Uma janela sobre o mundo bíblico

Como morreu a mulher do profeta Ezequiel?



  • Pergunta de Letícia, Guarujá
  • 62695
  • 15/11/2011
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Ezequiel


Olá Letícia!  de Guarujá

Vamos encontrar esta passagem de Ezequiel que fala da morte de sua esposa no conjunto de três ilustrações que vão explicar a queda de Jerusalém: duas meretrizes, uma panela e um viúvo e outras mensagens de castigos merecidos no texto de Ezequiel 23,1 – 24,27.

 

O texto mostra a mensagem de Deus através de Ezequiel na qual Deus reforça sua mensagem, indica os motivos e faz entender o porquê do castigo ao povo que se mostrava tão rebelde. Aparecem nos capítulos, três ilustrações que explicam sobre a queda de Jerusalém. Na primeira, ilustração ele compara Israel e Judá a duas irmãs adúlteras e mostra que este pecado é grave levará ao castigo e a morte Jerusalém e seus habitantes. Na outra ilustração, os habitantes de Jerusalém são comparados à carne colocada em numa panela enferrujada e estragada, uma panela que não pode ser purificada mesmo se levada ao fogo.

E a ultima ilustração motivo desta pergunta e resposta é usada a morte da mulher de Ezequiel para mostrar a destruição do templo, o orgulho dos habitantes de Jerusalém frente aos outros povos e a delícia dos olhos do povo.

 

As circunstâncias da Morte da Mulher de Ezequiel Representa a Destruição do Templo (Ez 24,15-27)

Das três ilustrações citadas anteriormente esta que fala das circunstâncias da morte da mulher de Ezequiel é a mais dramática em seu trabalho de profeta e a mais difícil. Deus falou para Ezequiel que a sua mulher ia morrer de repente, e que ele não poderia lamentar por ela (Ez 24,15-17)

“Pela manhã, ele falou ao povo e, à tarde, a mulher dele morreu. No dia seguinte, ele fez o que Deus mandou e não lamentou pela mulher” (Ez 24,18)

“Quando o povo perguntou sobre o significado de tudo isso, ele explicou (Ez 24,19-24)

“Deus falou que ele tiraria a “delícia” dos olhos do povo – o templo em Jerusalém, em e os filhos deles seriam mortos” (Ez 24,19-21)

O texto do profeta ainda continua: “Ezequiel não teria outras revelações de Deus até chegar um mensageiro com a notícia da destruição do templo” (Ez 24,25-27)

 

Concluindo:

Ezequiel não poupou esforços para mostrar ao povo a justiça de Deus que estava na iminência de ser aplicada e tentava chamar o povo rebelde ao arrependimento sincero. As ilustrações vistas acima foram tentativas de avisar o povo, chegando até ao ponto de aceitar, sem lamentações expostas, a morte de sua mulher.

Entretanto já era tarde demais para salvar os moradores de Jerusalém, mas Ezequiel ainda lutava para resgatar alguns dos restantes entre o

62695 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook