O que diz a Bíblia sobre o divórcio?

Pergunta de Silvio | Pierre | Rildo | Messias | Rodrigo, Belém | São Vicente | Osasco | Vitória da Consquista | Boston
Resposta de Luiz da Rosa, em 12/01/2008


Leia mais sobre Casamento Mateus


Embora já tenhamos tratado do assunto (veja aqui), o tema do casamento, do divórcio e da vida a dois em geral é muito comum entre as perguntas do nosso site.

Há várias perguntas, elencadas abaixo, que aproveito para responder com um mesmo texto:

* Rodrigo, de Bostom, pergunta: Estamos juntos há um ano, mas não somos casados legalmente. Isso é pecado? Quero que mostrem na Bíblia o que Deus fala sobre isso;

* Messias, de Vitória da Conquista: Pode o divorciado casar de novo?

* De Diadema, Rildo questiona: Gostaria de saber se é pecado se divorciar.

* Pierre, de São Vicente: É lícito ao homem cristão ou não cristão se casar mais de uma vez?

*E, finalmente, Silvio, de Belém, diz: Tenho uma duvida ainda muito grande em relação ao divórcio. Já li vários artigos e a própria Biblia, mas parece que sempre a dúvida aumenta. Eu casei com uma prima e desde o começo o nosso casamento foi mal; já casamos com ela grávida. Hoje, sou convertido a Cristo e nos divorciamos. Quero saber: foi certo me divorciar? Posso casar de novo?

Primeiro de tudo gostaria de sublinhar uma premissa importante. A Bíblia foi escrita dentro de um período cujo contexto é importante analisar. Naquele tempo existia o problema do divórcio, mas não existia, por exemplo, o problema da convivência, sem nenhuma implicação legal. A Bíblia é muito vital e o cotidiano faz parte daquilo que diz; porém trata dos problemas concretos do tempo em que foi escrita e não apresenta soluções diretas aos problemas atuais. Apresenta linhas guias a partir das quais podemos (e devemos - nós que cremos!) resolver os novos problemas de hoje, mas não vamos encontrar, claramente, uma solução, por exemplo, para a questão daqueles que convivem (número que aumenta cada vez mais) sem contrair matrimônio. Não podemos, nunca, pensar a Palavra de Deus como um manual onde encontramos o problema e a respectiva solução. Ela precisa ser refletida e então vivida.

Vamos ver dois textos fundamentais da Bíblia sobre o casamento, sobre a vida comum entre homem e mulher.

Gênesis 2,18-24: Deus, depois de ter criado o homem, julga que não é bom que o homem esteja só. Por isso cria a mulher, da costela do homem. Então o homem exclama: Esta, sim, é osso de meus ossos e carne de minha carne! Ela será chamada ‘mulher’, porque foi tirada do homem! . Nos versículos 24 diz: Por isso um homem deixa seu pai e sua mãe, se une à sua mulher, e eles se tornam uma só carne.

Mateus 19,3-9: Alguns fariseus se aproximaram dele, querendo pô-lo à prova. E perguntaram: “É lícito repudiar a prórpria mulher por qualquer motivo?” Ele respondeu: “não lestes que desde o princípio o Criador os fez homem e mulher? E que disse: Por isso o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher e os dois serão uma só carne? De modo que já não são dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, o homem não deve separar”

Eles, porém, objetaram: “Por que, então, ordenou Moisés que se desse carta de divórcio quando repudiase?” Dele disse: “Moisés, por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres, mas no princípio não era assim. E eu vos digo que todo aquele que repudiar sua mulher – exceto por motivo de fornicação – e esposar outra, comete adultério.”


O primeiro texto, recordado também no texto de Jesus, fundamenta a relação entre homem e mulher. A mulher não é estranha ao homem, mas se complementam: é parte de sua carne. Em hebraico existe um jogo de palavra, que não aparece em português (homem e mulher em hebraico é ish e isha). O nome sublinha a união, a raiz comum, que existe entre os dois.

Poderíamos dizer que esse texto do Gênesis dá uma base antropológica, sem oferecer nenhuma recomendação moral. Na verdade, não é bem assim, pois dessa base ‘antropológica’ deriva a regra de comportamento. De fato, é dessa forma que pensa Jesus.

O texto de Mateus tem como pano de fundo uma controvérsia entre os judeus do tempo de Cristo. Entre eles, haviam alguns que toleravam o divórcio e outros que não o aceitavam. Há vestígios de uma clássica discussão entre dois mestres daquele tempo, Hilel e Shamai, sobre os motivos que justificavam a separação. De fato, no Antigo Testamento, na lei de Moisés, o homem pode se divorsiar de sua esposa, conforme é descrito em Deuteronômio 24, por qualquer motivo (se ela não encontra mais graças aos olhos do homem). Sobre essa questão intervém Jesus.

O ensinamendo de Jesu é bastante claro e sublinha a indissolubilidade do matrimônio. É verdade que em Mateus, em 19,9, o texto insinua que se pode repudiar a mulher em caso de “fornicação”, mas a tendência é dizer que essa exceção é um tipo de concessão temporária dada à comunidade judaico-cristã de Mateus, visto que nos outros textos paralelos que falam dessa passamgem (Marcos 10,11s; Lucas 16,18 e 1Coríntios 7,10s) não se acena a nenhuma exceção.

É preciso também entender o que significa “fornicação”, “porneia” em grego. Alguns dizem que se trata de fornicação no casamento, isto é, adultério, e então sustentam que esse texto fundamenta a permissão de divorciar em casos semelhantes, como acontece com as Igrejas ortodoxas e algumas protestantes. Os exegetas, invés, defendem que se fosse esse o sentido, o evangelista teria usado uma outra palavra no lugar de porneia, ou seja, moicheia. Porneia tem aqui provavelmente o sentido de zenut (prostituição), termo técnico usado pelos judeus para indicar toda união considerada incestuosa por causa de um grau de parentesco proibido pela Lei, conforme escrito em Levíticos 18. Tais uniões, consideradas incestuosas pelos judeus, podiam ser consideradas legais no ambiente pagão. O problema ocorria quando esses pagãos se convertiam ao cristianismo próximo ao judaísmo, que dava origem aos assim chamados judeus-cristãos. Para ir ao encontro a pessoas legalistas provavelmente a comunidade de Mateus tenha permido a separação nesses casos. Além dessas idéias, há quem diga que essa excessão tenha a ver com as ‘uniões sem casamento’ e, então, nesses casos a separação seria permitida, mas precisaríamos ter mais argumentos para tal teoria.

Lendo também as outras passagens no Novo Testamento é evidente que o casamento é considerado como algo permanente, que dura por toda a vida. Essa é a realidade, o fundamento sobre o qual deveríamos basear o nosso comportamento.

Talvez poderíamos parar por aqui a discussão desse tema e deixar a cada um a tarefa de medir-se com os seus próprios limites, com suas próprias falências. Porém creio ser importante fazer algumas considerações, digamos, a nível pastoral.

Cada igreja tem uma legislação diferente sobre o casamento. Basta pensar que um dos problemas à base da Igreja Anglicana existe exatamente essa questão. A Igreja Católica é muito intransigente e não discute a possibilidade de divórcio: alguém pode casar uma segunda vez somente em caso de morte de um dos cônjuges. Há, porém, a possibilidade que um matrimônio seja julgado nulo por um tribunal eclesiástico e nesse caso tanto o homem quanto a mulher são livres e podem contrair novo matrimônio, pois o primeiro não aconteceu. Isso pode acontecer quando existe possibilidade que houve influências externas e que o casamento não foi algo livre, por exemplo. Tais processos podem ser apresentados através de conversas com o próprio pároco, que conduz o caso ao tribunal eclesiástico. Para os católicos, sugiro consultar uma página de um canonista, onde há alguns artigos sobre esse tema (Fr. Ivo Muller).

O problema do divórcio em si não existe. Também na Bíblia parece pacífico que o casal possa se deixar, cada um seguindo a sua estrada. De fato, se um matrimônio não dá certo, não creio que é vontade de Deus que duas pessoas vivam infelizes, suportando-se por toda a vida. A dificuldade nasce a partir do momento em que se deseja casar com outra pessoa.

Quando às convivências, condivido um pensamento, mas reconheço que é uma opinião muito pessoal e, portanto, limitada. Na maioria das vezes existe uma inércia e/ou medo de assumir a própria situação. Muitos dizem que não casam, pois as questões burocráticas são complicadas ou existe a necessidade de ter que festejar. Às vezes isso acontece, mas o casamento pode ser um ato simples, sem as pompas exigidas pelo capitalismo, que também invadiu esse setor da nossa vida. Creio que se existe amor e vontade de viver juntos, não há por que não oficializar tal decisão; trata-se de um ato de coragem e ao mesmo tempo de respeito por si mesmo e, sobretudo, pelo outro/a. É claro que nem sempre as leis e os impedimentos permitem tal procedimento, mas quando não há problemas, vale esse conselho.

Gostaria de terminar dar uma palavra de esperança. A misericórdia de Deus é um tema constante na Bíblia. Não é uma regra e nem mesmo uma garantia para podermos pecar. Deus condiciona a própria misercórdia, respeitando a liberdade humana, à própria vontade individual ao reconhecimento da própria pequenez e à fé em Deus. Se pensamos em Maria Madalena, que segundo as leis da Bíblia deveria ser lapidada (veja Deuteronômio 22), não podemos não crer no perdão dado por Deus. E sobretudo, ai de nós que julgamos, simplesmente com a intenção de condenar. O segundo casamento é uma falta e não são poucas as vezes que pecamos. Temos, contudo, um Pai pronto para nos acolher, de braços abertos, porém esperançoso que mudemos de vida e nos convertemos.


2220 visitas

43 comentários

Postar um comentário

  • emily (lisbon) - 21/12/2013

    Obrigado Dr. abubakar de abubakartempleoflove@yahoo.com você é o melhor soletrar rodízio que eu já vi na minha vida o feitiço você escalado para mim tem um trabalho muito perfeitamente meu ex-namorado que me deixou por mais de três semanas agora é de volta e pedindo desculpas para mim voltar para ele que ele é muito triste para a dor que ele me custou e eu estou tão feliz Doctor seu feitiço é bom e me faz preencher vivo novamente eu vou manter você compartilhar um bom trabalho em todo o mundo cerca de o bom f...

  • vicky (Barcelona) - 05/03/2013

    OLÁ para os meus amigos lá fora, eu estou testemunhando sobre o bom trabalho de um homem que me ajude ele tem sido um inferno a partir do dia em que meu marido me deixou eu sou uma mulher com duas crianças meu problema declarados quando o pai dos meus filhos eu nunca viajar ajudar ele estava vivendo, mas como menos duas semanas eu não definir o meu olho no meu marido eu tento ligar, mas ele não foi levado a minha chamada algumas semanas ele me chamou dizendo que ele encontrou o amor onde alguns fácil no início eu n...

  • MARIAN (Chicago) - 22/02/2013

    Olá meu nome é Mariana eu sei lançador de magias de renome, que me ajudou quando eu tive problema com o meu namorado, se você precisa de um lugar certo para resolver seus problemas de contato DR OKORO SPELL templo é a escolha certa. ele é um grande homem que foi lançando feitiços com anos de experiência. ele lançar feitiços para diferentes fins como (1) Se você quiser que o seu ex-costas. (2) se você sempre tem pesadelos. (3) Você quer ser promovido em seu escritório. (4) Você quer que as mulheres / homens a ...

  • Isaias (Botucatu) - 11/01/2013

  • VALDECIR DIAS (BAURU) - 30/10/2012

    PAZ A TODOS, QUERO ESTERNAR MINHA OPINIÃO SOBRE O ASUNTO MUITO DELICADO,MAIS POREM NECESSARIO NESSES ULTIMOS DIAS ANTECEDENTE A VOLTA DE JESUS,AS CONSTITUIÇOES ESTÃO FACILITANDO DE MAIS A SEPARAÇÃO,MAIS PARA NOS CRISTÃO, A PALAVRA DE DEUS É ESSA , GEN 2-24 O QUE DEUS AJUNTOU NÃO SEPARE O HOMEM, ESSE É O PPROJETO DE DEUS INDISSOUVEL, NÃO TEM COMO SEPARAR , SÓ A MORTE, DEUS ODEIA O DIVORCIO E O PLANO DELE PARA NÓS E DE VIDA E PAZ, LEIA 1COR 7:39 , NOVO CASAMENTO SÓ COM A MORTE DE UM.CREIA .

  • ROSENO (TAMARANA-PR) - 29/10/2012

    veja um exeplo.muitas pessoas nao aceitam o divorcio .eu tambem não...mais quando alguem é traido.então como sentir o mesmo amor.? te uma igreja que o regulamento dela diz . que não pode se-separar nem divorciar...mais sim devem orar para que Deus venha a matar o conjugue..então o que voces acham disso ?

  • ad (colatina) - 01/02/2012

    ...ou até que o amor reine no lar e eles vivam felizes para sempre.

  • mary (são paulo) - 31/01/2012

    A ordem é essa:: sejam felizes até que RICARDÃO os separe,ou até que a vagaranha os separe ou até que a rotina os separe ou até que a miséria os separe ou

  • lisanto (Natal) - 27/11/2011

    Eu vejo todo desintendimento entre os seres humanos como falta de educação. Assim falo, porque se fizermos uma análise do que representa trocar uma pessoa por outra poderemos concluir que estamos trocando seis por meia dúzia. Assim digo porque se trocarmos uma pessoa por outra procurando um ser perfeito conforme a nossa vontade, sem olharmos para nós mesmos, reconhecermos que também somos imperfeitos, jamais iremos permanecer casados para sempre com quem quer que seja. Havendo EDUCAÇÃO de ambos os lados, ambos se a...

  • Jonathan (Santos) - 14/11/2011

    Se um homem se casa com uma mulher e posteriormente "nela achar coisa feia", então ele pode se divorciar e a expulsar de sua casa. Se com outro homem ela se casar e novamente ser expulsa, o primeiro marido não a pode receber. Isto "é abominação perante o SENHOR." [24:1-4]

  • josilene dos santos (maua ) - 23/10/2011

    bom eu pesquisando sobre divorcio em traduçoes biblicas mais antigas vi que aslguns termos usado no novo textamento como divorcio ,eram escrito com repudio e so depois de anos as pessoas começaram a igualar o significado de repudio e divorcio como se fossem a mesma coisa ,quando Deus dizia estas coisas ele se referia para os judeus e na lei judaica o repudio era se apartar de sua esposa sem lhe dar a carta de divorcio ,poriço em termos biblicos quando Deus dizia que se um homen se casa-se com uma mulher repudiada ...

  • mary (são paulo) - 22/09/2011

    Eu só gostaria de saber se naquele tempo ja existia o divorcio?

  • Isis Xavier (Joao Pessoa) - 26/08/2011

    Segundo a Biblia se divorciar e casar novamente é pecado e leva ao inferno, se nao for em caso de adulterio, ou de morte! mais no caso de Davi e Bate-seba, foi diferente, eles pecaram contra Deus, e sofreram as consequencias, e ele continuou com ela, e Deus o amou, pois o arrependimente de Davi foi de coração. será que realmente Deus nao perdoa, um arrependimento de coração e ele se torna livre pra refazer sua vida? pois como diz a palavra a um coração quebrantado e contrito nao registirás , oh Deus! e tbm teve o c...

  • ad (colatina) - 15/08/2011

    Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas ao princípio não foi assim. Mateus 19:8 Porque o homem não é capaz de perdoar como Deus.Só por isso...mas só em caso de adultério e hoje a IASD entende que em caso de agressões físicas também é possível o divórcio, por se tratar de um crime.

  • jonas pereira (são paulo) - 15/08/2011

    se o divorcio e pecado porque Deus deu carta de divorceu para isrrael

  • mary (sp) - 17/05/2011

    Isso não existe,Adriano pare com essa bobagem! se a pessoa voltou pra vc é pq ja ia voltar msm.

  • adriano (são paulo) - 13/05/2011

    LEIA SOZINHO ? Diga para você mesmo o nome do único rapaz ou moça com quem você gostaria de estar (três vezes)? Pense em algo que queira realizar na próxima semana e repita para você mesmo (seis vezes). Se você tem um desejo, repita-o para você mesmo (Venha cá ANJO DE LUZ eu te INVOCO para que Desenterre RKRS de onde estiver ou com quem estiver e faça ele ME telefonar ainda hoje, Apaixonado e Arrependido, desenterre tudo que esta impedindo que RKRS venha para MIM , afaste todas aquelas que tem contribuído para o no...

  • leilla (pr) - 09/05/2011

    Não sei o que essa pergunta tem aver com a biblia.Mais a sra Maria Odete Miranda ja esta no 14°casamento.Pelo menos 10 realizados em igrejas evangelicas.

  • mary (sp) - 05/05/2011

    Sr Marcos, eu fiz essa pergunta para os evangélicos, a sua seita não é considerada evangélica,,,vcs não são nem cristãos nem judeus. Portanto não cabe a vc responder a minha pergunta,,e sim um evangelico...quanto a sua pergunta eu não sei ,mas posso citar varias historias de pastores que conheço ,com obreiras e até com mesmo com crianças sei e tenho como provar,,,só não vou fazer isso por respeito aos evangélicos, não a vc. que não é pau nem pedra.

  • Marcos Morales (Taquara-RS) - 05/05/2011

    Mary, estou disposto a tentar responder tua pergunta irônica, onde colocaste todas igrejas evangélicas no mesmo saco, se você me responder quantos padres católicos se uniram "em uma só carne" com jovens rapazes ou freiras. OK! Talvez depois de refletir um pouco vc possa postar opiniões baseadas na bíblia, em troca de ficar apontando erros desta ou daquela denominação religiosa.

  • mary (sp) - 05/05/2011

    Aguem poderia me dizer quantas x a gretchen que è evangelica casou? nas igrejas evangelicas.

  • FABIANO (ITAPECERICA DA SERRA/SP) - 13/04/2011

    A ESCRITURA NÃO SE CONTRADIZ O DIVÓRCIO para aqueles que professam crer e obedecer o que está nas Sagradas Escrituras É INADIMISSDÍVEL em qualquer caso, repito; em qualquer caso, sendo, portanto, o casamento INDISSOLÚVEL. O texto de MAT 19.9, FORA DE CONTEXTO, parece aprovar novo casamento em caso de ADULTÉRIO, mas na verdade não o aprova, pois veja: Todas as passagens que abaixo seguem condenam todo novo casamento após o divórcio como sendo adultério, não importando o motivo do divórcio. Marcos 10:11,12: "...

  • Antonio (Londrina) - 02/09/2010

    De fato, no Antigo Testamento, na lei de Moisés, o homem pode se divorSiar de sua esposa, conforme é descrito em Deuteronômio 24, por qualquer motivo (se ela não encontra mais graças aos olhos do homem) Transcrevi este texto do comentário de Luiz Rosa. Será mesmo que Moisés está aprovando o divórCio em Deuteronômio 24? Eu imagino que não. Se Moisés estivesse fazendo isso, seria uma grande contradição à Palavra de Deus. A palavra de Deus não há mudança nem sombra de variação Tiago 1:17. O próprio Luiz Rosa mencion...

  • jaime (ji-paraná-ro) - 21/06/2010

    creio que deus ao criar o homem;com o proposito de ter uma uma familia de muitos fihos e filhas,semelhante a jesus cristo;nos da a ideia que precisamos buscar essa semelhança;então como devemos faser isto;pedindo a deus que nos revele a sua palavra para endendermos,a vida ea obra de jesus,o sacrificil da cruz,para nos resgatar do mundo das trevas para o reino de luz,uma ves que a pessoa conhece este jesus glorificado,e se arrepende dos pecados, e converte,e foi incluido no corpo de cristo,jamais pode deixar se leva...

  • Carlos (Santo Amaro) - 01/09/2009

    Eu penso que na sua situação não deve se preocupar em que a pessoa se 'salve' diante de Deus. Vocês têm que ver qual é a melhor decisão para vocês. Se se amam, Deus quer que voltem a viver juntos, mas se não há amor, com certeza é melhor que cada um viva a sua vida e peça perdão a Deus pelos erros cometidos. A salvação não deve prescindir da nossa felicidade.

  • Ve (SP) - 30/08/2009

    Oi pessoal gostaria de tirar algumas duvidas sobre assunto de separação com vcs, a minha historia e o seguinte tenho 25 anos e estou separada do meu marido que tem 28 anos e somos evangelicos ,ele me traiu com uma menina do trabalho, nao chegou a ter relações com ela mas "ficou", eu como amo muito ele e sei que Deus me deu meu casamento quero tentar salvar nosso casamento e j perdoei ele mas ainda estou mto magoada sabe, ele esta convicto que quer se separar e se consertar com Deus , é possivel ele me trair querer ...

  • m.m (s p) - 24/02/2009

    Tem um ditado,que diz:ANTES SÓ, DO QUE MAL ACOMPANHADO.pensem nisso!

  • Fátima (santos) - 11/02/2009

    Eu concordo com vocês. Deus odeia o divórcio. E sempre quer que as duas pessoas se arrependam e haja quebrantamento e assim Deus pode restaurar tudo. Mas tem casos que so uma parte esta disposta, a outra ja pediu o divorcio, ja esta longe e casado com outra. O coração dele esta duro. Quatorze, vinte anos e o outro não cedeu. A parte injustiçada tem falta de um companheiro. Orado muito vezes, ela sabe o que tem buscado do Sr., e tem tido temor. Nao poderá por misericordia de Deus esta casar de novo. A irmã a cima ci...

  • Gustavo M. W. de Brito (Cruz das Almas-Ba) - 29/12/2008

    Sempre perguntam: Deus se agrada que um casal vive se agridindo, ao inves de se separarem? Claro que NÃO! Mas porque isso acontece? Pela dureza dos corações! Por acaso DEUS quer que tenhamos coração de pedra? NÃO! A Bíblia nos ensina a pedirmos: "SENHOR DA-ME UM CORAÇÃO DE CARNE"! Então o que devem fazer aqueles que vivem casamentos insuportaveis! A mesma coisa que os pobres fazem, esperam no SENHOR! Ou voces acham que eles podem assaltar, roubar para que suas famílias possam viver felizes e tenham o pão nosso de ...

  • Jane (Palmas/TO) - 19/12/2008

    Charles T. Russel ou qualquer outro pregador de renome não é padrão bíblico pra ninguém, mas tão somente Jesus cristo.Além do mais onde tá escrito q ele foi pro céu, eu pensei que somente DEUS tivesse autoridade para tal. A Bíblia Sagrada é categórica sobre o assunto divórcio, permitido somente em caso de adultério ou viuvez. Quem quiser distorcer, distorça, e pague pra ver. Fiquem na paz do SENHOR JESUS

  • melry (santos) - 23/11/2008

    Voces gostam de fazer tempestade em um copo d,água.Se voces não sabem,Charles T. Rússell era divorciado.E mesmo assim foi para o céu.Isso significa que para JEOVÀ,da no mesmo.Certo?

  • Humberto H. Viana (São Luis-Ma) - 15/11/2008

    Pode DEUS se contradizer? O assunto DIVÓRCIO, pode ser muito bem compreendido na Bíblia para aqueles que realmente querem andar, viver, conforme a palavra do SENHOR! Quando as pessoas NÃO querem viver conforme um ASSIM DIZ O SENHOR, não adianta ler a Bíblia mesmo que seja milhões de vezes,estudar teologia,virar pastor etc. Onde os GAYS arrumam desculpas para "JUSTIFICAREM" seus problemas? Deturpando a Bíblia, é claro. Assim acontece com os ADULTEEROS " CRITÃOS"! A igreja que deveria ser chamada a CASA de DEUS, ag...

  • tatiane (vitoria) - 31/10/2008

    estou buscando na biblia a resposta para essas pergundas no meu caso eu que fui traida, não apenas uma vez a ultima foi na minha propria casa,peguei meu marido com outra; ele admitiu que tinha mas de um ano que já estavam tendo relações,ele admitiu que se eu não tivese descobeto eles estariam juntos até hoje...eu sou evangelica ele não; ele se diz arrependido que não vai mas fazer isso denovo, e eu carego sobre mim um peso enorme da responsabilidade por que sou cristã e devo perdoa,os pastores da minha igreja fala...

  • Paulo Borges (São Paulo) - 20/10/2008

    É uma discussão muito importante e sem dúvida deve ser pautada pela iluminação bíblica e pela reflexão, entretanto, não acho que porque uma meia dúzia de fanáticos acham uma coisa, toda uma sociedade deva achar também...Temos a nossa própria época, Deus sabe o que se passa em cada coração, sabe o que sentimos e o que podemos oferecer como companheiros...Não faça ninguém sofrer, não destrua a vida de ninguém por medo do julgamento...pois ele será feito por um justo Juiz. Se você pecou, adulterou, se arrependa, estej...

  • ana rosa (registro) - 08/06/2008

    Parabens! Rosemire,vc é uma pessoa equilibrada,com certeza ,conhece a palavra de Deus.Que Deus te abençoe.

  • Rosemeire A. R. Silva (São Caetano do Sul - SP) - 25/04/2008

    Sou casada há 17 anos e eu e meu marido trabalhamos com casais na igreja há uns doze anos. É interessante notar o quanto este fato divórcio X adultério tortura a mente das pessoas. O que voce diria a um casal onde o marido espanca a mulher e filhos todos os dias e os submetem ao terrorismo? Diria para ela orar e continuar sendo espancada? Queridos irmãos precisamos ser equilibrados. Eu sou totalmente contra o divórcio, porém não tenho o direito de colocá-lo como um jugo sobre as pessoas. Podemos ver que Deus nã...

  • Luiz Maia (Belém-Pará) - 09/04/2008

    Não se enganem! Deus não se apraz do divórcio. Muitos pensam que o fato de não viverem bem no seu casamento isto lhes dá o direito de pensar que Deus o aceitará com seus pensamentos medíocres, dando-lhe por alegação o fato de que não ama mais sua esposa. Tudo nesta vida tem um preço,e cada um colherá o seu. De tudo que vc já ouviu, uma coisa é certa, não dá pra calcular qual será será o preço da desobediência, o julgo se torna tão pesado que muitos não conseguém proseguir. Se você se encontra nesta situação, Deus é...

  • GUSTAVO H. DE ALMEIDA (Patos de Minas) - 09/04/2008

    As pessoas já se acostumaram com tantos divórcios, que terminou virando uma coisa banal aos olhos dos homens. Imaginem DEUS aceitando a violação da SUA própria LEI! DEUS não se deixa escarnecer, aquilo que o homem planta,colhe!

  • Adriana (São Paulo) - 27/03/2008

    Não posso crer que ainda existam pessoas que pensem assim que o nosso Deus seja tão duro a ponto de mandar alguém para o inferno por causa de um segundo casamento ou um divorcio.... Sou casada acredito que a palavra de Deus não muda, mas também sei que o Nosso Deus é misericordioso e vai além do que pensamos, por isso não julguem essa situação que realmente é delicada

  • valter silva sardinha (ipirá-ba) - 05/03/2008

    na verdade as pessoas tentam encontrar razao dentro da biblia para encobrir seus erros,deus e claro em dizer que odeia o divorcio e Jesus complemente dizendo que o casamento e pra ser eterno,nao dando nenhuma excessoes,a nao ser por morte de um dos conjugues. deus abencoe a todos e nao defraudam a palavra de Deus

  • VILDO H. SANTOS (São Mateus) - 28/02/2008

    SERÁ QUE AS PESSOAS PERGUNTAM PORQUE QUEREM REALMENTE SABER A VERDADE, OU PERGUNTAM PARA ENCONTRAR APOIO NO SEU PECADINHO SEM VERGONHA? NÃO ME CONFORMO, AS PESSOAS SABEM QUE DEUS REJEITA O DIVÓRCIO, MAS QUEREM FAZER SUA PRÓPRIA VONTADE E DEPOIS ARRUMAR OUTRO TROUXA PARA IR COM ELE PRO INFERNO! QUER IR PRO INFERNO, LEVA A TUA ADULTERA CONTIGO! JÁ VOU..FUI!

  • RICARDO BATISTA R. DOS ANJOS ( RECIFE) - 19/02/2008

    OLA, NAO SEI COMO É NA PRÁTICA, MAS GOSTO QUANDO AS PESSOAS VIVEM AQUILO QUE PREGAM. QUE POSSA DEUS TER ACESSO A SUA MENTE, E QUEM SABE UM DEFENSOR DA VERDADE, TAL QUAL ELA É EM CRISTO JESUS NOSSO SENHOR. A BIBLIA NOA SE CONTRADIZ, PORTANTO ROMANOS 7:2-3 AINDA VIGORA.

  • Pierre (São Vicente) - 13/01/2008

    Em primeiro lugar quero agradecer a resposta de vocês.Depois quero dizer que fico feliz por ainda existirem pessoas comprometidas com a palavra de Deus.Essa resposta só veio confirmar o que eu já achava e havia estudado. Que Deus abençõe a todos e obrigado.Pierre e Silvia