Rose, em nenhum momento a Bíblia sublinha o fator da diferença de idade entre os esposos. Fala às vezes de matrimônio entre pessoas de idades diversas, mas isso para o autor bíblico não tem nenhuma importância. Normalmente acontece que a mulher é mais jovem e o homem mais velho, o contrário do caso da sua pergunta. Porém e uma questão referente aos costumes da época. A mulher não se casava em idade avançada, mas ainda criança já era prometida em matrimônio.

A Bíblia sublinha sim o valor do matrimônio, da família. Apresenta também, é claro, as sombras. Por exemplo o filho de Caim, Lamek não observou a monogamia e o fato vem colocado em contraposição ao exemplo de Noé, que não não tem tantas esposas e que também por isso vem salvado do dilúvio. Mesno nas 3 famílias que formam o centro do Antigo Testamento (Abraão, Isaac e Jacó) as histórias familiares são complicadas e às vezes caracterizadas pelo pecado. Porém a família em geral e o matrimônio em particular são valores constantemente defendidos. Basta considerar, por exemplo, Tobias e Sara. ? belíssima a oração que eles fazem no início de sua vida conjugal (Tobias 8,6-7). Também em Oséias, que tem uma história matrimonial complicada, o matrimônio e fortemente defendido, por que sinal da relação de Deus com o seu povo. E assim poderíamos continuar também no Novo Testamento, com Jesus, com Paulo...

Porém queria recordar um texto do Cântico dos Cânticos, no capítulo 8, versículos 6 e 7. O autor sagrado diz que o amor è forte como a morte e nem mesmo as grandes águas podem apagá-lo. Portanto, Rose, o que conta em um casamento não é absolutamente a idade, mas o amor que está a sua base. A diferença de idade pode causar certas incompreensões, diversas opiniões, mas certamente essas coisas, como nos ensinam os textos bíblicos, não condicionam o amor verdadeiro.