Uma janela sobre o mundo bíblico

Por que antigamente existiam tantas manifestações físicas do poder de Deus, tais como fogo do céu, pragas, envio de anjos e hoje não mais?



  • Pergunta de José Carlos Freitas, Limoeiro do Norte
  • 1713
  • 01/01/2019
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Milagres |


É verdade que lendo a Bíblia nos impressionam os fatos extraordinários que lá aparecem e gostaríamos que se repetissem nas nossas vidas também de maneira assim eloquente. Esse desejo é tão impelente que muitas vezes certas assembleias exploram essa vontade popular e chegam inclusive a montar eventos cuja veracidade precisa ser sempre verificada com cuidado.

Uma chave de leitura importante é ler as narrações bíblicas que nos impressionam como sendo "sinais". Em relação aos milages, por exemplo, Jesus não curou todos os doentes e ressuscitou todos os mortos do seu tempo. Os milagres que fez mostravam a força de Deus e testemunhavam como poderia ser o mundo se a vontade divina fosse seguida e se não existisse o pecado. Ele curou algumas pessoas para nos revelar essa verdade, para mostrar que Deus não quer doença, não quer morte, mas deseja que todos tenhamos vida em abundância.

Outro elemento muito importante relacionado com o milagre é a fé. Muitas pessoas são curadas por causa da fé. Além disso, para ver um milagre é preciso ter fé em Deus. Será que, às vezes, a nossa incapacidade de ver milagres não reside no fato que nos falta fé? Quantos milagres acontecem hoje em dia, mas que dificuldade temos de vê-los como milagres!

 

Manifestações da natureza e o poder de Deus

Também hoje em dia acontecem coisas impressionantes ligadas à natureza: maremotos, erupção de vulções, terremotos, meteoritos que brilham no céu. A ciência se desenvolveu tanto e temos explicação para tudo, esquecendo de ligar esses eventos com o sobrenatural, com o poder de Deus.

Antigamente não existia a ciência que explicasse o que era uma erupção vulcânica ou o que era um terremoto. Para quem tinha fé em Deus aquilo não era simplesmente um fenômeno natural, mas uma mensagem divina.

Lembro há alguns anos na minha cidade catarinense aconteceu uma grande enchente, na época da festa da Imaculada Conceição. O padre de então disse no sermão da missa que aquilo era um castigo divino pelo fato de terem cancelado o dia santo ligado à festa da Imaculada, 8 de dezembro. Não concordo com as palavras do padre, mas isso mostra como ainda hoje é possível ligar fatos naturais à presença divina.

Precisamos ter cuidado para discernir e não colocar Deus aonde não tem nada a ver, mas também não podemos excluir a força divina das nossas vidas.

1713 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook