Uma janela sobre o mundo bíblico

Por que Jesus fala, quando está morrendo na cruz, mulher eis ai teu filho e, ao discípulo, eis ai sua mãe?



  • Pergunta de Maria de Fátima Queiroz , Sorocaba - SP
  • 80128
  • 12/03/2012
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Maria, mãe de Jesus | Maria, mãe de Jesus | João


Olá Maria de Fátima Marques de Queiroz de Sorocaba / SP!

Encontramos esta passagem significativa de Maria aos pés da Cruz no evangelho de João. (João 19,26-28)

Esta terceira frase de Jesus na cruz: "mulher, eis aí o teu filho. Depois disse ao discípulo (para o apostolo João): eis aí a tua mãe..."Se entende como Jesus entregando a Sua amada mãe aos cuidados do apostolo João, também chamado discípulo amado que a partir daquela hora, a recebeu em sua casa. Jesus, não obstante as Suas dores físicas e morais, no martírio da cruz pensa em Sua mãe, não quer deixa-la sem proteção, sua Mãe, precisava de proteção.

Maria, mãe de Jesus não podia ajudar ninguém, nesta hora de dor e sofrimento, mas precisava de amparo, ela devia estar com a idade de 48/49 anos, fazendo o cálculo que Jesus morreu com a idade de 33 anos e meio.

Alguns exegetas interpretam o fato de João chamar mulher para Maria mãe de Jesus da seguinte forma: “em Israel existia a lei do cunhado, isto é se um homem morre sem ter filhos o irmão mais novo deveria casar com a viúva e suscitar descendência. Os filhos que nasceriam seriam filhos do irmão falecido. Nesta perspectiva interpreta-se o episódio da mãe de Jesus, e do discípulo amado aos pés da cruz. Se considerarmos a mãe de Jesus representante da antiga aliança que permanece fiel a Deus. O discípulo amado representa o novo povo de Deus, a comunidade que aceita Jesus. Como descendência o discípulo amado, deverá acolher Maria em sua casa, isto é o povo fiel da Antiga aliança e suscitar descendência para Jesus. E desta hora em diante o discípulo recebeu em sua casa”. (conforme J. Bortolini, Como ler o Evangelho de João, o caminho da vida, Paulinas, 1994, pag.181-182).

A tradição da Igreja Grega Ortodoxa, afirma que a partir desta entrega que Jesus faz de sua Mãe Maria a proteção do evangelista João eles foram morar nas cercanias da cidade de Efeso (atual Turquia). Hoje se pode visitar uma pequena Igreja, a 5 Km de Efeso nas montanhas que conserva a casa de Maria. Conforme texto, da radio BBC de Londres na visita do Papa Bento XVI, em 2006 na Turquia: “Papa reza missa na 'casa onde Virgem Maria morreu'. No segundo dia de sua visita à Turquia, nesta quarta-feira, o papa Bento XVI rezou uma missa na cidade histórica de Éfeso, no local onde se acredita que tenha sido a última residência da Virgem Maria”.

O fato descrito de Jesus morrendo na cruz mostra quanto Maria sonhara de bom para seu filho Jesus e, agora aos pés da cruz, via-O nesta situação calamitosa! Era demasiado constrangedor e duro para ela, mas estava próxima a alegria da manhã da ressurreição. Jesus ressuscitaria e permaneceria vivo e poderoso, não só para Sua mãe Maria e Seus discípulos, mas para todos nós que cremos na ressurreição.

80128 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook