Siga-nos no FaceBook




Lugares bíblicos

Em João 04, quando fala da mulher samaritana, alguns estudiosos dizem que, quando Jesus a mandou buscar o seu marido e ela diz que não tinha, esse texto não fala de prostituição e adultério, mas que no original marido quer dizer baal, dando a entender que os cinco maridos são cinco deuses.

Pergunta de Carlos Carvalho, Rio de Janeiro
Resposta de Silvia Togneri, em 24/07/2011


Leia mais sobre Samaritana

Olá Douglas. Realmente uma das possibilidades que o texto de Jo 4,1-30.39-42, aponta para sua melhor compreensão a respeito da Samaritana é que naquela região havia ainda a adoração a cinco deuses advindos desde a época do término do Reino do Norte em 722 a.C. pelos Assírios. Um pouco de história pode nos ajudar que está relatada em 2 Rs 17,24-34. A relação da Samaria com outras divindades advém mais claramente desta época em que os povos que passaram a habitar esta região faziam seus cultos a: Sucote-Benote; Nergal; Asima; Nibaz e Tartaque; Adramalec e Anamaleque. A relação dos judeus com os samaritanos a partir desta época ficou mais complicada, se anteriormente era a questão da divisão do reino acontecida em 931 a.C. com Jeroboão, que institui na região o culto aos dois bezerros de ouro, indicando que estes foram quem haviam libertado o povo do Egito em 1250 a.C. ,confira em 1 Rs 12,25-33.

 

A relação com os samaritanos teve ainda mais um endurecimento quando na volta do Exílio o grupo liderado por Zorobabel e Josué não aceitou a ajuda dos samaritanos, então considerados impuros porque eram um misto de judeus e dos outros povos que vieram colonizar a Samaria, depois de 722 a.C., confira em Esd 4. Os judeus e os samaritanos desenvolveram uma relação muito tumultuada a partir de então. A respeito de outros dados históricos desta relação dos judeus e samaritanos veja também Ne 4; 6,1-11; 13,28; 1 Mc 10,30.38; 11,28-34.

 

A relação da denominação de Baal como marido se refere a baal ter o significado de senhor, proprietário, de dono de uma mulher, de um escravo ou de um terreno. É interessante lembrar que o culto a Baal-Fegor entre os israelitas já havia acontecido anteriormente veja (Gn 25,1ss; Js 6,28)

 

Muitas vezes em relação a este texto de Jo 4, 1-30 nos mantemos fixados nesta situação da mulher, se ela teria realmente cinco maridos e por que isso? O importante neste texto como no de Lc 10,25-37 é a outra maneira que Jesus nos aponta em olhar a quem é considerado como impuro. Se em Lc a intenção é mostrar que o samaritano não se deixou apegar às normas que impediam o contato com alguém ensangüentado e doente e que o socorreu. Já em Jo 4 em relação ã samaritana nos indica que esta idéia de exclusão precisa ser superada uma vez que é o próprio Jesus quem toma a iniciativa em conversar com a mulher à beira do poço de Jacó (lugar de muitos acontecimentos na época dos patriarcas), lhe pedindo água. Atitude esta que nenhum judeu e homem faria em relação a alguém da Samaria e muito menos uma mulher, veja a admiração dos discípulos quando voltam em ver que Jesus estava conversando com uma mulher samaritana (Jo 4,27). Outro detalhe é que no evangelho segundo João Jesus ao voltar da Judéia para a Galiléia, faz questão de passar por aquele lugar, a cidade Sicar ou mais provável Siquém. O foco do texto não está na condição moral da mulher e sim a sua atitude depois de encontrar o verdadeiro Deus, no seu enviado Jesus de Nazaré. Ela não precisa mais dos outros deuses, e por isso larga seu balde, já que agora tem a Água Viva para sua vida e vai anunciar Jesus  à toda cidade que passa a acreditar nele em Jesus por causa da palavra da mulher.

3341 visitas

13 comentários

Postar um comentário

  • Erivaldo (Salvador) - 17/12/2013

    Eu creio.

  • Erivaldo (Salvador) - 17/12/2013

    Olha ai! FONTE DE AGUAS VIVAS? Viu como podemos ser compreendidos, sem resalvas ou questionamentos? Legal 'fontes de AGUAS VIVAS" olha ai!

  • Rosenberg (Mesquita Rio de Janeiro) - 17/12/2013

    Mesmo sem estudos a compreensão da Bíblia Sagrada é fantástica se lemos com o discernimento de espírito e não somente teológico. Deus nos dá da sua Palavra o conteúdo que Ele quer. Na atualidade há muitos estudos que acabam, muitas vezes, confundindo o leitor.

  • Rosenberg (Mesquita Rio de Janeiro) - 17/12/2013

    O que o texto de João 4 nos mostra é que Jesus teve a necessidade de passar por Samaria para trazer àquela mulher uma linda lição. Ele era maior do que qualquer discussão, e estava disposto a oferecer a ela água viva. Muitos deixam de receber a água viva pois se prendem a diferenças, como os judeus e samaritanos. Todos temos diferenças e pecados, mas devemos adorar a Deus como Ele quer, em espírito e em verdade.

  • EDUARDO GIORDANO (CAÇAPAVA S.P) - 30/10/2013

    * PAZ A TDS - É VERDADE QUANTO AO FATO DE SAMARIA TER SIDO MUNDANIZADA E SE PROSTITUÍDO COM OUTROS DEUSES - MAS QUANTO AO FATO DE ASSIMILAR OS CINCO MARIDOS DELA COM OUTROS DEUSES NOS DEIXA UM DUVIDA QUANTO AO HORÁRIO EM QUE ELA ESTAVA NO POÇO - A HORA SEXTA : MEIO DIA - NOS DA A ENTENDER QUE ELA ERA MAU VISTA ENTRE SEU POVO E TERIA QUE VIR EM HORARIO DO DIA QUE ALEM DE QUENTE E QUE NÃO TIVESSE NINGUÉM - PORQUE SE NÃO FICA A DUVIDA QUANTO AO SEU COMPORTAMENTO COM 5 MARIDOS - SE ERA SECULAR OU ESPIRITUAL ?*

  • joel miranda (São Gonçalo (RJ)) - 09/11/2012

    Se nós analisarmos todos os textos em que Jesus faz referência aos samaritanos, podemos chegar à conclusão de que havia uma humildade muito maior por parte dos samaritanos, do que dos judeus. Vejam alguns exemplos: A parábola do bom samaritano; porque Jesus o chama de bom samaritano? Porque tendo ele essa condição, foi o único que socorreu o homem caído na estrada. Na cura dos dez leprosos; o único a agradecer foi o samaritano. A mulher samaritana no final, reconheceu Jesus como o Messias.

  • Junior (MESQUITA) - 06/10/2012

    É mesmo? O que a mulher quis dizer ao falar para o povo: "vinde e vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito. Porventura não é este o Cristo?” João 4:29 Ela se referia aos deuses dos samaritanos ou a situação imoral que ela vivia? O fato de falar detalhes da sua vida pessoal fez com que ela reconhecesse o messias. “Porventura não é este o Cristo?" Quem disse que no original a palavra quer dizer Baal? Às vezes o texto é tão claro que não acreditamos no óbvio.

  • ad (colatina) - 15/08/2011

    eu digo que Deus não faz justiça dessa forma porque o próprio homem já se auto destrói...nem precisa de Deus intervir.O pecado já consumiu o caráter da maioria quase que por completo.

  • mary (são paulo) - 14/08/2011

    Eu sempre achei uma aberração o que os judeus faziam. Aquela de matar um homem só porque foi pegar uma espiga de milho pra saciar sua fome. Foi de lascar!!

  • ad (colatina) - 14/08/2011

    paulo, Deus é Deus! Se Ele tratou Israel da forma que tratou, era porque era a melhor forma, ainda mais porque o povo vinha da escravidão...imagina como eles estavam desumanizados...Muitas coisas do antigo testamento estao precisando ser aplicadas hj justamente pq o povo esta tão desumanizado como Sodoma e Gomorra, só que tem toda informaçao a disposicão.

  • Paulo Favero (Ponta Grossa) - 14/08/2011

    No AT vemos várias passagens que demonstram os Hebreus como um povo racista, preconceituoso e arrogante. No NT vemos Jesus tentando mudar isso, tentando porque 2000 anos depois esses problemas ainda existem. Basta revirar esta página e veremos essa arrogancia em várias postagens. Algo como: "voce é pecador, tudo que voce diz está errado, eu estou certo, sua igreja é errada, a minha que é certa. Jesus comeu com ladrões (Judas um deles), com cobradores de impostos, com prostitutas e todo o tipo de ralé. O fariseu no ...

  • ad (colatina) - 03/08/2011

    estudiosos não da Bíblia, com certeza!O trecho é bem claro.Não existe margem para essas alegações. Jesus revelou a mulher uma situação de pecado. Vendo isso, ela reconheceu que Jesus era o Messias. Ela sabia que estava em pecado, mas nao estava se importando muito, até q Cristo a recordou. Não é vantagem nem sabedoria achar que tudo tem um simbolismo por trás. AS vezes a mensagem é bem direta e os "estudiosos" desviam o povo do ponto principal da mensagem.

  • Queirozv (São José do Rio Preto - S/P) - 28/07/2011

    Não posso pensar de forma diferente do que o que esta literalmente, ou seja, verdadeiramente Jesus revelou para aquela mulher o que para ela achava que para algumas pessoas estava oculto, principalmente para Jesus que ela nunca o tinha visto. Por isso que ela o chamou de profeta. Temos que tomar cuidado para não banalizar um dom tão maravilhoso demonstrado por Jesus neste clássico que é a mulher Samaritana.