é um personagem que não teria morrido, que foi arrebatado aos céus. E se Moisés aparece a Jesus junto com ele, pode significar que está na mesma condição.

 

A morte de Moisés em outros escritos

O problema do que aconteceu com Moisés se agrava se tomamos em consideração outros textos, sobetudo o Apócrifo "Assunção de Moisés". Existem vários apócrifos, que não consideramos como fonte inspirada, mas o problema é que esse apócrifo parece ser citado em Judas 9, que diz:

E, no entanto, o arcanjo Miguel, quando disputava com o diabo, discutindo a respeito do corpo de Moisés, não se atreveu a pronunciar uma sentença injuriosa contra ele, mas limitou-se a dizer: "O Senhor te repreenda".

A breve carta de Judas não tem como objetivo falar de Moisés, mas apenas cita a tradição apócrifa quando fala dos falsos doutores, de suas blasfêmias. Essa tradição viria do apócrifo conhecido como "Testamento de Moisés". Esse apócrifo, escrito no primeiro século da era cristã, contém indicações de Moisés, que está prestes a morrer, a Josué, com profecias sobre o futuro da nação hebraica até o reino de Herodes. No texto que temos hoje, não existe mais menção a essa disputa pelo corpo de Moisés, entre o diabo e o arcanjo Miguel. Mas provavelmente fazia parte desse apócrifo, pois os Padres da Igreja mencionam esse apócrifo e lembram dessa história, assim como faz a Carta de Judas.

 

Personagens arrebatados ao céu

Como acenamos acima, Elias é tido como "arrebatado" aos céus, isto é, não morreu, mas foi levado, num carro de fogo, para os céus. Está escrito em 2Reis 2:

E aconteceu que, enquanto andavam e conversavam (com Eliseu), eis que um carro de fogo e cavalos de foto os separaram um do outro, e Elias subiu ao céu no turbilhão (2Reis 2,11).

Outro personagem, menos conhecido por nós, que a Bíblia retém como elevado para os céus é Henoc (ou Henoque), pai do conhecido Matusalém. Lemos em Gênesis 5:

Toda a duração da vida de Henoc foi de 365 anos. Henoc andou com Deus, depois desapareceu, pois Deus o arrebatou (Gênesis 5,23-24).

Embora nós conheçamos mais Elias do que Enoc, este último era muito famoso no ambiente bíblico. Tem grande importância os livros apócrifos de Enoch, citados até pelo Novo Testamento, em Judas 14-15.

A estima por Enoc é palese em algumas passagens bíblicas. lemos em Eclesiástico 44,16:

Henoc agradou ao Senhor e foi arrebatado, exemplo de conversão para as gerações.

E sobretudo em Eclesiástico 49,14:

Ninguém sobre a terra foi criado igual a Henoc, ele que foi arrebatado da terra.

E mesmo no Novo Testamento, em Hebreus 11,5, o personagem é louvado:

Pela fé Enoc foi trasladado para não ver a morte, e não foi achado, porque Deus o trasladara; visto como antes da sua trasladação alcançou testemunho de que agradara a Deus.

142994 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook